Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Missão rank C - Caça aos cultistas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Eve

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3285

Registo Ninja
Nome: Harima
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 3350
Total de Habilitações: 106,25

MensagemAssunto: Missão rank C - Caça aos cultistas   Qui 9 Maio 2013 - 16:51

Rank da missão: C
Titulo da missão: Caça aos cultistas
Descrição: Ao que parece, alguns genins estão fazendo parte de uma ceita maligna que priorisa a morte dos fracos e a ascensão dos fortes. Sua missão é achar onde eles se reunem e acabar com o culto e neutralizar os membros.
Recompensa: 600 Ryos + 1 Scroll + 1 ponto de cumprimento
Número de Ninjas:2 a 4 ninjas
Pessoas Inscritas:

  • Hyuuga Shinuyan (Rich)
  • Kimura Endo (Orochi)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rich

Moderador | Konoha
Moderador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Não olhes para trás neste momento...
Número de Mensagens : 1766

Registo Ninja
Nome: Uchiha Takeshi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 630
Total de Habilitações: 257,5

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Qua 5 Jun 2013 - 7:38

Estou dentro!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://senpai-k.tk
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Qua 5 Jun 2013 - 13:22

Inscrito. Agora só aguardar para ver se alguém te acompanha. Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rich

Moderador | Konoha
Moderador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Não olhes para trás neste momento...
Número de Mensagens : 1766

Registo Ninja
Nome: Uchiha Takeshi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 630
Total de Habilitações: 257,5

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Ter 11 Jun 2013 - 11:14

Bump!
Alguém para vir comigo :3 No quiero hacerla solo
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://senpai-k.tk
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Ter 11 Jun 2013 - 13:46

Eu vou contigo! \o/ Let´s go!
Vamos começar.

Ordem de Postagem:

  • Hyuuga Shinuyan (Rich)
  • Kimura Endo (Orochi)


Voltar ao Topo Ir em baixo
Rich

Moderador | Konoha
Moderador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Não olhes para trás neste momento...
Número de Mensagens : 1766

Registo Ninja
Nome: Uchiha Takeshi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 630
Total de Habilitações: 257,5

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Ter 11 Jun 2013 - 16:14

Levantei-me cedo e comecei a preparar-me para sair. Era a minah primeira missão desde que saí pelo mundo fora. Agarrei no pergaminho, cuidadosamente enrolado, em cima da mesa de cabeceira e reli-o mais uma vez. No pergaminho era pedida a minah comparência no gabinete do Hokage a fim de ser destacado para uma missão de rank C e no fim do permaginho está a assinatura de Naruto. Voltei a enrolá-lo, vesti umas calças e guardei o pergaminho no bolso direito. Desci as escadas enquanto vestia a típica camiola lilás. Agarrei nos chinelos à porta de casa e calcei-os. Vetsi o gorro e fui comer. Em menos de 15 minutos estava a sair de casa com duas barras energéticas na mão e outra a ser mastigada, em direção ao escritório do Hokage. Hoje a vila parecia estar mais calma, mas ainda era muito cedo para as lojas começarem a ter o típico movimento. Faltavam poucos metros para a entrada do escritório quando vejo um rapaz com a bandana de Kir a vir na minha direção. Usava uma camisola sem mangas escura e trazia um pequeno e muito bem guardado arsenal atrás. Reparei que tinha no braço esquerdo a tatuagem dos ANBU. Chegámos ao mesmo tempo à entrada:
- Bom-dia. Vais subir? – perguntei
Ele assentiu com a cabeça. Abri a porta e fui à sua frente até à sala de Naruto. Bati à porta até uma voz responder:
-Entre!
Abri levemente a porta e cumprimentei:
- Bom-dia Hokage-sama. – disse enquanto entrava na sala – Ontem entregaram-me este pergaminho a pedir a minha comparência na sua sala hoje a esta hora. Aqui tem.
Tirei o pergaminho do bolso e abri-o a uma distância suficiente para Naruto o ler:
-Hai hai. Hyuuga Shinuyan suponho?
Confirmei:
-Bom, antes de mais, deixa-me apresentar o teu companheiro de missão: Kimura Endo da Vila da Chuva. É um promissor Chuunin e atualmente é um membro do esqueadrão da ANBU de Kiri. Foi-nos recomendado pelo Mizukage.
Olhei para ele e sorri, apertando a sua mão, em gesto de cumprimento:
-Agora que as apresentações foram feitas vamos passar a assuntos sérios: Ao que parece, alguns gennins estão fazendo parte de uma Ceita maligna que prioriza a morte dos fracos e a ascensão dos fortes. A vossa missão é achar onde eles se reúnem e acabar com o culto e neutralizar os membros. Com o Kimura na equipa esta missão fica-nos mais barata e dá-te melhor segurança Shinuyan. Levem estes rádios para poderem comunicar. Boa sorte.
Fizemos uma rápida vénia, em sinal de respeito, e saímos do escritório.
“Eu não preciso de proteção....pff......” – pensei
Olhei para Kimura e perguntei:
-Qual é o plano? Já tens algumas ideias?
Ele pensou um bocado e por fim respondeu-me:
-Bom a minha ideia é um pouco básica, mas depois torna-se complexa: podíamos infiltrar-te na Ceita, mas o problema é saber se és forte o suficiente para dar conta deles.
“Deves estar a gozar....!” – pensei irritado
-Eu aguento bem com eles. Acho melhor começarmos por fazer um reconhecimento da área. O que te parece?
Quando olhei ele já estava a correr para cima dos telhados:
-É verdade: ANBU.... – resmunguei baixinho
Após concentrar alguns chakra nos pés, Kimura deu um salto na parede e agarrou-se à borda do telhado. Com um movimento limpo e ágil ele atirou o corpo para trás e fez o pino ao contrário. Deixou-se cair para trás e assim que os pés tocaram nas telhas ele largou o telhado e voltou à sua corrida:
“Ele é rápido.”
Concentrei o meu chakra nos pés e iniciei a corrida. Ao aproximar-me da parede, atirei o corpo para a frente e coloquei as mãos no chão. Fiz força nos braços e troquei de mãos, invertendo a trajetória do corpo. Atire o corpo para trás e, quando os pés tocaram na parede, colaram-se quase de imediato. Virei o corpo e dei um curto salto até atingir o telhado. Agarrei na borda e repeti o movimento de Kimura. Agilmente girei o corpo e em pouco tempo estava em pé nas telhas. Com um shunshin alcancei Kimura. Não trocámos muitas palavras e fomos prosseguindo saltando de telhado em telhado:
-Acho melhor começarmos a Academia. – disse
-Hai. – respondeu Kimura
Virámos à esquerda e continuámos a saltar rapidamente e com alguma agilidade pelos telhados. Kimura adiantou-se e eu aproveitei para “estuda-lo”. Ativei o meu Byakugan e fiquei surpreso a ver o seu chakra. Mentalmente fui fazendo o relatório:
“Dois tipo de chakra: Fuuton e Raiton;
Possui uma linhagem que eu desconheço, mas ele possuí um nível alto;
Habilidades bem desenvolvidas;
Possui entre 20 a 30 jutsus, mas não consigo saber quais;
Tem 15 anos.”
Ao revelar a última informação fui apanhado de surpresa e perdi o equilíbrio, tropeçando numa telha e caindo para a frente e começando a rebolar para o chão. Concentrei chakra nas mãos e agarrei-me à borda do telhado quando caí. Fiz força nos braços e levantei-me de novo para o telhado. Kimura ouviu o barulho e voltou para trás:
-O que aconteceu?
Lembrei-me que tinha os Byakugan ativado e por isso desativei-o:
-Nada, nada. Obrigado.
De repente ouvimos o toque da campainha da Academia:
-Temos de ir. As aulas terminaram. – disse Kimura
Agarrou-me no braço e puxou-me para cima:
-Arigato Kimura-san.
Ele sorriu muito ligeiramente e voltou à sua corrida. Olhei para o meu braço e vi que estava vermelho na parte “interior” do cotovelo devido à pressão exercida à pouco. Tinha um pequeno corte no antebraço, nada de mais. Encontrei Kimura deitado no telhado em modo “Stealth”. Deitei-me perto dele:
-É uma boa altura para usarmos os rádios. Toma um. – disse-lhe
Tirei os rádios do bolso e, dei um a Kimura, de seguida coloquei o outro no pescoço e liguei-o ouvido:
-Teste, teste. 1,2,3.Ouves?
- Sim. Vês aquele alto naquele telhado?
Kimura apontou para o telhado a, mais ou menos, 20 metros. Perto do fim havia um alto nas telhas devido ao vento e a idade delas:
-Sim...
-Esconde-te aí e mantêm-te alerta.
-Hai. – respondi
Levantei-me devagar e concentrei o chakra nos pés. Corri para a borda do telhado onde estava e dei um salto, seguido de um shunshin. Aterrei no telhado à frente e só precisava de repetir o movimento para alcançar o ponto escolhido. Voltei a concentrar o chakra e dei a corrida, seguida do salto e da aterragem. As pernas tremeram com o impacto, mas voltaram ao normal em pouco tempo. Deitei-me atrás do alto e falei o rádio:
-Estou em posição Kimura-san.
Alguns segundos depois ouvi a sua voz:
-Hai. Vês aquele homem de preto perto da saída da Academia? Encostado a um muro com mais dois gennins.
Olhei durante algum tempo até encontrar o homem:
-Vejo. Achas que pode ser ele?
-Talvez. Estuda os gennins perto dele.
-Hai.
Ativei o byakugan e fiquei a estudar o chakra deles:
-O homem é um shinobi. Ele possuí dois alinhamentos identificáveis: Suiton e Fuuton.
-E os gennins?
Analisei-os:
-O da esquerda possuí Katon e o da direita possuí Doton.
-Muito bem. Vamos aguardar mais alguns minutos. – disse Kimura
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://senpai-k.tk
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Qua 12 Jun 2013 - 17:02

Os jovens estudantes se dispersavam pelas ruas na direção de suas casas, alguns acompanhados de suas mães ou pais, outros em grupos divertidos. Entretanto, o homem de preto e os dois gennins que o acompanhavam permaneciam no local, mesmo quando a academia já fechava as portas e uma senhora começava a varrer a calçada. "Atitude suspeita." - Pensou Kimura. O estranho se vestia com um grande sobretudo preto que cobria todo o seu corpo, e a ausência de uma hitaiate à vista indicava que ele não era um ninja, ou era isso que ele gostaria de esconder. Levando a mão dentro da vestimenta, o estranho retirou um cigarro e o acendeu para então começar a caminhar fazendo um sinal com a cabeça para seus dois acompanhantes.

Logo os três caminharam até dobrar a esquina há duas quadras da academia. Pondo a mão sobre o aparelho preso em seu pescoço, Kimura indicou o início da perseguição ao hyuuga, que saiu de seu esconderijo ao saltar no telhado adjacente num rápida pirueta. Mantendo-se agachado, a serpente apoiou as mãos na beirada do prédio e usou a força de seus braços para impulsioná-lo para o prédio lateral, onde focalizou chakra nos pés para subir a parede do vizinho com várias passadas até chegar ao alto e saltar em ziguezague até chegar às imediações do corredor. A uma boa distância, Kimura via o konohanin vindo em sua direção e num cumprimento silencioso, os dois rastejaram até a borda do telhado quando perceberam que a rua onde os três entraram era sem saída e os três haviam sumido.
 
- Nani?! - Sussurraram ao mesmo tempo.
- Vamos descer. - Comandou o chuunin.
 
Convergindo seus chakras nas pernas, os dois efetuaram silenciosos shunshins até a viela deserta. Não era um local sujo, mas sim com aparência de abandono. Protegido pelas paredes altas cheias de pichações, o local possuía algumas latas de lixo recentemente esvaziadas, além de poeira acumulada e um poste de luz antigo, onde vários cartazes de eventos se desmanchavam pelas intempéries do clima. Curiosos, os dois se separaram para procurar alguma pista no local, mas as poucas pegadas que existiam indicavam somente o caminho de entrada e paravam no centro do beco. "Para onde eles foram?" - Pensou o chuunin, passando as mãos suavemente nas paredes até o poste. Kimura sabia que eles não escalaram as paredes porque teriam visto.

Parecia que eles haviam evaporado magicamente. Mas quando o ninja continuava a tentar descobrir o sumiço, ouviu o garoto ativar seu byakugan e procurar através das paredes, do chão e das latas de lixo até que gritou com excitação: - Aqui! Há uma passagem que leva para os esgotos. - Disse ao tentar arrastar as latas vazias. Surpreso com a descoberta, Kimura se aproximou para ajudar com as latas. Usando a força de seus braços, os dois arrastaram o pesado objeto para o lado e começaram a fazer esforço novamente quando ouviram alguns passos se aproximando. Os ninjas se entreolharam como se já soubessem o que fazer. Assim, espalhando chakra por seus corpos, os dois fizeram um rápido selo e logo se transformaram em duas latas de lixo idênticas àquelas que estavam por arrastar.
 
- Vamos lá. Estamos chegando ao local. - Chamou um dos cinco.
- Estou preparado para acabar com vocês. - Provocou outro.
- Ha, ha, ha, ha! Veremos, fracote! - Disse um dos gennins.
 
Logo os cinco gennins se aproximaram e pararam em frente às outras latas de lixo, quando o garoto que se parecia com o guia do grupo apertou um dos tijolos soltos da parede próxima. Foi então que o solo se elevou alguns centímetros e se arrastou para o lado, destampando uma abertura donde eclodiu um cheiro forte de esgoto. "Bem engenhoso" - Pensou Kimura, escondido com seu henge. E enquanto os cinco garotos começaram a descer vagarosamente, o último deles inclinou o corpo e chutou forte na lata de lixo em que Kimura se disfarçava. O chute atingiu suas costelas e o ANBU sentiu alguma dor, mas mesmo assim conseguiu controlar seu chakra para continuar com seu disfarce.

- Estou pronto para começar! - Animou-se o garoto que acabara de chutá-lo, para enfim entrar na passagem que se fechou num ruído abafado de pedra sendo arrastada. Nesse momento, os dois ninjas desfizeram seus disfarces e voltaram suas atenções para a passagem secreta. Kimura passava a mão nas costelas imaginando o hematoma que se formaria em pouco tempo, enquanto olhou para seu companheiro que se esforçava para não rir da situação e do azar do chuunin. Dando de ombros, a serpente aguardou mais um minuto e apertou o mesmo tijolo na parede na esperança de abrir a passagem, mas nada aconteceu. Os dois se entreolharam mais uma vez na expectativa de que alguém viesse com alguma ideia de como abrir aquilo sem fazer muito ruído, mas esta não veio.

- Merda, vamos fazer isso no modo antigo. - Reclamou o chuunin, usando seus músculos para retirar todas as latas de cima da passagem. - Ajuda-me aqui. - Completou ao tentar enfiar os dedos na borda da tampa e usar toda sua força para puxá-la para cima. Surpreso com a falta de delicadeza do ninja de kiri, Shinuyan o acompanhou e tateou uma fresta na abertura e começou a puxar. Os dois gemiam e gemiam em repetidas tentativas para abrir o fosso, mas este se mostrou um adversário invencível. Já um pouco cansados, os dois sentaram-se para relaxar um pouco enquanto pensavam numa maneira de abrir aquilo sem chamar tanta atenção. - Então é isso! - Comemorou Kimura ao ter mais uma ideia. - Rápido, fique em pé ali em frente. - Completou ao apontar para um dos pisos quadrados de cimento que compunham o chão do beco.

Animado, Shinuyan deu um rápido salto e se posicionou na pedra que parecia folgada na estrutura. Foi quando o chuunin apertou novamente o tijolo solto e um ruído de tranca evidenciou que ele estava certo. A abertura se abriu diante de seus olhos, arrastando-se para o lado, deixando a abertura fétida que descia por cinco metros até um pequeno córrego escuro e seco. Com um sinal, os dois convergiram chakra nas mãos e pés para agarrar-se na parede lodosa do túnel e desceram até silenciosamente até o local. Lá embaixo, ambos escutaram ecos de alguma batalha e torcida em vários gritos e gemidos que indicavam a direção que seguiriam. - Eles estão numa galeria há cerca de cem metros naquela direção. - Sussurrou o gennin, apontando de onde vinham os gritos.

Concordando, os dois caminhavam sorrateiramente pelo túnel até atingirem uma curva que terminava na entrada na galeria, quando o hyuuga parou e fez um sinal silencioso de que existia alguém de vigia. Focalizando chakra na tatuagem, Kimura trouxe uma kunai às mãos e a jogou para o alto para que ela fizesse um pequeno ruído no teto do túnel. Foi o suficiente para que o vigia se aproximasse e forçasse a visão para tentar ver o que havia na escuridão, mas logo, quatro braços pálidos e esticados se enrolaram no gennin que vigiava o local, impedindo-o de gritar. Kimura havia focalizado chakra nas costelas e criado mais um par de braços para então esticá-los em velocidade e agarrar o jovem sem chance de resistência. Usando sua força, Kimura trouxe o gennin para junto dele e desferiu uma forte cabeçada na testa do garoto que perdeu a consciência num estalo abafado pelos gritos da luta que se seguia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rich

Moderador | Konoha
Moderador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Não olhes para trás neste momento...
Número de Mensagens : 1766

Registo Ninja
Nome: Uchiha Takeshi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 630
Total de Habilitações: 257,5

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Qua 12 Jun 2013 - 21:05

O vigia caiu lentamente nos braços de Kimura. Da sua testa jorrava um pequeno fio de sangue pela força da cabeçada que o Chuunin lhe aplicara. Ativei novamente o byakugan a fim de descobrir onde estava o cabecilha deste esquema. Arrepiei-me ao ouvir o grito, e consequentemente o último suspiro, de um gennin que tentava lutar pela sua vida naquela batalha desumana e injusta. Olhei em redor daqueles túneis e percebi que haviam mais três galerias iguais aquela, fazendo um total de quatro onde estavam apenas duas a funcionar e as outras duas estavam fechadas. Uma, a 30 metros daquela onde nós estávamos, tinha uma divisão a mais, algo que me parecia ser um escritório ou algo parecido:
-Kimura há uma divisão extra na galeria depois desta. Acho que podemos começar por aí.
-Concordo. Vamos!
Antes de sairmos, Kimura colocou o corpo inconsciente num canto escuro e onde se vê se se olhar com muita atenção. Começámos a andar devagar até que Kimura agarra no meu ombro:
-Espera aqui.
-Hai...
Fiquei confuso com o seu pedido, mas aceitei-o. Kimura virou-se e dirigiu-se ao corpo inconsciente do vigia. Fez um selo e reparei na sua caixa torácica aumentar. De seguida ele efetua mais alguns selos e começa a “entrar” na sombra do gennin. Ao mesmo tempo em que Kimura entrava na sombra, o gennin levantava-se e abria os olhos. Passou por mim e fez-me sinal. Agarrei no rádio e falei:
-Eu guio-te até ao escritório.
Ele levantou o polegar e continuou a caminhar. Entretanto ativei o Byakugan e procurei pelo chakra do Kimura. Não tardou até encontrar algo tão único:
-Vira à direita...
Ele seguiu o meu comando e continuou:
-Segue em frente 5 metros e vira à esquerda e depois é sempre em frente.
Ouço uma voz atrás de mim:
-Onde raio se meteu o puto? Ainda agora estava aqui...
Era um guarda que estava a dar pela falta do gennin vigia. Respirei fundo e levantei-me. Quando me virei o guarda olhou para mim surpreendido:
-Hei, quem és tu e o que estás aqui a fazer?
“Pensa, pensa...”
-A-ah...e-eu estava à espera da minha vez para lutar e precisei fazer xixi, mas a casa-de-banho aí estava ocupada por isso vim a esta.
Ele não pareceu muito convencido:
-Como é que te chamas?
-Hy-hyuuga Fusaki.
O homem retirou uma lista e passou o seu dedo pelos nomes:
-Não se vê ponta de corno nesta escuridão. Que se lixe, vai para a fila e espera que seja a tua vez. Ai de ti se eu te apanho aqui novamente.
-S-sim senhor.
Ele passou para a galeria a seguir e eu respirei de alívio. Avancei lentamente para a galeria onde Kimura se encontrava e ativei o meu Byakugan. O homem avançava a passos largos pelas pessoas quando viu Kimura. Eu pensava que o seu disfarce iria pelos ares, mas Kimura tomou conta da situação e avançou com o homem a puxá-lo por um braço. Lembrei-me que tinha de ia para a fila, mas com a pressa tropecei e caí:
-Caraças para o puto. Eu já não te disse para saíres daqui?! –gritou
O homem correu para mim e agarrou-me pelo pescoço. Deu-me uma bofetada:
-É o último aviso: vai para a fila ou ficar já aqui enterrado!
Comecei-me a irritar com ele:
-Tira-me as tuas mãos nojentas de cima de MIM!
-O quê?
O homem levantou a mão para me dar um murro, mas Kimura foi mais rápido. Agarrou-lhe no pulso e torceu-o para trás das costas. O homem largou-me e gemeu:
-Pirralhos insolentes!
O disfarce de Kimura tinha caído e este já se encontrava na sua forma real:
-M-mas....onde está o Kyshi? Quem és tu? Quem são vocês?! – gritou
-Cala-te... – disse Kimura antes de lhe dar com a palma da mão no nariz e o homem cair para trás inconsciente e com o nariz partido.
-Obrigado Kimura. – disse-lhe
Ele não demostrou nenhuma emoção. Rapidamente tirou a sua Tanto e fez-me sinal para retirar a minha Katana:
-Prepara-te.
Ouviram-se alguns passos apressados de algumas pessoas que ouviram o barulho. Rapidamente fomos cercados por 14 pessoas: 10 gennins, 2 high-gennins e 2 chunnins. Kimura fez-me sinal par avançar e foi isso que eu fiz. Iniciei a corrida para atacar os gennins atrás de Kimura. Entretanto Kimura lançara uma Shuriken na direção do gennin atrás de mim, mas a shuriken estava a ser manipulada por ele e esta avançou para trás, atrasando a sua trajetória. Kimura utilizou um shunshin para se aproximar do gennin. Antes que ele pudesse fazer algo já Kimura cravara a sua tanto na barriga dele. Agarrou no gennin e baixaram-se. De repente a shuriken avança em grande velocidade ao mesmo tempo em que Kimura e o gennin se baixavam, dando espaço suficiente para a shuriken passar por eles em segurança e cravar-se na testa do gennin atrás. Não pude prestar muita atenção ao ataque devido à sua agildiade, mas foi algo limpo e rápido:
-Kunai às 8 horas! – gritei para Kimura
Este percebeu o que eu dizia e lançou uma kunai ao mesmo tempo em que degolava dois gennins demasiado lentos. Cravei a katana no pescoço do gennin depois de me defender agilmente das suas fracas investidas. A perfeição com que Kimura acertava nos pontos vitais das pessoas assustava-me. Ao meu lado jazia um chunnin com a kunai de Kimura crava na garganta. O sangue era demasiado e isso me enojava um bocado. Distraí-me por segundos, mas foi o suficiente para me desarmarem. A minha katana rodou alguns metros para a minha frente:
-Cabrão...!- resmunguei
Os outros membros do seu grupo eram atacados por Kimura, por isso decidiram entreter-se a tentarem acertar-lhe. Entretanto um high-gennin tentava ao máximo acertar-me. Desferiu-me um soco na bochecha esquerda e sinto algo pegajoso e vermelho: sangue. Quando me tentou desferir o segundo agarrei-lhe no pulso e puxei-o para trás. Ele gemeu um bocado, mas eu não tinha a força suficiente para partir-lhe o pulso com facilidade que Kimura tinha. Agarrei-lhe a outra mão e dei-lhe um pontapé no abdómen, atirando-o dois metros para trás. Concentrei algum chakra nas pernas, preparando-me para o próximo contra-ataque. Ativei o byakugan e estudei os seus próximos movimentos. Concentrei uma porção de chakra na mão pronto a dar-lhe uma descarga. Como previsto ele desatou a correr na minha direção. Atirou a mão para afrente tentando socar-me. Com um ágil movimento baixei-me e dei-lhe uma descarga de chakra no abdómen. Andou alguns centímetros para trás, o suficiente para o meu contra-ataque. Fiquei de frente para ele. Agarrei-lhe os pulsos e dei-lhe uma rasteira. Ele começou a cair para a frente lentamente como eu queria. Caí para trás e fleti os joelhos junto ao peito. Com o chakra concentrado nas pernas dei-lhe com os pés no peito e atirei-o para trás de mim. Ouvi a cabeça dele a bater no chão com força a e algo a estalar. Levantei-me e fui ajudar Kimura. Agarrei na katana e dei um salto, seguido de um shunshin, para frente. Girei e desferi um golpe no braço de um chunnin. De repente ele vira-se para mim e preparou-se para começar a atacar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://senpai-k.tk
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4010

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Sex 14 Jun 2013 - 0:04

O cheiro de sangue, suor e esgoto inundava a galeria enquanto os ninjas se digladiavam sob a luz de fracas lamparinas que cercavam o local. Concentrado no combate, a serpente se surpreendeu com o repentino grito do chuunin que tentava atacar-lhe pela retaguarda e quando inclinou a cabeça para o lado, conseguiu ver que sua atenção agora se voltava ao hyuuga. "Precisamos nos reagrupar." - Pensou no momento em que se esquivava de um golpe de katana que lhe raspou um pouco o uniforme. Jogando o corpo para trás numa rápida pirueta, ele aproveitou a distração do chuunin e atingiu sua cabeça com um forte chute lateral que estalou alto e o fez cambalear até a parede oposta, onde deslizou até o chão escuro. Agora Kimura encostava suas costas com o rapaz que ofegava e suava pela luta intensa. "O garoto tem fibra." - Confidenciou ao ver o esforço que o ninja fazia para manter-se de pé, mas logo voltou sua atenção aos inimigos restantes que agora os cercavam. Naquele momento, o silêncio que antecedia o combate era esmagador. O calor da respiração forte de todos fazia o local cheirar ainda mal, e logo eles se precipitaram sob os dois sedentos por sangue, até que... - Parem! - Ecoou um grito pelas galerias. Todos os inimigos cessaram os avanços e começaram a recuar vagarosamente até deixar os dois ninjas acuados no centro da câmara.
 
- Mestre Kano, estes são os intrusos. - Disse um gennin, segurando o braço ensanguentado.
- Que falta de modos. Melhor recepcioná-los melhor. - Respondeu o estranho com sobretudo negro.
 
O homem acabara de entrar no salão através da porta do escritório que Shinuyan havia informado. Acompanhado dos dois gennins que haviam visto aguardando na frente da academia, eles olhavam para os dois intrusos com estranha alegria. - Bloqueie a saída. - Comandou ao gennin no seu lado direito. O jovem fez alguns selos e encostou as mãos no chão, e logo um paredão de pedra surgiu para bloquear a única saída que conheciam. Os outros permaneciam afastados em reverência, como se estivessem na presença de um grão-mestre ou algo similar, pois evitavam contato visual com seus olhos. Aquilo incomodou Kimura. Ele recebera informações das duas unidades ANBU dos dois países de que haveria alguém poderoso por trás do grupo, mas no seu primeiro encontro com ele, de acordo com seu kashigokan e com o byakugan de Shinuyan, o estranho não parecia possuir nada de especial. "Não poderia ser ele." - Pensava enquanto procurava discretamente um caminho para a saída. Parecia que não havia nenhum, exceto pelo túnel que acabara de ser fechado pelo doton do gennin. Ainda com um sorriso no rosto, o homem começou a caminhar até o gennin que tinha seu braço cortado e num rápido movimento, quebrou o pescoço do garoto com uma chave de braço. "What the Fuck!" - Pensaram os dois ninjas, sem saber o motivo de tal execução. Foi quanto o estranho se virou para eles e gritou para que todos ouvissem:
 
- Este mundo não é para os fracos! Vocês provaram seu valor! Eu os convido para participar da igreja de Jashin! - Comemorou Kano.
- E se recusarmos? O que acontecerá conosco? Deixarás que saiamos? - Retrucou Kimura, ganhando tempo para que o seu aliado se recuperasse.
 
- Vocês sabem que é uma escolha de uma via. Ou aceitam... Ou morrem como os fracos. - Disse como se estivesse fazendo uma oração e se agachando até o garoto morto, para então sujar sua mão no seu sangue e o consumir num êxtase bizarro. O hyuuga ficou enojado com aquele comportamento, mas não disse nada, já sentia suas forças retornando enquanto ouvia um embate de opiniões que Kimura e Kano travavam na tentativa de convencer cada um de seu ponto de vista. Até que, perdendo a paciência, Kano retornou ao meio de seus dois gennins e proferiu um ultimato. - Ou aceitam Jashin, ou morrem. Decidam agora! - Gritou com fúria, enquanto os outros cultistas tremiam com a fúria de seu mestre. Kimura sabia que não podia mais adiar o combate. Sabia também que estavam em desvantagem, afinal, ainda lhes faltavam seis gennins e um high-gennin, além dos três estranhos que se aproximaram. "Prenda a respiração." - Sussurrou Kimura enquanto fingia relaxar e focalizava chakra na tatuagem para invocar uma pequena esfera discretamente. Kano ardia numa fúria doentia tentando adivinhar os pensamentos dos ninjas. Ele ansiava para obter a fidelidade daqueles ninjas, mas logo viu que sua tentativa de “arrebanhamento” havia falhado, pois Kimura deixou cair a esfera no chão, fazendo-a reagir e estourar numa densa nuvem de fumaça branca que encobriu toda a câmara.
 
Como haviam fechado a única saída, a fumaça não conseguia se dissipar, deixando uma fina névoa química pairando no ar. Segurando a respiração Shinuyan via a silhueta do grupo que os atacara anteriormente se debater em busca de ar, enquanto se desesperava para manter sua respiração sob controle. Lembrou-se de seu treinamento e de seus colegas de academia. Seus pensamentos começaram a se tornar mais escasso à medida que seu corpo adormecia pela falta de oxigênio. Seu fim seria morrer sufocado numa nuvem venenosa? Foi quando ele sentiu um leve toque em seu ombro. Virando-se já arroxeado, ele viu Kimura totalmente tranquilo com uma pequena máscara de gás nas mãos. - Foi por pouco, não? - Brincou o chuunin ao passar o objeto para o gennin que se apressou para colocar a máscara na boca. Inspirando fundo, ele agora se sentia aliviado em poder respirar sem problemas naquela névoa venenosa. Por outro lado, os dois viram o grupo que os cercava sentados no chão, com as mãos nos olhos, tentando enxergar com seus olhos atingidos pela química da fumaça. Agora, todos estavam temporariamente com a visão prejudicada. Então, sem poder falar através da máscara de gás que havia posto, Kano fez alguns selos e abanou o braço esquerdo. Logo, uma poderosa rajada de vento atingiu a área, apagando todas as lamparinas e derrubando seus dois companheiros que lutavam para enxergar alguma coisa.
 
Focalizando chakra nos pés, os dois ninjas usaram a força de seus corpos para não serem levados pelo potente jutsu fuuton, enquanto eles viam o grupo ser arrastado até a parede que fora levantada, chocando-se fortemente. Sem ter saída direta, o vento levou todo o gás e se dividiu através de pequenas aberturas que ficavam nos cantos da galeria que serviam de escoadouro para que o metano não se acumulasse no subsolo. Desativando o kinobiri após a passagem do "furacão", Kimura estranhou o sujeito possuir aquele equipamento que pertencia apenas aos ninjas de Kirigakure, contudo ficou mais preocupado ainda, porque agora haviam perdido a vantagem no campo de batalha, pois todos estavam num grande breu nos esgotos da Vila da Folha. - Byakugan! - Sussurrou o hyuuga, focalizando chakra nos olhos. - Kimura-san. Estou te vendo. Mas não acho... - Interrompeu o que falava ao chuunin quando tropeçou num dos corpos dos ninjas mortos e caiu no momento em que uma foice passava rente a seu rosto, machucando-se um pouco nas costas. Olhando na direção do golpe, o hyuuga agora podia ver Kano em velozes e silenciosos shunshins, circundando a galeria de esgoto brandindo sua foice perigosamente em direção à Kimura que mantinha sua postura defensiva. "Quase morri." - Pensou o gennin suando frio com a proximidade da morte. - Inimigo às nove! - Gritou para o chuunin de Kiri. Ouvindo o grito de seu companheiro, a serpente girou o corpo e recebeu a foice com um golpe de tanto.
 
Com a faísca criada pelo choque de metais, Kimura pôde ver que Kano havia mudado. Seu corpo estava enegrecido e em algumas partes se desenhavam listras brancas em forma de esqueleto. - Vocês saberão a força de Jashin! - Esbravejou enquanto media forças com o chuunin e gargalhava como um louco. Levantando-se rapidamente, o konohanin avançou rapidamente e golpeou o ar na tentativa de atingir a cintura de Kano que percebeu a aproximação e recuou de volta para a escuridão. Shinuyan queria persegui-lo. Elevando sua lâmina, usando seu doujutsu para ver o inimigo, ele ainda deu algumas passadas na direção de Kano quando se sentiu agarrado pelo ombro e puxado com força para junto de Kimura. - Ele quer nos separar. Não caia no jogo dele. - Aconselhou o impulsivo gennin, que agora se colocava lateralmente ao ninja para ajudá-lo a localizar o inimigo. Kano corria em ziguezague e subia pelas paredes para então cair sobre eles usando o teto como trampolim. - Em cima! - Gritou Shinuyan. Kimura o empurrou para o lado e girou a tanto para receber mais uma vez o golpe que faiscou quando sentiu um forte chute em seu abdome. Já sentira golpes mais fortes, mas mesmo assim cambaleou para trás sem ar quando seu companheiro gritou onde Kano atacaria novamente. Kimura rapidamente se agachou e se esquivou da foice sentindo a brisa passar sobre sua cabeça para então girar a perna numa veloz rasteira.
 
- Ás dez horas! - Gritou o gennin mais uma vez, indicando o caminho de fuga do estranho. Convergindo chakra na tatuagem, a serpente invocou quatro kunais e utilizou seu kashikogan para calcular onde acertaria os arremessos. Seus braços giraram com toda força e os projéteis saíram de suas mãos em grande velocidade. O hyuuga estranhou que os arremessos do chuunin seguiram trajetórias diferentes àquelas indicadas por ele quando os projéteis resvalaram no metal de quatro lamparinas presas às paredes e se incendiaram, deixando o cômodo iluminado mais uma vez. - Sugoi! - Gritou o gennin, agora percebendo que Kimura convergia chakra nas pernas para perseguir o inimigo em rápidos e repetidos shunshis. Enquanto isso, os dois "gennins-comparsas" se levantavam com dificuldade tentando enxergar o que se passava. Sem pestanejar, o konohanin disparou na direção deles e iniciou uma série de fortes golpes em cada um. Começou com uma joelhada no estômago do primeiro que arqueou o corpo, quando Shinuyan o utilizou como trampolim e girou o corpo por cima para jogar a perna num chute descendente na cabeça do segundo. O garoto cambaleou para o lado e não viu que a lâmina do hyuuga já fazia um corte profundo na perna e se dirigia à cintura do outro. A Lâmina brilhou na fraca iluminação e logo os dois estava agonizando no chão, com suas pernas cortadas, mas sem risco de morte.
 
Enquanto isso, Kimura e Kano se chocavam em pleno ar num espetáculo de faíscas. A serpente aparava e se esquivava com piruetas, mas era perseguido pelo inimigo que girava a foice com desenvoltura, mas o chuunin interrompia seu avanço com um forte chute giratório que obrigou Kano a saltar e girar num golpe descendente em direção à cabeça do ANBU que efetuou um kawarimi, deixando um tronco em seu lugar. Kano gritava e gargalhava com suas marcas em forma de esqueleto quando Kimura surgiu ao seu lado e desferiu um fortíssimo soco na lateral de seu rosto. Kano arqueou o corpo e foi projetado para o canto da parede, deixando a máscara de ar cair no chão. - Ha, ha, ha! Pensa que acabou? - Provocava ao sair da pequena cratera que o soco de Kimura o obrigara a fazer, retornando como se nada tivesse acontecido. Vendo sua aproximação, a serpente fez um rápido selo com as mãos, enviando seu chakra para o cérebro do homem que viu a ilusão de que o chuunin agora brilhava incessantemente. Fechando os olhos pela diferença de luminosidade, Kano não observou que o chuunin já realizava outro selo e enviava mais um genjutsu para sua cabeça sem que este percebesse (Dekoi). - Agora acabou! - Enfim esbravejou, quando avançou e convergiu chakra na tatuagem para invocar sua presa-de-prata e trazia dois clones da sombra para realizar sua dança mortal.
 
Enquanto o primeiro desferia um chute ascendente no queixo e o outro o atingia com o cotovelo na nuca, o verdadeiro terminava o combo com um rasgo profundo na lateral de seu abdome, num rápido e poderoso giro de sua espada, parando há alguns metros do corpo que ainda pairava no ar, desfazendo os clones no mesmo momento. O sangue jorrou e Shinuyan comemorou ao longe a vitória do chuunin. Contudo, algo ainda mais estranho aconteceu. - Tolos! Não sabem que o deus Jashin não me deixaria ir! Eu sou imortal! - Gargalhava o shinobi, tendo suas feridas cicatrizadas no momento em que se levantava apoiado à foice. Os dois ninjas deram um passo para trás e ficaram chocados com aquilo. Agora, o inimigo não só se levantavam como também retirava com o dedo uma pequena gota de sangue esverdeado de Kimura e o levava a boca. Foi então que o chuunin percebeu que em seu rosto havia um pequeno arranhão que mal lhe passara despercebido. - Agora, estás perdido! - Disse furiosamente o bandido, deixando a foice no chão e sacando uma faca que enterrou no antebraço esquerdo. Dor aguda no corpo e no antebraço da serpente surgiu um profundo corte que trespassava seu membro. O ninja engoliu o grito para não demostrar fraqueza, enquanto o inimigo gargalhava e se deliciava com a dor que causara em si e no garoto. - Kimura-san! Estás bem?! - Perguntou Shinuyan ao se aproximar num rápido shunshin.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rich

Moderador | Konoha
Moderador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Não olhes para trás neste momento...
Número de Mensagens : 1766

Registo Ninja
Nome: Uchiha Takeshi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 630
Total de Habilitações: 257,5

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Sex 14 Jun 2013 - 11:37

“Aquilo não é sangue....é veneno!”
Kano cravara a sua faca no braço e a dor que sentiu foi recíproca em Kimura. Olhei para o homem que retirara um giz vermelho e percebi:
-Kimura-san ainda há uma chance. Pelo que eu estudei sobre esta religião, Kano ainda terá de realizar o Ritual para os danos que ele sofrer em si mesmo poderem ser fatais em ti.
Comecei a estudar, com o Byakugan, uma maneira de pará-lo e, posteriormente, matar:
-Kimura-san tem algo forte par ao parar? – perguntei
Ele sorriu:
-Tenho!
Fez alguns selos e focalizou o seu chakra na testa. Esticou os braços em direção a Kano, que estava quase a finalizar o “desenho” do Ritual no chão:
-Jagei Jubaku! – gritou Kimura
Rapidamente saíram das suas mangas várias cobras brancas que rodearam Kano e o elevaram alguns centímetros no chão. De repente Kano começa a ficar levemente arroxeado e com alguma espuma na boca:
-Ele foi envenenado, não foi Kimura?
Ele confirmou com a cabeça. Olhei para as lamparinas a arder e isso deu-me uma ideia:
-Tens Papéis explosivos que me emprestes? – perguntei-lhe
-Tenho: bolsa direita com um kanji vermelho-escuro.
Aproximei-me de Kimura e procurei a bolsa. Havia algumas com kanjis de outras cores. Encontrei a bolsa, abria-a e retirei vários papéis e fechei a bolsa. Com um shunshin fiquei em frente ás cobras. Comecei a espalhar os papéis pelas cobras e sobre Kano. Kimura deu sinal para as cobras se expandirem para eu poder colocar os papéis por debaixo delas e sobre o corpo de Kano:
-Precisamos partir aquela parede...
-Deixa isso comigo. – disse Kimura
As cobras saíram na totalidade das suas mangas e enrolaram com mais força Kano, que ficava cada vez mais roxo. Kimura aproximou-se da parede e concentrou porções de chakra nos punhos. De repente começa a atacar a parede a uma enorme velocidade. Eu ainda conseguia perceber a velocidade, pois o Byakugan tem jutsus que usam a velocidade. Quando Kimura para estava ofegante e a parede cai aos bocados:
-Isto acaba aqui... – disse para Kano
Ele simplesmente riu-se:
-Falhados... Ha ha ha ha!
Rasguei alguns pedaços das camisolas dos corpos e fiz pequenas bolas de tecido. Aproximei-me das lamparinas e comecei a queimar as bolas e tecido fazendo, assim, umas bombas improvisadas, juntamente com os Papéis Explosivos:
-Vamos! – gritei para Kimura
Corremos para a saída e preparamo-nos para sair:
-Dá-me isso. –disse Kimura
Coloquei as bolas no chão e Kimura focalizou chakra nos pulmões e começa a expelir um fluxo de vento que eleva as bolas no ar. Ele não podia falar, mas fez-me sinal para sair. Saí e Kimura controlou o fluxo para ao pé das cobras. Agarrou-se à escada e começou a subi-la. Quando estava quase no topo aumentou o fluxo e deixou as bolas caírem sobre os papéis. Com um shunshin, extremamente veloz, Kimura saiu dali e atirou-nos alguns metros para a frente. O chão tremeu quando os papéis explodiram e bocados de parede começaram a sair. Não tardou até haver um grande aparato:
-Temos de voltar a Naruto-sama. – disse-lhe
-Concordo.
Caminhámos pela multidão até chegarmos ao escritório do Hokage. Entrámos e batemos à porta. Quando Naruto nos deu autorização para entrar, entrámos e ele perguntou:
-A explosão tem alguma coisa haver com vocês?
Confirmámos, devolvemos os rádios e começámos a explicar tudo:
-Sim já houve algo parecido alguns anos atrás... – pensou alto o Hokage – Bem, vocês fizeram o vosso trabalho muito bem, agora deixem o resto com conosco. Estão dispensados. Ah e Kimura se quiseres ficar cá para recuperares está à vontade. – sorriu
-Obrigado Hokage-sama. – disse Kimura
Fizemos uma respeitosa vénia e saímos:
-Foi bom conhecer-te Kimura.
-Igualmente Shinuyan.
Sorrimos os dois e cumprimentámo-nos:
-Pode ser que nos voltemos a encontrar. – disse Kimura com um sorriso
-Também acho.
Despedi-me dele e virei costas em direção a casa. Kimura procurou uma pousada para repousar antes de ir embora.


FIM
Citação :
Gostei muito de trabalhar com o Orochi, foi interessante e divertido e é algo que eu vou querer repetir (se o Orochi não se importar ¬¬). Creio que ele trabalhou melhor do que eu, mas enfim continuamos a se ruma boa dupla . Ty Orochi

Citação :

Edit: Eu é que agradeço. Realmente foi muito divertido. :DE claro que não me importarei em fazer outras missões contigo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://senpai-k.tk
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3387

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Dom 16 Jun 2013 - 17:30

Avaliação de Hyuuga Shinuyan:
 
Habilitações Ninjas:
 
Ninjutsu: 5,75 + 1 = 6,75
Taijutsu: 4,5 + 0,5 = 5
Kenjutsu: 2,75 + 0,5 = 3,25
Genjutsu: 2,25
Selos: 3,25 + 0,25 = 3,5
Trabalho em Equipa: 1 + 1 = 2
 
Habilitações Corporais:
 
Força: 4,25 + 0,5 = 4,75
Agilidade: 4,25 + 1 = 5,25
Controlo de Chakra: 6,25 + 1 = 7,25
Raciocínio: 2,5 + 0,25 = 2,75
Constituição: 3,75 + 1 = 4,75
 
Avaliação: 6/7 + 1 T.E
 
Total de Habilitações: 40,5 + 7 = 47,5
 
Avaliação de Kimura Endo:
 
Habilitações Ninjas:
 
Ninjutsu: 51,75 + 1 = 52,75
Taijutsu: 51,5 + 0,75 = 52,25
Kenjutsu: 51,5 + 0,5 = 52
Genjutsu: 25,25 + 0,5 = 25,75
Selos: 25 + 0,5 = 25,5
Trabalho de Equipa: 8,5 + 1 = 9,5
 
Habilitações Corporais:
 
Força: 43,5 + 0,75 = 44,25
Agilidade: 52,5 + 0,75 = 53,25
Controlo de Chakra: 81,75 + 1,5 = 83,25
Raciocínio: 16,25
Constituição: 58,5 + 0,75 = 59,25
 
Avaliação: 7/7 + 1 T.E
 
Total de Habilitações: 466 + 8 = 474
 
Comentários:
 
Como usando o Byakugan conseguiu ver o número de jutsus que ele possuía? Tipo de elemento tudo bem, pois seria diferente o chakra, idade pela fisionomia, mas o número de jutsu como saberia?
Também acho que foi exagero colocar 14 shinobis para lutar, mesmo sendo 10 gennins, 2 High Gennins e 2 Chuunins. Para o Kimura até dá para pensar no caso, mais o Hyuuga ainda é um gennin iniciante e não conseguiria vencer um High Gennin tão fácil como foi.
 
De resto foi uma boa missão, só que o exagero de movimentos de Kimura foi grande, parecia mais que o Hyuuga era Mestre e o Endo seu Pokemon que obedecia as suas ordens xd
 
Bom trabalho recompensa completa.
 
Só uma dúvida, Rich essa foi sua primeira missão com esse char não foi?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rich

Moderador | Konoha
Moderador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Não olhes para trás neste momento...
Número de Mensagens : 1766

Registo Ninja
Nome: Uchiha Takeshi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 630
Total de Habilitações: 257,5

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Dom 16 Jun 2013 - 19:02

Foi sim Bruno e é por isso que não estou habituado ao Byakugan e tente dar um ar mais "técnico". Sorry Orochi...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://senpai-k.tk
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3387

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: Missão rank C - Caça aos cultistas   Dom 16 Jun 2013 - 19:06

Não era sobre como usou o char que queria saber é sobre seus pontos de cumprimento, então é para você ter só 1 e não 3. Eu devo ter esquecido de colcar 0 neles quando mudei sua ficha.

Vlw 
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Missão rank C - Caça aos cultistas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }