Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Treino 35 - Harmonia Pt1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Dorou

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri


Sexo : Masculino
Idade : 20
Localização : Belem/ Pa - Brasil
Número de Mensagens : 2915

Registo Ninja
Nome: Azura Inugami
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 16915
Total de Habilitações: 349,5

MensagemAssunto: Treino 35 - Harmonia Pt1   Qua 24 Set 2014 - 14:21

(sem revisão, sorry D:)

Levantara novamente na madrugada. Naquela noite não conseguira dormir bem por estar inquieto e pensativo; não conseguia ter paz após ter sido encontrado pel’O Bardo. Pensara que a qualquer momento podia ser novamente encontrado e o inimigo desta vez poderia não ser tão cordial quanto o anterior… Ele não podia ficar simplesmente dormindo enquanto “eles” mandavam assassinos cada vez mais poderosos atrás de si. Tinha que ficar forte também!
Não preocupou-se em vestir sua camisa, não, aguentar o frio infernal de seu corpo em união com aquela madrugada nublada era parte do seu treinamento. Pulou a janela do quarto e partiu para dentro da floresta que circundava a casa, perdendo-se na mata fechada após alguns minutos de avanço. Parou em uma clareira formada pela queda de algumas árvores, as chuvas maltratavam aquela região em algumas noites e nem todas as árvores estavam preparadas para isto. Respirou fundo enquanto observava o cenário em torno de si; Folhas, cipós e árvores enegrecidos pela noite sem nuvens. Uma lua gigantesca no céu convidava seu olhar para apreciação, mas ele não cedeu ao desejo. Estava ali para treinar e assim o faria!
Começou a correr pela mata sem rumo ou objetivo, apenas queria avançar a gastar aquela energia que emanava de seu corpo. Talvez aquela disposição toda viesse do Senninka, que absorvia chakra natural constantemente. Isso o deixava pensativo…
Saltou com algum esforço sobre uma árvore caída e concentrou seu chakra nos pés e mãos para fixar-se no tronco de uma que ainda permanecia de pé. Seu caminho seria pelos galhos a partir dali. Saltou sobre a árvore seguinte e segurou-se no galho maciço com as mãos nuas, fazendo um balanço tal como um ginasta apenas pra pegar impulso para chegar à seguinte. Agachou-se sobre o galho desta e seguiu viajem em alta velocidade pro algum tempo.
Percebera que mais a frente não haveria onde se apoiar, pois a vegetação era ligeiramente mais frágil. Era melhor não apostar. Desceu até o solo num salto seguido de uma cambalhota e fez voar algumas folhas secas. Continuou a corrida rumo ao coração da relva enquanto desviava com dificuldade de galhos e cipós que cruzavam seu caminho e insistiam em tentar fazê-lo cair. Saltou sobre um cipó e concentrou chakra nas mãos para fazer criar duas adagas, armas estas que usou para cortar os galhos que estavam na sua frente e fariam-no se ferir. Decidira fazer mais daquilo
Percebera que mais a frente havia um declive que antecedia um lago. Saltou sobre o declive com agilidade e quase voou no ar apenas para cair de quase cinco metros. Levou o chakra aos pés com exímio controle segundos antes de tocar a água, fazendo seu corpo flutuar de tal forma que pareceu caminhar sobre aquela superfície líquida. Levou alguns segundos para se equilibrar, controlando seu fluxo de energia nos pés para não haver desperdícios, excessos ou pendências. Por fim, quando finalmente estava estabilizado, viu realmente onde estava. O lago acendia em uma luz verde e brilhava como neon. A água era transparente, quase um espenho, e abaixo dela milhares de plantinhas luminosas tornavam-se lâmpadas naturais, reagindo á aproximação do ruivo. Talvez reagindo com seu chakra natural, talvez reconhecendo sua presença.
Naquele momento Azura ficou fascinado com o ambiente, e aos poucos passou a sentir-se uno com a natureza ao seu redor. De alguma forma antes desconhecida por ele, seu chakra sincronizava-se com as energias que aqueles seres vivos emanavam de tal forma que ele não mais sentia-se lá, pelo menos não como um intruso. Ele era parte do cenário. O lago sob seus pés fluía a uma direção com infinita calma, uma lentidão sábia. O ruivo imitou isto. Como se estivesse conectado com a energia das águas, seu chakra fluiu pelos seus braços e fez nascer duas katanas longas e finas, porém afiadíssimas. Ele golpeou o ar e chutou em um salto giratório, como se acompanhasse o ritmo daquela energia e dançasse conforme seus passos.
Suas duas lâminas cortaram o vazio com perfeição enquanto seu corpo acompanhava os movimentos dos braços, e de repente seus movimentos tornara-se mais rápidos, sem no entanto perder a essencia daquele fluxo pacífico. Um salto para golpear o flanco, um pouso perfeito sem sequer mexer a superfície do lago, seu chakra fluindo para os braços para transformar as katanas em pequenas adagas que giraram entre os dedos do rapaz, em extrema habilidade…
E de repente, como se uma agulha espetasse sua nuca, ele sentiu algo errado naquele pacífico fluxo de energia em que estava imerso. Poderia ter ignorado, poderia, mas sabia que provavelmente se arrependeria se o fizesse. Saltou de onde estava até uma árvore, olhos fechados e sentidos aguçados ao máximo, ele pôde sentir aquela distorção na harmonia como se sabe exatamente onde te tocam.
Uma massa negra ergueu-se nos dois pés traseiros, um amontoado gigantesco de pelos e couro negro, aquele urso era três vezes maior que um humano normal. Tal como os tigres gigantes das florestas de konoha, os ursos gigantes de chá no kuni eram conhecidos por serem tão ferozes, ou até mais, que os outros monstros.
Uma família de viajantes encolhia-se nas raízes de uma árvore, duas crianças e uma mulher, todos choravam e soluçavam à espera do seu cruel destino. O animal ergueu a pata imensa sobre a cabeça e a despejou no ar contra aquelas pobres pessoas, enrijecendo os músculos titanicos. Naquele momento um vulto vermelho surgiu da escuridão da selva e agarrou o animal com ferocidade, usando o próprio corpo para jogá-lo no chão.
Azura afastou-se logo depois e se aproximou da família que protegera, olhando-os com os olhos negros á mostra. Um descuido, de fato, mas necessário.
- Vocês estão bem? - Ele peguntou, ao se agachar para vê-los melhor na escuridão da madrugada.
Surpreendeu por ver uma mulher e duas crianças chorando naquele canto, apavoradas e frágeis, sentia-se ironizado pelo destino. Ele que foi o algoz de tantas famílias na sua época de kiri acabara por salvar uma por acaso… Não sabia o que pensar sobre aquilo.
Porém o futuro ainda nao estava selado, o urso apenas caíra no chão por culpa do golpe do kirinin, não estava morto ou desmaiado sequer. Ele ainda podia lutar, e o faria assim que identificasse quem o atingiu.
Azura sussurrou um “Eu as ajudarei, calma, calma.” Para a mãe das crianças que olhava-o com súplica e virou-se para o inimigo gigantesco. Era bom de certa forma que tivesse levantado naquela noite para treinar, talvez seus instintos “especiais” o estivessem avisando do que acontecia, e eles o guiaram até ali. De fato sob esta ótica, nao havia treinamento melhor que uma batalha real…
O urso urrou, abrindo sua bocarra malcheirosa e ficando de pé nas patas traseiras. De alguma forma maluca Azura sabia o que ele dizia. Não por falarem uma língua em comum ou por seus grunhidos fazerem algum sentido, mas seu corpo dava sinais do que ele pretendia falar, e isto fazia todo um sentido.
Ele dizia “Luta por comida. Esse é o meu território.” Um bom argumento para reclamar aquelas pessoas para si, Azura pensou, mas ainda eram pessoas.
E quem deu o primeiro movimento foi ele, o urso, avançando contra o ruivo em uma investida poderosa e insana. O ruivo não pensou em defender, não. Controlou o fluxo de chakra para suas mãos e fez crescer correntes cristalinas que usou quando saltou e prendeu o pescoço do urso. O ruivo pousou do salto a metros dalí, no flanco da criatura, e puxou a corrente de forma a desestabilizar a corrida do animal e jogá-lo contra o chão. Não que tivesse sido um golpe efetivo, o monstro levantou-se com rapidez e mordeu as correntes, puxando Azura para si com ferocidade. Ele foi projetado para metros na frente do animal e por pouco não foi atingido por garras maiores que sua cabeça, se não tivesse girado para o lado… Fez selos rápidos para criar dezenas de pequenos pilares de cristal, que prenderam a pata do monstro quando ele sussurrou;
- Omiwakary no jutsu… - E endureceu a pele usando o Shouton no Yorou, tomando um tom azulado. Deu um soco na cabeça da criatura constringida e recuou antes que fosse mordido.
Não pretendia matar o urso, mas tomaria todas as providências para deixá-lo bem desmaiado… Saltou no ar, unindo as mãos e concentrando uma grande quantidade de chakra seu, não natural.
- HEPHESTUS! - Gritou, invocando o ninjutsu que mais usava. Seu chakra em grande quantidade moldou um grande martelo azulado. Seus músculos contraíram e o gigantesco martelo desceu sobre a cabeça do animal que lutava para libertar a pata dos cristrais que o prendiam. Porém Antes que o golpe funcionasse uma miscelânea de garras e dentes surgiu no exato momento envolvendo a perna do ruivo e jogando-o contra o chão apenas para arisioná-lo sob uma gigantesta pata negra.
- Ótimo… Agora são dois ursos… - Ele comentou indiferente quando notou que uma segunda criatura surgia enquanto a antiga conseguira libertar-se da armadilha do kirinin. A família que Azura salvara agora observava a luta com apreensão. Suas vidas dependiam daquele homem e por um instante seus olhos se cruzaram com uma das crianças que o observavam com olhos cintilantes de apreensão e admiração… Ele não podia perder.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Outras Vilas
Administrador | Outras Vilas


Sexo : Masculino
Idade : 20
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5773

Registo Ninja
Nome: Katsu Imagawa
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 563
Total de Habilitações: 717

MensagemAssunto: Re: Treino 35 - Harmonia Pt1   Qua 24 Set 2014 - 16:44

Avaliação de Zambie:

HN:
Ninjutsu: 61+1=62
Taijutsu: 14,5+0,25=14,75
Kenjutsu: 38,25+1=39,25
Genjutsu: 2,75
Selos: 31+0,25=31,25
Trabalho de Equipa: 17,75

HC:
Força: 18+0,25=18,25
Agilidade: 28,5+0,75=29,25
Controlo de Chakra: 51,75+1,25=53
Raciocínio: 25,75
Constituição: 37,25+0,25=37,5

Total avaliado: 5/5
Total de Habs.: 326,5+5=331,5
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
 
Treino 35 - Harmonia Pt1
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kirigakure :: Treinos-
'); }