Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 [Filler 56] Nuvens Escarlates

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin


Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 3925

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 30460
Total de Habilitações: 903,25

MensagemAssunto: [Filler 56] Nuvens Escarlates   Ter 28 Out 2014 - 13:56

O vento forte transformava a areia em pequenos projéteis que faziam sua pele arder, apesar das suas pesadas roupas que cobriam quase todo o seu corpo. O barulho, a dificuldade de respirar e a pouca iluminação do sol chegavam a desorientá-lo facilmente, e quando o rapaz avistou o vulto da mesma estrutura pedregosa há poucos metros de si, percebeu finalmente que estava andando em círculos. Formada por duas grandes rochas esculpidas pelo tempo, apoiadas uma na outra numa posição irregular que lembrava uma pessoa a juntar as mãos para rezar. Merda. - Pensou, evitando abrir a boca para não a encher de areia. Fazia tempo que não presenciava tamanha força da natureza que só aumentava, chegando a escurecer ainda mais a luz do sol. Daisuke sabia que precisava de algum abrigo antes de continuar, senão correria o risco de perder todo avanço que tinha feito até aquele local. Com os pés quase afundando na areia, ele forçou seu corpo contra o vento, segurando o que ainda sobrara de sua capa de chuva até a estrutura que avistara. Alegrou-se quando descobriu que se tratava de uma entrada para uma gruta maior. Rapidamente ele se espremeu pela fresta que descia num ângulo de quarenta e cinco graus na escuridão até atingir o fundo úmido. Ele acendeu sua lanterna e olhou em volta para conseguir ver onde estava jogando seu facho de luz contra as estreitas paredes de pedra. Nada demais. Apenas uma poça de água imunda numa saleta sem saída. Contudo, o rapaz agradeceu aos deuses por ter encontrado o abrigo antes que a tempestade de areia até que a tempestade passasse.

- Já estou atrasado. - Reclamava ao se aconchegar na pedra fria, contando as horas que ainda teria que correr até o seu destino. Limpando a areia de seu uniforme, ele buscou um pedaço de papel desenhado com alguns rabiscos que trazia no bolso, iluminando com a lanterna para revelar uma espécie de mapa até o ponto de encontro. Já estava viajando quase um dia inteiro desde que se esgueirou para fora do presídio. Missão difícil para os prisioneiros, mas não para um reles faxineiro e entregador de revistas. Afinal quem o vigiaria, já que o ponto mais próximo onde se tinha água ficava a dois dias de viagem? Bebendo mais uma vez de seu cantil, Daisuke conferiu sua localização e torceu para que as informações de Kazuki fossem corretas. Estou indo na direção certa. - Pensou, recostando-se confortavelmente na beirada do esconderijo, querendo descansar um pouco para esperar a tempestade de areia passar. Suspirando para concentrar-se, o jovem se lembrava de tudo o que estava arriscando para conseguir sua vingança. Toshio e Makoto teriam que pagar caro pela traição. O problema é que onde estava, graças à distância da Vila, não poderia planejar nada. Segundo Kazuki ele precisava saber da rotina dos inimigos. De seus costumes, manias e quem sabe, seus segredos. Contudo, dentro daquela prisão, sabia que estaria fadado a passar o resto de sua vida cuidando de criminosos. - Malditos. - Sussurrou no escuro, revoltado com seu infortúnio. - Não vou desistir. - Concluiu. Aquelas palavras pareciam tê-lo energizado, pois Daisuke não se importou em entrar na tempestade novamente.

Levantando-se com decisão, o ninja quase arrebentou a cabeça no teto da pequena gruta. Olhando para a abertura por onde havia descido, ele enrolou o nariz e a boca com um pedaço de uniforme, quando terminou a arrumação cobrindo a cabeça com capuz. Conferindo se ainda estava com o mapa, o ninja juntou chakra nas extremidades e subiu vagarosamente até alcançar a tempestade. Um avanço doloroso. A areia implacável açoitava sua pele num ruído ensurdecedor. Mesmo assim, passo à passo ele avançava, seguindo a força de seu desejo de vingança pelo deserto, onde, após algumas horas o sol finalmente ressurgiu. Ainda era difícil respirar, pois as partículas de areia ainda pairavam no ar, mas tudo isso foi deixando para trás quando o jovem avistou o vulto de uma grande estrutura no horizonte. Com formas delgadas e a ausência de marcas grosseiras de erosão indicavam que aquela forma não fora criada naturalmente. - O templo da deusa caída. - Disse com a voz abafada pelo lenço protetor. Enfim tinha chegado ao ponto de encontro. Segundo Kazuki, em seus encontros, seu esconderijo era um templo esquecido. Destruído há muito tempo, restava-lhe no lugar apenas parte da estátua gigante da divindade. Contudo, como era muito distante e por causa do horário da ronda dos guardas, o nukenin não conseguiria se teleportar até lá e retornar sem que seu sumiço fosse notado. Por causa disso, sobrou para Daisuke. - Ok, ele mandou procurar uma abertura. - Lembrou-se, dando uma volta na estrutura até encontrar uma larga rachadura. Ansioso, ele se esgueirou pelo buraco até que acendeu sua lanterna assim que ultrapassou a parede externa.

O facho de luz percorreu o ambiente e encontrou uma espécie de escritório destruído e empoeirado. - Como é que vou encontrar o que ele quer nessa bagunça? - Reclamou enquanto procurava alguma luminária da qual, segundo o nukenin, abria uma passagem onde estaria toda informação para passar ao contato. Não tinha muito tempo até que o horário do encontro chegasse. Merda. Rapidamente o Hiroshi saltou por cima das diversas estantes e cadeiras derrubadas até o canto, quando suas ágeis mãos tatearam pela parede na direção da primeira luminária que encontrara. Um puxão leve e click, um alçapão de abriu no rodapé da parede, libertando um scroll que rolou para seus pés. Aquilo o deixou aliviado. Seja o que for, havia conseguido. Agachando-se para apanhar o objeto, Daisuke sentiu um calafrio que lhe subiu as costas até arrepiar sua nuca. Ele tinha certeza de que o visitante havia chegado. - Bom, vamos lá. - Sussurrou, caminhando até a abertura por onde entrara para alcançar o deserto que permanecia silencioso desde que a tempestade passara. Limpando seu uniforme para causar boa impressão, o jovem se virou para o norte quando percebeu uma imagem que o observava. O homem era bastante musculoso. Pelo menos era o que se podia ver por baixo da grande capa de chuva preta adornada por algumas nuvens escarlate. Daisuke estranhou o penteado do estranho, que mais se parecia com uma alface, mas mesmo assim evitou sorrir ao perceber que em seu rosto havia algumas cicatrizes de combate. Caminhando até sua direção, o ninja misterioso começou a descer a duna, segurando um dos pergaminhos que trazia as costas parecendo ter a intenção de atacar.

- Não estou aqui para lutar. - Gritou Daisuke, mostrando o pergaminho.
- Onde está o outro? - Inquiriu o Akatsuki, mantendo-se em posição.
- Preso em Yokoyama. Mas ele lhe mandou isso. - Jogou o pergaminho.

O estranho agarrou o pergaminho no ar e o abriu com impaciência. Tudo estava lá. Era tudo o que queriam.

- Bom trabalho. Avise-o que em um mês enviaremos notícias da próxima missão. - Disse, voltando-se para o horizonte.
- Ok, pode deixar. Mas você pode me dizer como você se chama? - Perguntou o garoto. Curioso.

- Não lhe interessa. Apenas dê-lhe o recado. - Retrucou, caminhando para longe. Suspirando aliviado, Daisuke esperou que o ninja se distanciasse até o final do horizonte para reclamar e falar mal daquele cabelo ridículo que o homem tinha. Qualquer dia desses, corto a força esse cabelo. - Pensou o ninja, olhando em volta para ter certeza de que ninguém o observava. E quando viu que tudo estava bem, ele acionou seu chakra para desaparecer numa nuvem de fumaça, retornando ao seu invocador. - Idiota. - Confidenciou o verdadeiro Daisuke, no escuro de seu quarto, há alguns longos quilômetros dali. Ele sentiu uma leve dor de cabeça tentando processar toda informação que havia recebido. A jornada até o templo da deusa caída fora perigosa e extenuante. Agora havia completado sua parte no momento em que prevera. Levantando-se com dificuldade de sua cama, ele acendeu seu abajur e olhou para o relógio de parede... Em três, dois, um... E de uma leve lufada de vento, o nukenin ressurgiu à beira de sua cômoda. Pontual como sempre. Aparentando ansiedade, o nukenin de um leve sorriso e o cumprimentou com um balançar de cabeça. Todo o silêncio era precioso. Até o momento tudo ocorria bem. Bem até demais. - A mensagem foi entregue. Nova missão no mês que vem. - Disse o jovem, quebrando o silêncio com sussurros. Kazuki se mostrou satisfeito com a tarefa bem-sucedida e esboçou uma reverência de agradecimento. Era estranho ver aquele homem transparecer seu alívio por causa do que disso. Ele realmente parecia assustado com aquele estranho com as vestes estilizadas.

- Cumpri minha parte no acordo. E agora... Vai me ajudar na vingança? - Ansiou o jovem.
- Vamos começar os preparativos... Adoro essa parte. - Sussurrou Kazuki, empolgado.


CONTINUA...



*Este já estava pronto Tio. Não tive como aumentá-lo. Very Happy Mas tem mais de 1400. Dá para se divertir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Outras Vilas
Administrador | Outras Vilas


Sexo : Masculino
Idade : 20
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5773

Registo Ninja
Nome: Katsu Imagawa
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 563
Total de Habilitações: 717

MensagemAssunto: Re: [Filler 56] Nuvens Escarlates   Ter 28 Out 2014 - 20:49

Parece que o Daisuke já conheceu o Arami xd. Já te disse para teres cuidado na maneira em que o Daisuke entra para a Akatsuki e consequentemente opera nela xd. Eu acho que ele não anda à procura de inimigos desnecessários ahah.

Então o homem preso é um Aka? Well, that`s unexpected. Caso não seja um Aka, só o facto de ter conexões é, por si só, bastante interessante. E parece-me que também usa o Hiraishin (parece-me, nada deste nada em concreto. Até pode ser uma evolução OP do Haya).

Fico à espera de mais dez!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
Bruno Moraes

Administrador | Iwa
Administrador | Iwa


Sexo : Masculino
Idade : 28
Localização : Em algum lugar de lugar nenhum
Número de Mensagens : 3430

Registo Ninja
Nome: Kyo Kusanagi
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 14350
Total de Habilitações: 733,75

MensagemAssunto: Re: [Filler 56] Nuvens Escarlates   Qua 29 Out 2014 - 21:42

Então Daisuke se encontrou com um Akatsuki, será que esse Kazuki também é um Nuvem Vermelha? Agora vamos ver como o homem vai cumprir a sua promessa em ajudar o loiro em sua vingança, ele deve ser forte ou pelo menos bem esperto, afinal não é qualquer um que trabalha para a Akatsuki. Mesmo se ele for apenas um mercenário não seria a qualquer um que uma organização como essa iria contratar. Está muito boa a historia e espero que continue com força.
 

Força na Historia!!! 
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Filler 56] Nuvens Escarlates
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Sunagakure :: Fillers-
'); }