Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 T30 - O Templo dos Macacos III

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
BigBoss

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha


Sexo : Masculino
Idade : 20
Número de Mensagens : 1657

Registo Ninja
Nome: Kride Uchiha
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 296,5
Total de Habilitações: 291,25

MensagemAssunto: T30 - O Templo dos Macacos III   Ter 11 Nov 2014 - 2:37

“A missão é a seguinte: Terás de entrar no templo dos lutadores macacos e vencer o seu mestre, Sen Goku! O templo é habitado por todos os seguidores do Caminho do Macaco, e não deixarão que qualquer um se aproxime do seu mestre.”




Prossegui, subindo as escadas até ao piso superior, enquanto ia sentindo as dores da batalha anterior. Mas não era altura para fraquejar! Inspirei bem fundo, mentalizando-me que a batalha que se seguia seria a mais difícil. Entrei no salão principal no piso superior, que se encontrava com um buraco no centro, onde havia previamente destruído. Enquanto entrava podia ver, do outro lado, o meu verdadeiro oponente: O Mestre do Caminho Macaco, Sen Goku. Era alto, mais alto que qualquer um dos seus lutadores, um gigante autentico, maior que dois ou três gorilas juntos.
- Então vieste para me desafiar? - perguntou o homem, sentado de pernas cruzado entre duas árvores feitas de ouro que o ladeavam, e continuavam, rodeando toda o espaço.
- Hai! - respondi, assertivo.
- Criaste uma pequena comoção com a tua chegada… mas será que estás em condições para me enfrentares?
- Sempre! - voltei a confirmar.
- Muito bem. Então terás a tua batalha como desejas!
O homem saltou, ainda de pernas cruzadas, e agarrou-se a um dos ramos dourados das tantas árvores que ali se encontravam e rodou em volta dele, ganhando balanço para vir até mim, a uma estonteante velocidade, esticando o pé para me atingir. Atingiu-me em cheio, ou assim pensava ele. Uns momentos antes tinha concentrando o devido chakra e formando um Karasu Kage Bushin, e este sofrera o golpe, trazendo-me apenas uma experiência parcial do dano que sofrera. Surgi então e atirei-lhe várias kunais com papéis explosivos que explodiram perto dele, mas pouco dano lhe fizeram. Este voltou a aproximar-se e esticou o braço para um forte soco, e consegui, com ajuda do Sharingan, afastar-me mesmo a tempo, sentindo o vento provocado pelo seu golpe, passar-me pela cara. A sua mão cravou-se no chão com a brutalidade do soco, e eu aproveitei e enviando algum chakra até ao selo dos pulsos fiz alguns papeis explosivos surgirem-me nas mãos. Aproximei-me e coloquei um deles no braço, enquanto o subia, e com uma roda sobre o seu ombro, coloquei outros dois, enquanto apoiava as mãos contra ele, para o movimento. Saquei rapidamente a Kusanagi do cabo, e já em queda, cravei-a, enquanto lhe alimentava chakra elétrico, moldando-o com uma combinação de selos, com a mão livre. Com a força do meu peso, consegui arrastar a lâmina através das suas costas, cortando-o. Ao aterrar com ambos os pés no chão, fui surpreendido por uma cauda, que me acertou, vindo da minha esquerda e me projectou, fazendo-me largar a espada e voar. Choquei, de forma impactante e dolorosa, contra a parede e de seguida no chão. Levantei-me, recompondo-me do ataque. Ele é extremamente forte e veloz, mas quando investe demasiada força, perde velocidade consideravelmente. No entanto, aquela cauda não vai ajudar nada. Mesmo macaco, fodasse!, falava com os meus botões, enquanto analisava o meu adversário e uma possível estratégia vencedora.
Entretanto, sem me deixar descansar muito tempo, este voltava a pular e a dirigir-se a uma velocidade alucinante até mim, desta vez com um pontapé. Reuni o chakra suficiente, enquanto executei uns selos rápidos e lancei uma bola de fogo, enquanto saltava com um mortal para trás, evitando o pontapé e acertando-lhe no braço oposto ao que tinha Kibaku Fuda colocados. Este reagiu rapidamente, e rodopiou sobre si, enquanto se aproximava girando e me acertou com a sua cauda de macaco mais uma vez, em cheio na zona frontal do torso, enviando-me mais uma vez numa pequena viagem aerea até aterrar contra o chão, sendo arrastado contra o mesmo, com a velocidade a que tinha sido projectado, até esta se dissipar, resultando comigo deitado mais uma vez no chão daquele templo. Tentei erguer-me e subitamente, fui atacado pelas lesões das batalhas anteriores, fazendo-me grunhir de dor. Rolei no chão, contorcendo-me, no sofrimento, do corpo praticamente todo dorido, a gritar internamente. Esforcei-me, e voltei a levantar-me, a todo o custo.
Novamente, o Rei dos Macacos se aproximava, na sua rapidez típica, e eu não me via a conseguir evitar o ataque. Os papéis explosivos!, lembrei-me, fazendo um selo e explodindo-os. O meu oponente ainda no ar, sofreu três valentes explosões no braço com que tentava investir, e pareceu perder-se um pouco na trajectório, atingindo-o chão mesmo do meu lado. No entanto, ainda me atingiu com o ombro e na sua enorme velocidade ainda me conseguiu me enviar contra a parede. As minhas costas embaterem fortemente contra a pedra da mesma, mas manti-me de pé, contraindo os músculos para suportar as dores. Corri então até ele, enquanto me servia de selos para moldar o chakra, que fazia percorrer todo o meu corpo e quando me aproximava dele, ainda com o braço cravado no chão, aparentei desfazer-me em corvos, mascarando a minha fuga e atrás dele, os corvos voltaram a reunir-se mostrando a minha posição, caso ele estivesse a olhar. Usei um movimento rápido do corpo e ocultei a minha presença entre os muitos ramos das árvores douradas do cenário. Escondido, voltei a juntar as mãos e formando vários selos, moldei o chakra na forma de um clone do tipo que havia feito anteriormente. Este saltou em direcção ao Sen Goku, aterrando-lhe sobre a cabeça, onde deixava cair, uma corrente e saltando para a frente a apertava com um nó no seu pescoço, correndo em frente até a prender debaixo de uma pedra solta, colocando-se sobre a mesma, para segurar a corrente com o peso combinado de ambos. O macacóide-mor virou-se para tentar enxergar o clone, mas encontrava-se à beira do abismo, criado pelo buraco no centro do salão, impossibilitando-o de se aproximar do clone. Não conseguia saltar em frente sem o risco de causar um desabamento do próprio chão que pisava. Distraído e a fitar o meu clone, aproveitei e movimentei-me rapidamente, injectando ar nos pulmões, e com poucos selos, soltando quatro pequenas esferas de fogo contra a parte de trás dos seus joelhos. Este virou-se denovo na minha direcção e tentou andar em frente. A sua bruta força começou a arrastar tanto a pedra como o clone do outro lado do abismo. O clone tentou com todas as forças segurar a corrente, enquanto que eu, saltei, ficando à altura dos seus olhos e enviei chakra até aos olhos, olhando diretamente nos seus e enviando-lhe o meu chakra, de modo a prendê-lo numa ilusão. Quanto aterrei, a sua visão tinha ganho tonalidades negativas e este via o seu corpo, como que feito de papel a arder lentamente a partir dos pés. Tentava ainda afastar as correntes do pescoço, mas devido à acção do meu genjutsu, este não conseguia movimentar-se devidamente.
 Então os seus braços moveram-se subitamente. Ele está a tentar combater a ilusão com força bruta, constatei, espantado com tal demonstração de monstruosidade. Enviei mais chakra até ele, combatendo de volta e aumentando a intensidade da técnica. Os seus braços tentavam alcançar o pescoço mas cada vez mais devagar, quase em camera lenta. Fitei-o e a sua localização e decidi que era hora do combate acabar. O clone puxou a corrente com bastante força, fazendo o macaco inclinar-se apenas ligeiramente para trás e depois, largou-a, correndo até ao abismo e saltando sobre ele, até ao joelho do Rei do Macacos. Agarrou-se firmemente à sua perna, e eu, fazendo alguns selos e transferindo-lhe chakra para o controlar, fi-lo explodir, desequilibrando o gigante. Fiz rapidamente, com outra pequena aglomeração de chakra um novo clone, que correu para o abismo e se colocou em posição à minha espera, consciente da minha tática. Estou demasiado cansado e ferido para poder continuar muito mais. As minhas reservas de chakra também daqui a nada esgotam-se e caio aqui mesmo. Este vai ser o meu último golpe!
O clone certificou-se que o Mestre Macaco se desequilibrava totalmente, enquanto eu fazia um tanto de selos e reunia chakra. Comecei a focá-lo na mão direita, enquanto me servia da esquerda para continuar a manipulação e moldagem de chakra, e depois no fim, quando obtivera a massa perfeita de chakra elétrico na palma da mão, dividi-o pelas duas e voltei a focar chakra, desta vez em ambas as mãos, até perfazer dois Chidoris perfeitos em ambas. Não ia conseguir alterar a minha direcção, ao carregar a energia em duplicado, quando atingisse o buraco que levava ao piso inferior, mas criara o clone para o propósito de me guiar. Com toda a minha força, arrastei ambos os raios nas minhas mãos, correndo desalmadamente até ao abismo e saltando sobre o mesmo. A velocidade a que ia, parecia que me levaria ao outro lado, mas ainda no meio do ar, o clone surgiu e disferiu-me um valente pontapé forçando-me a tomar uma trajetória descendente contra o Macaco em queda. Cravei ambas as mãos sobre o seu peito, estas perfuraram-no, resultando numa dupla explosão de sangue, dado ao corte imperfeito do Chidori e do seu caracter mais explosivo. Por fim este aterrou com as costas sobre os detritos que antes haviam sido o tecto do primeiro piso, ou o chão do segundo. De joelhos sobre ele, vi-o sem sentidos do golpe final que sofrera. Levantei-me e afastei-me, cambaleando, enfraquecido. Alguns lutadores macacos já se haviam recuperado minimamente e observavam-me enquanto saía vitorioso da batalha. Andava em puro ziguezague, até uma parede, onde me escostei e deixei deslizar, sentando-me no chão e respirando perfundamente, exausto. Podia apenas ouvir os seus murmúrios, surpresos com os acontecimentos sucedidos, enquanto pensava “Missão completa com sucesso, Itachi-sensei”...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin


Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 3919

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 30460
Total de Habilitações: 903,25

MensagemAssunto: Re: T30 - O Templo dos Macacos III   Ter 11 Nov 2014 - 12:49

Reservo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin


Sexo : Masculino
Idade : 60
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 3919

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 30460
Total de Habilitações: 903,25

MensagemAssunto: Re: T30 - O Templo dos Macacos III   Qui 13 Nov 2014 - 0:10

AVALIAÇÃO DE KRIDE UCHIHA


HABILIDADES NINJA

Ninjutsu: 45,5 + 0,75 = 46,25
Taijutsu: 15,5
Kenjutsu: 22,25 + 0,75 = 23
Genjutsu: 22,75 + 0,5 = 23,25
Selos: 30 + 0,5 = 30,5
Trabalho em Equipa: 3


HABILIDADES CORPORAIS

Força: 7,5 + 0,25 = 7,75
Agilidade: 21,5 + 0,75 = 22,25
Controlo de Chakra: 47,75 + 0,75 = 48,5
Raciocínio: 9,5 + 0,25 = 9,75
Constituição: 25 + 0,5 = 25,5


AVALIAÇÃO: 260,5 + 5 = 265,5
Voltar ao Topo Ir em baixo
BigBoss

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha


Sexo : Masculino
Idade : 20
Número de Mensagens : 1657

Registo Ninja
Nome: Kride Uchiha
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 296,5
Total de Habilitações: 291,25

MensagemAssunto: Re: T30 - O Templo dos Macacos III   Qui 13 Nov 2014 - 0:19

Tudo actualizado ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
T30 - O Templo dos Macacos III
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Treinos-
'); }