Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Treino 36 - Primeira Manhã de Inverno

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Dorou

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri


Sexo : Masculino
Idade : 20
Localização : Belem/ Pa - Brasil
Número de Mensagens : 2915

Registo Ninja
Nome: Azura Inugami
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 16915
Total de Habilitações: 349,5

MensagemAssunto: Treino 36 - Primeira Manhã de Inverno   Qua 28 Jan 2015 - 21:03

Era inverno em chá no kuni, e  a neve em seus dóceis flocos caiam lentamente trazendo consigo o tenue frio daquele início de temporada. Azura retirara-se mais uma noite da mansão dos sakuragi para treinar. Acordara durante a noite com o objetivo de fazê-lo, mas surpreendeu-se ao encontrar Ayame esperando-o nos portões do jardim, com duas mochilas cheias de comida e erva para chá. O ruivo não conseguiu convencer a kunoichi a não ir.
O local escolhido desta vez fora uma planície de céu enevoado. A neve caia e os rochedos que nasciam do chão eram mais de cem, todos cobertos de neve, todos seriam o inimigo naquela noite.
Ayame tomou alguma distancia, iria apenas observar. Azura treinava como sempre fazia-o, sem a camisa, aquilo ajudava nos movimentos… Se posicionou entre as pedras, respirando fundo. Relaxando os músculos. Sentindo o frio daquela noite… Jogou seu chakra com brutalidade para o braço direito, fazendo-o expelir pela palma com velocidade, emergindo pela sua pele na forma de seu usual cristal azulado. Sussurrou o nome da técnica e moldou para si um longo bastão. A arma girou nas mãos hábeis do kirinin até que uma das pontas foi parar em uma pedra, destruindo-a um som abafado, característico. Um giro de corpo, um salto rasgado, um outro golpe em uma pedra próxima. O suor derretia a neve que lhe cobria os ombros e fazia nascer em si um característico vapor. Correu alguns metros rumo a um novo inimigo imóvel, outro a ser destruído, quando o pedregulho explodiu antes que o golpe fosse dado. O ruivo foi severamente atingido quando fragmentos de rocha o golpearam em todo o corpo e o jogaram para trás em uma explosão cinematográfica. Deu de costas em uma outra formação rochosa, sentindo o frio da neve amortecer a dor que sentira pelo impacto, mas também imediatamente sentiu o mesmo frio queimar-lhe a pele pálida como fogo em brasa. Gruniu em resposta a dor. Ayame se aproximou, gritando seu nome e checando seus ferimentos.
Eles eram cerca de vinte a vinte e seis. Homens de Amagi que vieram lhe assassinar outra vez. Eles não desistiam nunca… O ruivo tossiu e afastou Ayame, dando-lhe algumas ordens. Aquele era seu treino, e não pararia naquela altura. A presença daqueles inimigos só tornavam o treino mais proveitoso. A kunoichi assentiu, preocupada.
O ruivo se ergueum, fincando o bastão ao lado de si. Percebera que o suor que outrora cobria-lhe os ombros e a face começava a congelar em pequeninos cristais gelados. Os inimigos avançavam.
E se… Ele pensou rápido, se atou a correr contra os adversários mascarados. Desviou de golpes de katana, agarrando um adversário pelo pescoço e colidindo sua cabeça no chão. Uma outra série de golpes o fez recuar, eram muitos! Cortes começaram a aparecer na coxa, ombros, braços, face… Ele sangrava quando conseguiu um tempo para respirar, saltando para trás e equilibrando-se sobre uma pedra. Apesar dos ferimentos, Azura era a face da própria calma.
“Eu acabei de criar minha nova técnica.” Ele falou, olhando as próprias mãos e analisando se conseguiria fazer aquilo corretamente. “Espero que funcione…” Ele divagou, antes de desviar a face de uma saraivada de kunais que voou em sua direção. Uniu as mãos em selos rápidos e complexos, parando em seguida, quando sentiu que a quantidade exata de chakra fora concentrada nas mãos. “ Suishou… No Teikoku.” Batizou a técnica, quando começou a expelir o chakra shouton pelas mãos em uma quantidade massiva. As mesmas assumiram imediatamente um brilho azulado tão forte quanto uma lâmpada de neon, criando uma misteriosa névoa de chakra ao redor dos membros. Olhou para os inimigos confusos, era hora de agir… Saltou em direção às primeiras vitimas. Tocou o chão com o pé direito e girou a tempo de desviar de um corte de katana. Se aproximou do braço do adversário e segurou-lhe o cotovelo com força, fazendo-o cobrir-se de um cristal azul e brilhante. O cristal avançou o braço do adversário até tomar-lhe o ombro e avançar-lhe o corpo, acompanhado dos gritos desesperados da vítima, que não sabia absolutamente nada do que acontecia consigo. O ruivo recuou em um salto, observando o resultado do jutsu. Estava satisfeito ao ver a estátua de cristal que o homem tornara-se. Os outros inimigos estavam intimidados.
“NÃO DEIXEM SER TOCADOS!” Gritaram antes de avançar. Pobres almas… Azura sofrera um golpe no abdômen, um corte superficial, mas conseguira se aproximar o suficiente de um adversário para socar-lhe a face. A mão embebida em chakra shouton deixou um rastro azul no ar e cristalizou a cabeça do adversário segundos antes de lançá-lo alguns metros, inconsciente.
Seu chakra estava sendo sugado constantemente pela técnica, e o cansaço que nascia em função disto começava a aparecer. O ruivo ofegava e analisava. Não teria chakra o suficiente para cristalizar a todos… Aquilo serviria para definir seus limites. Avançou contra a multidão, que agora só pensava em não ser pêga por aquelas mãos brilhantes. Estátuas formavam-se aqui e ali, socos brilhantes faziam membros e cabeças cobrirem-se de puro cristal azulado. O ruivo fora atingido no braço de raspão por uma shuriken e um corte profundo provocou uma dor dilacerante, então o braço esquerdo deixou de ser usado. Quando metade dos inimigos foram imobilizados ou completamente cristalizados, o ruivo já mal conseguia manter-se de pé, apoiando-se em um pedregulho semi destruído. Ayame não podia aguentar ver aquilo e ameaçou se aproximar, quando fora presa por cordas de pedra que surgiram do chão, provavelmente jutsu de um dos assassinos.
A luta estaria acabada de Azura fosse um shinobi comum… Mas ele definitivamente não era. Desatara as ataduras que cobriam-lhe o braço esquerdo, trazendo a tona o membro monstruoso que tinha. Do seu ombro, no inicio do braço, tatuagens de raios começaram a avançar pelo seu corpo até tomarem metade da sua face. O senninka estava parcialmente liberado, e o chakra natural que seu corpo começara a absorver trazia ao ruivo novamente as forças que perdera durante a batalha, intensificando inclusive o brilho azulado das mãos. Os adversários estavam cientes daquilo, sabiam da dificuldade que seria enfrentar o ruivo se chegaram a aquele ponto… Mas eles tinham de cumprir a missão…
Avançaram contra Azura em um salto coletivo, tentando cercá-lo. O ruivo saltou também, mostrando notável velocidade. Agarrou um dos inimigos pela cabeça, usando a mão monstruosa, e girou no ar apenas para jogar aquele assassino contra algum outro. uma shuriken atingiu-lhe as costas, mas a adrenalina o fez esquecer da dor, e o movimento seguinte foi de tocar o chão e iniciar uma corrida veloz contra aquele que jogou o projétil. Tinha de controlar constantemente o quanto de chakra que entrava no seu corpo, se deixasse vir demais, acabava tornando-se em uma besta, se viesse de menos, corria o risco de ter as reservas esgotadas em função do jutsu de nível alto que sustentava. Se aproximara de um dos ultimos adversários, saltava sobre sua cabeça e girava o corpo para segurar seu pescoço, fazendo-o cristalizar-se rapidamente. No fim, quando todos estavam finalmente derrotados, a planície começava a amanhecer, e o que restara era uma paisagem bela. O campo, que antes era cinzento e cheio de neve, agora tinha sobre si diversas esculturas de cristal azul, todas cintilando na luz do sol daquela primeira manhã de inverno.






sorry os erros, minha gente. estive escrevendo pelo celular xd então perdoem, vá xd
Voltar ao Topo Ir em baixo
Tio Tsu

Administrador | Outras Vilas
Administrador | Outras Vilas


Sexo : Masculino
Idade : 20
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5773

Registo Ninja
Nome: Katsu Imagawa
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 563
Total de Habilitações: 717

MensagemAssunto: Re: Treino 36 - Primeira Manhã de Inverno   Qui 29 Jan 2015 - 0:04

Avaliação de Dinheiro:

HN:
Ninjutsu: 64,5+1=65,5
Taijutsu: 15,25+0,75=16
Kenjutsu: 39,5+0,25=39,75
Genjutsu: 2,75
Selos: 32+0,25=32,25
Trabalho de Equipa: 18,25

HC:
Força: 18,5+0,25=18,75
Agilidade: 31,25+0,75=32
Controlo de Chakra: 54,5+0,75=55,25
Raciocínio: 26,25
Constituição: 38,75+1=39,75

Total avaliado: 5/5
Total de Habs.: 341,5+5=346,5
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
 
Treino 36 - Primeira Manhã de Inverno
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kirigakure :: Treinos-
'); }