Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Filler 4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
SP-KK

Membro | Konoha
Membro | Konoha


Sexo : Feminino
Idade : 25
Número de Mensagens : 799

Registo Ninja
Nome: Naho Kita
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5080
Total de Habilitações: 112

MensagemAssunto: Filler 4   Seg 14 Dez 2015 - 3:36

Filler 4


Naho encontrava-se sentada à mesa do seu quarto, separando as penas de perú que a vizinha lhe havia disponibilizado. Apesar de vários pedidos por parte da jovem ao longo dos anos, a vizinha fazia sempre o mesmo: enfiava com as penas todas para o mesmo saco, e Naho é que tinha de ter o trabalho de as identificar e separar para as poder usar nas suas flechas. A rapariga deteve-se na sua tarefa ao ouvir a porta do quarto a abrir. Por esta entrou o seu irmão mais velho, Nidorai. E vinha com aquele sorriso parvo de quem estava a tramar alguma.
-Olá maninha. - Saudou ele num tom brincalhão, meio cantarolado, entrando no quarto e sentando-se numa ponta da cama da irmã. Viu um envelope sobre a mesa em que Naho estava a trabalhar. Apontou para ele casualmente, captando a atenção da rapariga. - Isso é o dinheiro que os pais te deram?
Naho imediatamente agarrou o envelope com ambas as mãos, escondendo-o contra o seu peito defensivamente e afastando a cadeira para trás.
-Nem penses.
-No quê? - Riu Nidorai.
-Estás com cara de caso. Seja o que for, nem penses. Já tenho onde gastar isto.
-Tu é que sabes. Eu queria levar-te a festejar a tua graduação, mas se é assim... - Acabou Nidorai por dizer, arrastando as suas palavras e fingindo estar chateado. Ia a recostar-se para trás quando a sua mão tocou algo sobre os lençóis da cama da irmã. Algo duro. Agarrou o objecto e viu que era pequeno, de cor preta. -Que caderno é este?
-Oh. Nenhum. Caderno nenhum. - Naho levantou-se de imediato e resgatou o caderno de capa dura das mãos do irmão, colocando-o a salvo debaixo do seu braço. -Só... Notas e estudos. Tu sabes. Por causa das flechas que eu ando sempre a fazer. Nada de especial.
-Pois pois. - Nidorai tamborilava os dedos no queixo, não acreditando nem por um minuto nas desculpas excessivas da irmã. - Mas a sério maninha, eu e o Mane queríamos mesmo levar-te a celebrar.
-Não há nada para celebrar. - Reclamou Naho, dobrando-se sob a mesa e escondendo o caderno num dos cestos de roupa que lá se encontravam. Do nada, sentiu um par de mãos na sua cintura. Antes que pudesse aperceber-se do que se estava a passar as mãos do irmão viraram-na para si, em seguida erguendo-a no ar e atirando-a para cima do seu ombro. Naho foi tomada de surpresa e não conseguiu evitar um berro. - O que é que estás a fazer?
O irmão não lhe respondeu, segurando-a firmemente enquanto abria a porta do quarto. Naho esperneava e reclamava, mas em vão. Nidorai caminhou até à porta de entrada, sempre com a irmã ao ombro, passando por ambos os pais na sala. Miya limitou-se a olhar para eles, encolher os ombros e retomar a conversa com o marido.
-Sempre a convenceste? - Mane, o segundo mais velho dos irmãos, já se encontrava no exterior da casa. Quase não teve reacção quando viu Nidorai de irmã ao ombro.
Assim que o irmão a pousou no chão, Naho lançou-lhe um olhar ameaçador. Mane atirou-lhe com um casaco para cima, relembrando que era melhor despacharem-se para não ficarem tanto tempo ao frio. Relutantemente, Naho aceitou o casaco e seguiu os irmãos. Estes iam falando animadamente, tentando puxar conversa com a irmã. Tal não aconteceu até se sentarem na mesa de uma espécie de tasca, logo após Mane se juntar aos outros dois com uma alta jarra com uma bebida amarelada de aspecto cremoso.
-Que é isso? - Inquiriu Naho quando lhe encheram um dos pequenos copos, cheirando-o com desconfiança. Yup, definitivamente tinha àlcool à mistura. Nenhum dos irmãos respondeu, incentivando-a em vez disso a experimentar. Era enjoativamente doce. - A sério, o que é?
-Gemada. - Respondeu Nidorei entre risos perante a careta da irmã. - Não gostas?
Naho encolheu os ombros, enfiando a caneca na cara novamente. Mais valia aproveitar, já que estava ali.

Mais valia não ter aproveitado.

-Mas eu precisava do dinheiro. - Balbuciava Naho entre soluços arrastados, a parte superior do seu corpo completamente estendida em cima da mesa redonda.
Nidorai e Mane entreolharam-se, não sabendo bem o que fazer. Nunca haviam visto a irmã a beber, e haviam assumido que ela se ficaria no máximo por dois copos. Bem, aparentemente Naho era daquelas bêbedas alegres que não conseguia parar depois de sorver a primeira caneca de álcool. E antes que se apercebessem, já ela tinha gasto todo o dinheiro que os pais lhe haviam dado como forma de parabéns pela sua graduação.
-Não te preocupes Naho. - Começou Mane, colocando-lhe uma mão sobre o ombro e tentando reconfortá-la. - É mais complicado no início. Vais ver que agora quando começares a fazer missões as coisas ficam mais fáceis monetariamente.
Naho imediatamente ergueu a cabeça, expectantes olhos vermelhos postos sobre o irmão. Aos poucos o seu rosto iluminou-se, como se o irmão lhe tivesse dado a melhor ideia de todos os tempos.
-Claro... É tão óbvio. Vou fazer uma missão. - Decidiu ela em voz arrastada, levantando-se de imediato e correndo para fora do estabelecimento com a velocidade de um raio. Os dois irmãos correram no seu encalce assim que se aperceberam do que ela planeava fazer, mas apenas a conseguiram alcançar quando ela já estava frente ao quadro das missões. Tentaram fazê-la ver a razão, dizendo-lhe que era melhor esperar para amanhã. Naho nem sequer lhes fez caso. - Pffff, qual quê. Eu agora sou uma NINJA! E vou fazer coisas de NINJA!
-Vais-te arrepender... - Avisou Nidorai.
-Tolo. - Respondeu simplesmente a irmã, depois de rabiscar o seu nome num dos papéis que se encontrava no quadro. Depois disso atirou-se para cima do irmão, quase fazendo este cair com o seu peso. - Aaaaaah, tou tão feli~iiiz.
Quase imediatamente começou a ressonar.

Na tarde do dia seguinte o despertar foi doloroso. Estava tudo escuro, doía-lhe o estômago, tinha um sabor amargo na boca, e um enjoativo odor ácido impregnava o ar. Naho sentia os olhos e a garganta secos, e uma dor impossivelmente pesada fazia-lhe latejar a cabeça. Não sabia onde estava, e não se lembrava de nada. Tentou erguer o seu corpo a custo, mas doía-lhe tudo. Quando finalmente conseguiu abrir os olhos a dor de cabeça aumentou mais ainda, se é que era possível. Já haviam raios de sol a espreitar pelas frinchas de uma janela. Seria de manhã?
Tentou levantar-se mais uma vez. Conseguia confirmar que estava deitada na sua cama, dentro do seu quarto. Ou o que restava dele.
Ainda de visão turva tentava perceber o que se havia passado no quarto. A mesa estava virada ao contrário, encostada à parede por baixo da janela. As suas roupas estavam espalhadas por todo o lado, e todo o espaço se encontrava coberto por penas de perú partidas. Os lençóis da cama estavam estendidos no chão, impregnados de vómito - esse cheiro misturava-se no ar com um incómodo cheiro a enchidos fritos, resultando num odor enjoativo. Naho enterrou o rosto nas mãos, libertando um baixo gemido doloroso. Sentia-se confusa, enjoada, e como se estivesse prestes a regurgitar o próprio estômago. Bebêra tanto durante a saída com os irmãos que não se lembrava sequer de ter saído do estabelecimento, quando mais de causar esta bagunça. Tudo piorou quando a porta do quarto se abriu.
-Naho, tens ali um... O que raio é que se passou aqui? - Miya encontrava-se a segurar na porta, olhando incrédula da filha para o quarto, e da bagunça para a filha. A sua cara rapidamente se mutou em diversos tons de escarlate, à medida que a irritação tomava conta do seu corpo. Fechou a porta com um baque alto, apenas para voltar vários minutos depois. Nas mãos trazia uma velha vassoura, uma esfregona e uma bacia com água, deixando todos esses items encostados à parede enquanto se dirigia à janela do quarto da filha, abrindo-a de par em par. Naho sentiu-se derreter quando a luz intensa lhe feriu os olhos. Quando a mãe voltou a falar, fê-lo num tom que a jovem não ouvia à anos. - Veio agora aqui a casa um oficial de Konoha perguntar-me porque é que uma gennin recém graduada está atrasada para a sua primeira missão. Não tens vergonha na cara? Não comeces, não te adianta de nada revirar os olhos! A tua sorte é que vais ter de sair, mas quando chegares a casa é para limpares isto tudo e deixares o quarto a arejar. Agora andor violeta, despacha-te.
Naho apenas teve tempo de ver a barrigana da mãe desaparecer atrás da porta a fechar. De que raio de missão é que a mãe estava a falar? E desde quando é que Konoha tinha oficiais?
A rapariga acabou por (finalmente) ver o papel que se encontrava cuidadosamente dobrado sobre a sua almofada. Continha a caligrafia do seu irmão Nidorai. Uma página inteira a explicar tudo o que ela fizera na noite anterior. E um papel mais pequeno com os detalhes para uma missão. Que, segundo o relógio que ainda tinha na parede do quarto, havia já começado há vários minutos. Porra.

Spoiler:
 


Última edição por SP-KK em Qua 16 Dez 2015 - 1:08, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://sp-kk.deviantart.com/
Tio Tsu

Administrador | Outras Vilas
Administrador | Outras Vilas


Sexo : Masculino
Idade : 20
Localização : Nárnia, where unicorns tend to live!
Número de Mensagens : 5773

Registo Ninja
Nome: Katsu Imagawa
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 563
Total de Habilitações: 717

MensagemAssunto: Re: Filler 4   Ter 15 Dez 2015 - 0:42

Então a Naho recebe peru grátis e ainda se queixa de ter de separar as penas... Great!

Well, já vi que a Naho têm um talento escondido chamado "How to fuck up everything". Poucos têm, devia aproveitar xd. Apanhou a bebedeira e meteu-se numa missão na qual ainda não se sabe sobre o que é à qual ainda vai chegar atrasada! Além de que fazer uma missão de ressaca deve ser um mimo.

Fico à espera do próximo. Vamos lá ver se a Naho é um pote de sarilhos com pernas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.narutoportugalrpg.com/rpg_sheet_edit.forum?tid=12c1c6
SP-KK

Membro | Konoha
Membro | Konoha


Sexo : Feminino
Idade : 25
Número de Mensagens : 799

Registo Ninja
Nome: Naho Kita
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5080
Total de Habilitações: 112

MensagemAssunto: Re: Filler 4   Ter 15 Dez 2015 - 1:05

@Tio Tsu
Pode-se dizer que essa é a linhagem avançada dela, I guess.
A missão em si já foi feita, era para testar umas câmeras de uma joalharia.
E definitivamente vão haver mais sarilhos no próximo xd
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://sp-kk.deviantart.com/
Anotherx

Administrador | Ame
Administrador | Ame


Sexo : Masculino
Idade : 20
Localização : Marinhais (Santarém)
Número de Mensagens : 1269

Registo Ninja
Nome: Sikira Eleison
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1595
Total de Habilitações: 85

MensagemAssunto: Re: Filler 4   Ter 15 Dez 2015 - 1:41

Talvez seja fanboyismo mas gostei bastante do filler e acho que não devia ser skippado xd
Está bem escrito, e mesmo sem avançar a história deu bastante char dev e mostrou melhor as relações entre ela e os irmãos.
(Além disso explica porque é que foste assaltar uma joalharia ressacada.)

Os nomes que tu inventas é que me partem todo >.<
O antigo nome da Naho confundia-se com "não", o irmão mais velho lembra-me Nidorans (pokémons) e depois tens o mano Mane!

Citação :
Pffff, qual quê. Eu agora sou uma NINJA! E vou fazer coisas de NINJA!

LOL! A sério, tens sempre uma ou outra quote épica e eu vou oficializar o prémio da melhor quote do teu filler.

Quando tavamos a planear a missão pensava que tinham sido os irmãos a inscrevê-la na missão para tramá-la, acabou por se tornar mais divertido assim com a vontade própria dela xd

A descrição dela a acordar tava engraçadita... até teres mencionado o vomito, ewww D:
Gostei bastante da reacção da cota dela ao ver aquilo... pareceu-me bastante natural x)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Shibiusa

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha


Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Jardim à beira-mar plantado
Número de Mensagens : 3561

Registo Ninja
Nome: Ayame Midori
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5470
Total de Habilitações: 228,5

MensagemAssunto: Re: Filler 4   Qua 16 Dez 2015 - 1:30

Opá, fora o mano Nidorai que entretanto mudou de nome para Nidorei (agora vais ter que explicar qual é mesmo o nome dele xd), acho que o filler estava impecável xd
É verdade que não adiantou muito na história, mas considero este tipo de fillers necessário para conhecer os personagens. Senão só temos história história história. E a vida? Não há? Não há personalidade? Razz

Por acaso, quando li a parte do irmão estar interessado no dinheiro, pensei "olha o filho da mãe... Quer ir festejar com o dinheiro dela, é?" xd
E parece que não estava muito longe da realidade! Se eles querem festejar, têm é que pagar eles, não é ela a pagar por toda a gente. Grandes chulos xd

Vá, continua o/
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Filler 4
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Fillers-
'); }