Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 {Filler} Uma tarde agitada

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
genki

Membro | Kiri
Membro | Kiri


Sexo : Masculino
Idade : 14
Número de Mensagens : 107

Registo Ninja
Nome: Takumi Matsuo
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 450
Total de Habilitações: 29

MensagemAssunto: {Filler} Uma tarde agitada   Seg 18 Jan 2016 - 2:51

  Os passos constantes de Akira e Takumi iam lado a lado por entre as ruas de kiri. Apenas caminhando em silêncio, ambos em direção ao escritório do kage fazer o relatório que era requisitado a ambos. Desde a morte dos pais de Akira o Mizukage gostava de saber como estava indo a vida do jovem ninja. Takumi achava que ele talvez só tivesse medo de que ele se tornasse um desses desertores de kiri, e por isso queria ficar sempre de olho nele. Os nukenins de kirigakure geralmente eram muitos “famosos”, por assim dizer, pois a vila era reconhecida por suas kekkei genkais poderosas que já foram motivo de muitas guerras.

  Por entre as ruas do país enevoado a tarde era comum, pessoas passeando e trabalhando, em comércios, restaurantes, dojos, floriculturas, entre outros estabelecimentos que Takumi dificilmente entrava. O céu estava aberto desde manhã, o que era um pouco raro. 
Geralmente a vila da nevoa ficava exatamente desse jeito, com névoa, sem contar o frio que geralmente prevalecia lá.

  Ao lado do jovem gennin, Akira assobiava uma musica calma enquanto andava de cabeça erguida. Takumi como sempre, andava serio e com a mão em seu pingente, segurando-o com afeto e cuidado. Ele pensava na conversa que havia tido com Akira naquela manhã, havia dito a ele seu sonho de ser elementalista, não sabia se devia ter compartilhado algo tão intimo. Ele olhou para Akira com o pensamento indeciso. Ele conhecia Akira a 2 anos, Akira era a única pessoa que ficou do lado dele quando precisou, porém, não sabia se podia confiar no jounin, talvez só estivesse sendo cauteloso ao não revelar informações suas a Akira. Talvez um pouco paranoico... De qualquer forma esse pensamento foi disperso pela kunai que vinha rapidamente em direção a sua cabeça.

  Takumi não sabia se podia confiar em Akira, mas sabias que ele havia salvado sua vida naquele momento. O jounin segurou com uma só mão a kunai que vinha em direção a Takumi, jogando a no chão em seguida. O som do metal batendo contra o chão tirou o garoto do transe. Por mais que ele houvesse treinado todos os dias a academia, aquilo havia sido diferente, por um momento ele realmente esteve de frente com a morte. Ele afastou o pensamento quando olhou em direção ao dono da kunai. O homem parecia ter 2 metros de altura, cabelos pretos curtos e usava roupas pretas com um item bem chamativo em sua testa, a bandana de kiri riscada.

Um nukenin? - Disse Takumi um pouco incrédulo.

Sim - Respondeu Akira, sério. - Fique atrás de mim, vai acabar logo.

  O jounin avançou rapidamente em direção ao inimigo, realizando um serie de jutsus e fazendo aparecer um objeto metálico em sua mão direita, com uma lâmina curvada e longa. Ele se aproximou do inimigo e atirou a foice em sua direção, porém, o nukenin foi rápido e desviou-se para o lado. Depois a foice simplesmente parou no ar, alguns metros atrás do criminoso, voando para a mão esquerda de Akira e atingindo o nukenin com uma corrente na nuca e fazendo surgir uma nuvem e fumo.

- Kage-bushin ? - Sussurou o jounin de kiri.

  Takumi então percebeu. Da palma da mão de akira brotava uma corrente de aço ligada a foice. O genin nunca havia visto nada parecido, já havia visto Akira lutar, porém nunca fazendo tal coisa. O que seria aquilo, talvez um ninjutus especial? Ele não teve tempo de pensar, pois, atrás dele apareceu o nukenin, agarrando o pelo pescoço e pressionando uma kunai fria contra sua garganta.

Se você se mexer o garoto morre. - Disse o homem com um tom de nervosismo.

  Akira então começou a erguer os braços devagar, levando os a cabeça.

- Isso, muito bem. Agora, vire-se - Disse o inimigo apontando a kunai para Akira. - Vou levar esse moleque e você não vai impedir.

  Neste momento Takumi aproveitou-se da distração do nukenin para atacá-lo. Primeiro mordeu a mão que o segurava, arrancando um grito de dor do homem. Depois virou rapidamente e, antes que o inimigo se recuperasse da dor, lhe deu um belo soco na cara derrubando-o.

  O homem rodava no chão de um lado para o outro, com as mãos no rosto como se a dor fosse insuportável. Takumi não sabia por que aquele golpe havia doido tanto, o garoto nem era tão forte. Foi então que o nukenin tirou as mãos do rosto, urrando de dor com a face vermelha e queimada, como se tivesse passado dias na praia sem protetor solar.

Tak! - Chamou Akira assustado. Ele encarava o garoto como se houvesse algo errado com ele. - Não se assuste, mas, sua mão... ela...

Akira nem precisou completar a frase, ao olhar a própria mão Takumi entendeu. Sua mão estada completamente envolta em o que parecia ser uma gosma vermelha e ardente. Era lava, e por algum motivo não fazia mal algum ao ninja.

- Lava... - Disse o gennin sorrindo ao perceber que finalmente havia despertado um elemento. Ele se volta ao nukenin que estava no chão e lhe dá outro golpe na cabeça, o deixando inconsciente.

[...]

  Ali de frente para o Mizukage a felicidade do jovem ainda era aparente. Ele sorria em silencio enquanto Akira contava o que havia acontecido. Okashi ouvia paciente a historia, e quando ela acabou voltou seu olhar Takumi de uma maneira seria fazendo esvair-se seu sorriso. Depois se voltou novamente para Akira encarando-o.

- Acredite em mim senhor, ele precisa saber. Eu preciso treina-lo.

Okashi e Akira se entreolharam novamente e isso realmente irritava o garoto. Então Okashi encarou o gennin e respondeu.

- Saber o que? - Interveio Takumi. 

- Satoru.

- Quem? - Perguntou Takumi, sem nenhuma noção de quem pudesse ser.

- Satoru. - Repetiu Okashi - Um antigo shinobi de kiri, a mais ou menos 15 anos atrás ele deixou a vila, mas não antes de assassinar dois shinobis e roubar um pergaminho de um jutsu proibido. Não ouvimos falar dele por mais de um ano, depois você apareceu... - A pausa que o Mizukage fez na frase causou um arrepio no jovem ninja. - Naturalmente, sempre que uma criança é encontrada, ela é trazida a mim para que eu possa solicitar os exames médicos necessários para que possamos descobrir quem é essa criança. Acontece que nós não descobrimos quem você era, porém... Havia algo no seu sangue... “Há” algo no seu sangue que intrigou os médicos. O seu DNA é semelhante ao de Satoru...

- O que!? Quer dizer que eu sou filho dele!? - Disse Takumi prestes a ter um ataque de pânico.

- Não. O DNA não coincidia tanto, mas você é de fato parente dele, talvez um primo. - Um primo... Remoer essa ideia enjoou Takumi. A única ligação sanguínea que tinha com alguém era com um nukenin assassino, isso realmente não parecia certo. - Mais uma coisa, os dois ninjas que morreram também eram primos de Satoru. Por algum motivo ele parece caçar seus parentes. Por isso Akira vai te treinar. Você tem que se tornar forte... Ou morrer fracassando.

  Essa informação não melhorou em nada a situação de Takumi, além de ter um primo assassino ele ainda queria mata-lo. Ele simplesmente não sabia o que fazer.

  Okashi se levantou e foi em direção à janela da sala, observar a vila da nevoa. Lá fora o sol ia se pondo, dando fim a mais um dia em kiri. - Agora vão, vocês tem muito que fazer.

  Ambos fizeram como mandado e andaram até a porta de saida.

- A proposito obrigado por capturar aquele nukenin, ele será útil em investigações. - Disse o kage quando Takumi havia pegado na maçaneta.

- Não há de que. - Disse Akira com uma pequena reverencia.

- Sem querer ser grosso Akira, mas, eu falava como garoto. - Respondeu Okashi

- Sem problema - Respondeu Takumi, girando a maçaneta e abrindo a porta.

- E Takumi... - Acrescentou o Kage.- Essa sua habilidade é poderosa, tenha cuidado ao usá-la, e saiba que, nem sempre a destruição é o melhor caminho. Seja... Criativo.

  O Gennin a apenas assentiu, vendo o reflexo do rosto do kage na janela. Ele então se virou e saiu da sala pensando.

  - Criativo...Interessante...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anotherx

Administrador | Ame
Administrador | Ame


Sexo : Masculino
Idade : 20
Localização : Marinhais (Santarém)
Número de Mensagens : 1269

Registo Ninja
Nome: Sikira Eleison
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1595
Total de Habilitações: 85

MensagemAssunto: Re: {Filler} Uma tarde agitada   Ter 19 Jan 2016 - 14:56

Wowowow slow down, foi um enorme salto da tua apresentação para spawnares um nukenin com intenção de matar Takumi xd

Já agora, apesar da narrativa ser na primeira pessoa Takumi não deixa de ser a personagem principal e tornava-se mais interessante se mostrasses melhor o que ele sente e vai na mente dele, especialmente no momento que o nuke lhe encostou a kunai à garganta.

Tirando isso foi uma excelente forma de despertar a KG e dar uma breve introdução ao vilão, o filler também contou com boas descrições ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
{Filler} Uma tarde agitada
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kirigakure :: Fillers-
'); }