Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Filler 8

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
SP-KK

Membro | Konoha
Membro | Konoha


Sexo : Feminino
Idade : 25
Número de Mensagens : 799

Registo Ninja
Nome: Naho Kita
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5080
Total de Habilitações: 112

MensagemAssunto: Filler 8   Sab 6 Fev 2016 - 0:31

Filler 8

Sentada num banco à espera do irmão, Naho observava um pequeno grupo de crianças que brincavam na rua. Seria a altura ideal para ponderar sobre o que se passara nos últimos dias, sobre o que encerrava o seu futuro, talvez até para sentir saudosismo pelos seus tempos de infância. Talvez uma linha de pensamentos desse tipo assaltasse qualquer um que estivesse nesta situação. Mas não Naho. Naho só se ria da estupidez dos gaiatos, enquanto estes berravam e puxavam cabelos uns aos outros.

-Já a pensar em teres os teus? - A voz de Nidorai distraiu Naho, que já começara a apostar em qual dos miúdos iria irromper em lágrimas primeiro. Quando se apercebeu de que o irmão se referia a ter filhos a jovem Kita fez uma careta enojada. Mesmo sabendo que Nidorai estava a brincar, a ideia não deixava de ser perturbadora. Antes de se sentar ao lado da irmã, o rapaz atirou para o colo dela um embrulho mal feito. - Pega lá, uma prenda. Por seres a minha aluna preferida.

-Tanto quanto sei, única e última. - Retorquiu a jovem sem pensar, sentindo o peso do embrulho. Era leve e cilíndrico. Não querendo pôr-se a adivinhar, Naho simplesmente abriu a oferenda: ficando sem reacção ao ver o conteúdo. - Uma galinha de borracha?

-Não é uma galinha de borracha qualquer. Esta apita! - Exclamou Nidorai entusiástico, esticando a sua mão e apertando o objecto. De facto, apitava. - Usa-a com orgulho, é a prova de que és minha aluna.

-Prova irrefutável, estou certa. Porque de certeza que é um produto raro e exclusivo. - Gozou a jovem. Ainda assim, amarrou a flácida galinha chiadora no seu cinto. Tentou esconder a preocupação que sentia ao colocar a sua próxima questão ao irmão. - Tens alguma ideia de quando me podes começar a treinar?

-Nenhuma. Vou sair hoje em missão, devo estar fora por uns dias. Depois disso, talvez? - Nidorai olhava para a irmã em busca de aprovação. Esta anuiu de forma silenciosa. - Pronto. Entretanto vais metendo uns treininhos e umas missões, e o tempo passa rápido.

Naho concordou mais uma vez com o irmão, admitindo para si mesma que até lhe era conveniente fazer uma missão. O ryo que ganhara com a última já havia sido gasto no seu novo arco, e não podia propriamente andar sem dinheiro atrás. Os irmãos Kita deixaram-se ficar sentados naquele banco durante mais alguns minutos, trocando laivos de conversa sem sentido e observando os gaiatos na brincadeira. Ao final da tarde, após se despedir do irmão, Naho inscreveu-se numa missão que apanhara o seu interesse: encontrar uma boneca que uma menina ricaça perdera. Parecia simples o suficiente, dinheiro fácil e rápido.

Oh, como se enganara.

-Portanto, tu só tinhas de encontrar uma boneca. - A missão começara no dia seguinte logo de manhã. Era agora de tarde, e Naho encontrava-se algemada, sentada a uma mesa de madeira, e com o cabelo e rosto completamente chamuscados. Um dos seus irmãos mais velhos, Mane, olhava incrédulo para ela enquanto relatava tudo aquilo que lhe haviam contado à entrada da esquadra de polícia. - E em vez disso seguiste um anão disfarçado de criança, que te levou à base de operações de um grupo criminoso que se encontrava sob investigação. E aí atacas-te o agente infiltrado que lá se encontrava hà meses, e conseguiste ainda rebentar com um armazém cheio de provas das actividades criminosas do grupo? Está tudo, ou escapou-me alguma coisa?

-Não foi "em vez de", foi "além de". - Refutou Naho, assumindo um tom indiferente. - E em minha defesa, se é que vale de alguma coisa, a boneca era cara.

-Eu nem quero ver no que isto vai dar. - Por esta altura Mane estava de olhos fechados, massajando a testa com a mão direita. Naquele momento preocupava-se mais com o que pensariam os seus pais do que com o estado de confinamento da irmã. - Sabes que eu mal aqui cheguei estava ali o homem fora, aos berros, a lamentar-se que agora só vai poder ser guarda, porque levou com uma seta no joelho?

Naho apenas encolheu os ombros. Por muito que revivesse os acontecimentos de há algumas horas atrás, não conseguia evitar pensar que estavam a fazer uma tempestade num copo de água com tudo isto. Sim, ela não tinha necessidade nenhuma de seguir um anão vestido de rapariguinha por um armazém adentro - mesmo que esse mesmo anão fosse o que carregava consigo a boneca que ela ficara encarregue de encontrar. E não, não tivera também necessidade de mandar pelos ares o armazém de operações de uma rede de tráfico vigiada pelas forças policiais de Konoha. Pronto, talvez explodir com um armazém cheio de provas incriminatórias não tivesse sido o seu momento mais brilhante. Mas tirando isso, não sentia que tivesse feito nada de mal.

-Espero que tenhas noção das consequências disto. - Continuou Mane. Apesar de ser o mais ponderado e sensato de entre todos os irmãos da família, nunca antes julgara ou repreendera as acções de qualquer um deles. Mas desta vez, Naho havia excedido todas as barreiras do razoável. - Duvido muito que te consigas safar disto sem sentires repercussões legais.

Mane foi interrompido por um par de batidas na porta de madeira, seguidas pela entrada de um policial jovem. O irmão de Naho levantou-se sem cerimónias, lançando um olhar severo à rapariga antes de sair da sala, como que a avisando para ter cuidado com o que dizia e fazia daqui para a frente. Após a saída do irmão, o polícia instruiu Naho a levantar-se e explicando-lhe que seria agora levada para outra sala de modo a proceder-se ao interrogatório. A jovem Kita não conseguiu esconder a sua surpresa. “Mas já me interrogaram, e eu já lhes disse tudo o que sei… Que raio se passa?” O homem guiou-a até uma sala próxima, e a jovem sentiu o seu corpo gelar quando ouviu uma voz familiar atravéz da porta.

-Isto é uma pouca vergonha! - Do interior da sala fazia-se ouvir o tom de voz indignado de Itari. “Lindo. Com este aqui de certeza que apanho estadia vitalícia na cadeia”, pensou Naho enquanto o polícia que a acompanhara lhe fazia sinal para que ela entrasse. - Você sabe sequer quem eu sou?!?

-Itari Gasaka. - Respondeu em tom monocórdico o inspector, de idade mais avançada, que se encontrava já no interior da sala. Não parecia nada impressionado com o tom autoritário do jovem Chuunin. O polícia mais jovem indicou a Naho que se sentasse na cadeira livre ao lado de Itari, enquanto ele mesmo se colocava atrás do inspector com um bloco de notas. - Chuunin de Kumo, agora residente aqui na Vila da Folha.

-Eu sou Itari…! Ok, isto simplifica as coisas. Gostava de saber quem é que decidiu prender a minha pupilo estrela. - Perante as palavras de Itari, Naho arregalou os olhos. Sentiu um arrepio desagradável percorrer-lhe o corpo enquanto olhava de olhos semicerrados e expressão desconfiada para Itari.

-Fui eu. Daí o ter chamado para prestar declarações. - Ainda no seu tom de voz monótono, o detective ia falando sem olhar para nenhuma das pessoas na sala, afagando as suas rasas barbas enquanto revirava as folhas de um dossiêr. - Portanto, senhor Itari...

-O ÚNICO! - Interrompeu Itari, erguendo um dedo no ar de modo triunfante.

-A sua “pupilo estrela” tinha uma missão simples de recuperação de um item perdido. - Continuou o inspector, suprimindo um suspiro exasperado perante as atitudes do Chuunin. - No espaço de uma hora ela conseguiu arruinar uma operação de infiltração que estava a decorrer, causou estragos na ordem das centenas de milhares, destruiu todas as provas que tínhamos nos culpados, e ainda pôs em perigo a vida de centenas de cidadãos inocentes.

-Tudo culpa vossa. - Respondeu Itari, de braços cruzados e colocando um beicinho nos lábios.

-Desculpe? - O inspector olhou incrédulo para Itari.

-Claramente ela é qualificada demais para estas missões pequenas! - Exclamou Itari, parecendo extremamente aborrecido por ter de explicar algo “tão óbvio” a um mero mortal. - Vocês não iam pôr um artista que já produziu dezenas de obras primas a pintar paredes brancas, pois não?

-Por acaso, o meu irmão é pintor e diz que pintar bem uma parede é uma arte… - O jovem polícia interrompeu-se quando notou a expressão de “não lhe dês corda” por parte do seu superior. Itari, por sua vez, apontou para o rapaz e libertou uma sonora exclamação em concordância.

-Olhe… Senhor Itari, não há necessidade para tanta barafustação. Nós só queremos que assine um termo de responsabilidade, enquanto tutor da jovem. Caso o faça, temos instruções para tratar tudo isto como apenas um acidente inocente. Em contrapartida o senhor compromete-se a responsabilizar-se por todas as consequências que advenham das acções mais “criativas” e fora dos objectivos das missões em que a sua “pupilo estrela” participe de hoje em diante.

-Criativas? - Itari voltou a erguer a sua voz, assumindo um tom indignado. - Ela viu uma criança em perigo! No meio de pessoas perigosas! E foi lá salvá-la! A ela e as outras todas!

-Eram anões, senhor Itari. - Por esta altura já o detective estava completamente desinteressado no que quer que fosse que o Chuunin tivesse para dizer. - A maioria deles na casa dos 40 anos de idade.

-JÁ FORAM CRIANÇAS NO SEU TEMPO! EU NÃO ASSINO PAPEL NENHUM! - Após uma torrente de berros Itari calou-se subitamente, cobrindo o rosto com uma das mãos como se subitamente tivesse sentido uma enorme dor de cabeça. Quando voltou a falar fê-lo num tom de voz mais calmo e compreensível. - Pensando melhor, dê-me o papel senhor inspector. É para assinar onde?

O inspector passou ao Chuunin um pequeno monte de papeis e este recebeu os mesmos sem barafustar, começando imediatamente a assiná-los. Naho, por sua vez, olhava para Itari com uma expressão inquisidora e carregada no rosto. Mas o gajo era doido? De um momento para o outro acalmara-se por completo, e passara a seguir todas as instruções que lhe eram indicadas sem questionar ou hesitar. Muito diferente da sua atitude autoritária, excêntrica e imovível que demonstrara há pouco. Era impossível ele ter modificado assim tanto a sua atitude perante o inspector tão subitamente. Era quase como se fosse uma pessoa diferente. “Ou ele está a tramar alguma, ou é completamente doido.”

Enquanto Itari e o inspector discutiam alguns detalhes, o policial mais jovem dirigiu-se até Naho para lhe retirar as algemas. Informou-a das consequências do que se passara na sala e de como ela se deveria comportar no futuro, parecendo ignorar por completo que a jovem Kita estivera na divisão o tempo todo. Após Itari assegurar os presentes na sala que a “solução criativa” da sua aluna não se repetiria, escoltou-a para o exterior da esquadra. Nenhum dos dois proferiu uma única palavra até atravessarem as portas de entrada do edifício.

-Desculpa o que tiveste de ver ali dentro. - Itari foi o primeiro a quebrar o silêncio, ainda que desconfiasse que a rapariga não tinha qualquer interesse em falar com ele.

-O que é que se passou, exactamente? Estavas indignado e refilão desde que entrei na sala, e de um momento para o outro ficas-te super compreensivo e deixas-te de questionar o que quer que fosse. - Inquiriu Naho, continuando com a mesma pesada expressão de desconfiança no rosto. Itari, por sua vez, remexia o conteúdo da sua bolsa de equipamento à procura de algo, ignorando por completo a voz da sua interlocutora. A rapariga não insistiu mais, limitando-se a fitá-lo com um olhar penetrante e zangado enquanto aguardava.

-Toma. - Itari estendeu um monte de folhas soltas à jovem Kita, deixando-a perplexa e desconfiada. - Se precisares da minha ajuda é só escreveres num desses papéis.

-E depois faço um aviãozinho e acendo duas velas. - Naho não fez qualquer movimento para remover o conjunto de folhas das mãos do rapaz, fitando-o com uma sobrancelha erguida.

-Estou a falar a sério. - Itari insistiu, deixando o seu braço esticado até Naho se decidir a aceitar a oferta. Finalmente fê-lo, de mau grado, atafulhando as folhas na sua bolsa de armamento sem grande cerimónia ou cuidado. - Não é para minha comodidade. Não quero que voltes a ficar à rasca e sem ajuda da próxima vez que te meteres em problemas.

-Mais alguma coisa? Palavras de sabedoria, uma ordem de rescisão, nada? - Apesar de estar enfadada com toda a situação e com o comportamento de Itari, Naho falou num tom de voz falsamente calmo e sereno.

-Bem… - Itari deteve-se, incerto sobre se haveriam sequer palavras certas para proferir neste momento. Nunca se encontrara numa posição parecida com a dela, nem remotamente. Não fazia ideia do que ela estava a pensar ou a sentir perante tudo o que tinha vindo a acontecer, e como tal era-lhe difícil sentir empatia para com ela ou com a situação. “O que é que se pode dizer numa altura destas?” Acabou por estender a mão e dar-lhe uma palmadinha no ombro. - Lembra-te de quem és.

Após isto, e não obtendo qualquer resposta ou reacção por parte de Naho, Itari virou costas e fez-se ao caminho. Internamente, sentia-se feliz com o que considerava ser o seu pequeno momento de brilharete. Para uma situação a que não estava acostumado, achava ter encontrado a melhor resposta possível.

- ...“Lembra-te de quem és”? - Sussurrou Naho para si própria, incrédula, quando Itari já ia bem afastado. - Mas o gajo é completamente idiota…?
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://sp-kk.deviantart.com/
JFrias10

Membro | Konoha
Membro | Konoha


Sexo : Masculino
Idade : 22
Número de Mensagens : 112

Registo Ninja
Nome: Hyuuga Kenshin
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 500
Total de Habilitações: 27,25

MensagemAssunto: Re: Filler 8   Sab 6 Fev 2016 - 3:35

Estrela do filler foi o Itari/Kentai completamente. Então a parte final foi épica xd
"Lembra-te quem és". É um bom conselho temos que admitir xd

A questão que se levanta, e que em oito fillers ainda não deu para entender, é se a Naho vai continuar a ser a Char a quem tudo acontece aka acertar chapéus de senhora com uma flecha ou arrebentar armazéns alheios ou se vamos começar a ver outro tipo de coisas.

Outro ponto interessante é a evolução que tens mostrado na construção dos irmãos dela. Realmente, mostras que ela não é sequer talentosa perto deles, o que torna tudo mais interessante.

A nível de escrita, estiveste bem. Bom tamanho, conteúdo bem aproveitado das missões que realizas. Continua assim Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anotherx

Administrador | Ame
Administrador | Ame


Sexo : Masculino
Idade : 20
Localização : Marinhais (Santarém)
Número de Mensagens : 1269

Registo Ninja
Nome: Sikira Eleison
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1595
Total de Habilitações: 85

MensagemAssunto: Re: Filler 8   Seg 8 Fev 2016 - 12:19

Curto bué da forma como integras as missões na tua própria história e esse resumo da missão da boneca deu para ver que foi uma missão e pêras x)
Como é óbvio o Itari fez um óptimo papel de Phoenix Wright e pelos vistos a Naho está a tornar-se mais compreensiva quanto a ele e interessada no que raios se passa naquela cabeça... lentamente.

A tua história está intimamente conectada com esta personagem e isso deixou-me uma dúvida, quão importante é o J enquanto tás a escrever os fillers? És tu que escreves a maioria das falas dele ou ele tem opinião em cada diálogo e acção do Itari?
Voltar ao Topo Ir em baixo
SP-KK

Membro | Konoha
Membro | Konoha


Sexo : Feminino
Idade : 25
Número de Mensagens : 799

Registo Ninja
Nome: Naho Kita
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5080
Total de Habilitações: 112

MensagemAssunto: Re: Filler 8   Seg 8 Fev 2016 - 12:42

@Jfrias10
Em 8 fillers anda estou a praticamente introduzir a personagem. Já se está a fazer também a transição gradual para elementos da história que vão estar presentes por muito tempo. Desenvolvimento da Naho? Tempo, rapaz. Dá algum tempo à rapariga xP

@Anotherx
Depende do filler, da quantidade de interacções, e da disposição do Jacob xd Neste filler em particular nem era para aparecer o char dele, íamos dar algum tempo de distância entre as personagens. Mas mal lhe disse a situação em que ela ia estar o Jacob disse "fuck it", e fez questão de não só envolver o Kentai/Itari mas também de que fosse ele a escrever os diálogos dele. Daí o filler também ter demorado mais a sair.

Nos anteriores algumas sugeriu ele, outras fiz eu. Independentemente de quem as escreva, a opinião dele está sempre envolvida (porque é o char dele, duh), e está também sempre metido um dedinho meu, para arranjar as falas e mantê-las coesas com o resto do texto. Esforço conjunto, if you will. Para futuras e possíveis integrações da Naho nos textos dele, far-se-à o mesmo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://sp-kk.deviantart.com/
Shibiusa

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha


Sexo : Feminino
Idade : 25
Localização : Jardim à beira-mar plantado
Número de Mensagens : 3561

Registo Ninja
Nome: Ayame Midori
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5470
Total de Habilitações: 228,5

MensagemAssunto: Re: Filler 8   Seg 8 Fev 2016 - 20:21

Citação :
Sabes que eu mal aqui cheguei estava ali o homem fora, aos berros, a lamentar-se que agora só vai poder ser guarda, porque levou com uma seta no joelho?

As referências! xd

O Kentai passou-se. Ainda pensei que ele fosse ter algum plano inteligente para voltar as cenas contra o detective, mas... Not so much? E o Itari que limpe a porcaria xd
Honestly, qualquer um acharia que o Itari era um completo idiota depois de observar a figurinha do Kentai e da frase completamente random que queria dizer "epá, lamento, não sei o que dizer" xd

Fico à espera de ler mais o/
Voltar ao Topo Ir em baixo
Dark_Akira

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri


Sexo : Masculino
Idade : 20
Localização : Mafra
Número de Mensagens : 1524

Registo Ninja
Nome: Zehel Matsuri
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5225
Total de Habilitações: 359

MensagemAssunto: Re: Filler 8   Seg 8 Fev 2016 - 21:59

Lololololol temos novo herói! Policial Jovem NPC ao poder ahhaha

Já está a história toda em dia, estou a adorar ler e cada vez mais me convenço de que nunca na minha vida quero fazer uma missão com a Naho, tenho muito amor à minha char para acabar preso ahaha a mulher só atrai problemas parece impossível...

Estou a gostar mesmo muito, a tua escrita é bastante envolvente e metes sempre uma intriga nos fillers.

Fico à espera de mais!
Voltar ao Topo Ir em baixo
GhosTTerroR

Membro | Suna
Membro | Suna


Sexo : Masculino
Idade : 29
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 5166

Registo Ninja
Nome: Himura Senshou
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 2850
Total de Habilitações: 187,5

MensagemAssunto: Re: Filler 8   Ter 9 Fev 2016 - 2:22

@SP-KK escreveu:
@Jfrias10
Em 8 fillers anda estou a praticamente introduzir a personagem...

Vou usar este filler para um comentário geral sobre o que li da história até aqui...

1o é muito mais "clara", fresca e leve que a de Anotherx por exemplo... Terá certamente haver com as influências de cada um.

Os temas e o ambiente é (nos) bastante familiar e quase remete para o nosso quotidiano, diria eu... Esse clima mais familiar acaba também por ajudar a reforçar as características que falei em cima...

Achei curioso o facto de teres escrito ainda algum texto (2 a 3 fillers) antes da graduação de Noha... Mostra talvez que estejas empenhada numa história bem completa com a qual te sintas realizada.

A escrita é boa, acho que nem devo dizer mais nada sobre ela, porque tá tudo nos conformes...

-

O que não gosto tanto:
1) a inclusão de algumas temáticas quotidianas que simplesmente não fazem o meu agrado neste tipo de ficção... Dou mais do estilo de Katon kunais e kibaku fuuda e taijutsu nas trombas, mas isso são os meus gostos, claro.

2) a extensão dos fillers. O.K. é um tamanho bonito, recheado, completo e talvez não pudesse ser de outra forma; mas pessoalmente eu não me divirto tanto a ler "capítulos" tão extensos, prefiro um pouco mais curtos, sobretudo neste estilo de temática que não é a minha favorita.

-

Mas como não se pode agradar a gregos e troianos, nem acho que seja essa a intenção, continua como estás, porque escreves muito bem e pareces empenhada e interessada e contente em escrever e continuar a tua história. Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
SP-KK

Membro | Konoha
Membro | Konoha


Sexo : Feminino
Idade : 25
Número de Mensagens : 799

Registo Ninja
Nome: Naho Kita
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5080
Total de Habilitações: 112

MensagemAssunto: Re: Filler 8   Ter 9 Fev 2016 - 10:40

Obrigado pelo comentário o/
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://sp-kk.deviantart.com/
Kamus

Membro | Konoha
Membro | Konoha


Sexo : Masculino
Idade : 21
Localização : Brasil
Número de Mensagens : 104

Registo Ninja
Nome: Hyuuga Kamus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 275
Total de Habilitações: 70,75

MensagemAssunto: Re: Filler 8   Qua 10 Fev 2016 - 4:13

Como sou muito novo por aqui, ainda estou bem perdidinho com o uso desse char de outra pessoa na sua história. Aliás, os comentários do pessoal mais veterano dá a entender que ele, o Itari, já fez sua "fama" no RPG. Mas vamos lá, aos poucos a gente se integra.

De todo jeito, eu não perco nada da interação entre eles por causa disso. Falando a sério, a forma como você faz as personagens interagirem com Naho é um dos pontos mais altos da sua história; além do Itari, os irmãos são outros destaques. Eu sou péssimo com os "roteiros", com os diálogos, mas admiro isso na sua escrita.

enfim. boa sorte. estarei a acompanhar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://sarausilencio.wordpress.com/
 
Filler 8
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Fillers-
'); }