Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 [Filler 51] - O herdeiro regressa a casa.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Dark_Akira

Administrador | Kiri
Administrador | Kiri


Sexo : Masculino
Idade : 20
Localização : Mafra
Número de Mensagens : 1524

Registo Ninja
Nome: Zehel Matsuri
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5225
Total de Habilitações: 359

MensagemAssunto: [Filler 51] - O herdeiro regressa a casa.   Dom 7 Fev 2016 - 18:21

De olhos fechados na escuridão do seu quarto no palacete de Valéria, Zehel aproveitava os seus últimos momentos na ilha das invocações. O seu treino estava finalmente concluído pelo que ele poderia voltar à sua vila para retomar a sua vida normalmente. O seu selo já não era uma ameaça à espera de rebentar, estava totalmente sob a sua mão e ele conseguia até invocar parcialmente a sua transformação.
Movendo-se debaixo dos lençois para soltar debaixo do seu corpo o braço já dormente, preparou-se para voltar a adormecer mais uns minutos antes de ser despertado.
Uma mão gentil pousou sobre o seu cabelo, afagando-lhe os fios negros e suaves que banhavam a almofada.

- Finalmente terminou. - falou uma voz que à algum tempo que Zehel não ouvia.

Abrindo os olhos de rompante, viu o vulto branco de Tsukiko sentada numa cadeira ao pé dele. A rapariga que arriscara a sua vida a conter o selo inúmeras vezes postava-se diante dele envergando uma camisa branca e fina e calças justas de cor igual, o seu cabelo loiro escoria-lhe pelo ombro na forma de um rabo de cavalo longo como um rio de ouro.

- Já estás saudável o suficiente para te materializares? - perguntou de rompante o rapaz levantando-se a uma velocidade alucinante.

- Sim Zehel, calma, não precisas de ficar preocupado, desde que voltas-te da colónia que tenho deixado de conter o selo e me tenho dedicado a recuperar. - respondeu Tsukiko acalmando o chunnin colocando a sua mão na face dele.

Por puro impulso, o shinobi de kirigakure inclinou-se para a frente de modo a envolver a espirita num abraço apertado.

- Desculpa ter-te colocado sob tamanha pressão. - falou ele com pesar na sua voz. - Devias ter me pedido para não libertar o selo tantas vezes.

Tsukiko sentiu-se um pouco mal com o tom de voz do rapaz, sendo ela parte integral dele conseguia sentir quão triste e infeliz ele se sentia pela dor que lhe tinha provocado. Retribuindo o abraço apertado, ela respirava fundo feliz por estar de volta ao herdeiro que a retirara da sua solidão. Mesmo sendo prisioneira da soul stone e sendo uma aberração, uma alma aprisionada, Zehel tinha-a recebido com bastante carinho, como se tivesse ganhado uma irmã mais nova que teria de proteger.

- Fogo, deixo-te sozinho durante 5 minutos e quando volto apanho-te logo agarrado a outra gaja... Ainda por cima nesses trajes. - falou a voz de Ykarus ao entrar no quarto e ver a cena. - Uma pessoa nem pode ir à casa de banho e é logo trocada pelo namorado.

Forçando a sua cara de descontentamento, a konoichi de sunagakure colocava as mãos na anca para intensificar as suas palavras.
Zehel gaguejou envergonhado largando o aperto dos braços de tsukiko para se sair com uma justificação do que se tinha passado. Antes que este pudesse falar Ykarus deixava sair da sua garganta uma gargalhada divertida ao ver a cara do shinobi da névoa ficar vermelha.

- Não mudas mesmo. - ripostou a Okaeda. - Bem-vinda de volta. O pequeno almoço está na mesa Zehel, por isso vê se te despachas... E veste-me umas calças homem.

Após atirar-lhe o seu par de calças azul escuro de modo a atingi-lo em cheio na cabeça virou-se e saiu do quarto antes de ver o pedaço de tecido a chocar com a testa do rapaz e desequilibrá-lo da cama. Do lado de fora a sunanin conseguia ouvir o barulho do rapaz a cair da cama abaixo e a reclamação quase imediata pelas calças terem o cinto.
--------------------------------------------------------------------------

Descendo a escadaria de pedra talhada com a precisão de um mestre, dirigiu-se para a cozinha acompanhado pela Tsukiko. Já sentado à mesa estava o seu pai que segurava na sua mão um jornal onde lia as noticias mais recentes do que se passava no mundo shinobi. Com destreza nos polegares, dobrou o jornal aberto ao meio para conseguir ver o que se passava ao redor.

- Bom dia dorminhoco! Ah, tsukiko já à quanto tempo! Vejo que já estás com uma cor melhor. Já pediste desculpas à rapariga que aguentou a tua loucura tanto tempo seu desnaturado? - falou rapidamente o Akira mal dando tempo para se responder a alguma das coisas.

- Sim Akira, ele já me pediu desculpa não te preocupes. - respondia Tsukiko logo de seguida.

- Vá senta-te mas é a comer Zehel senão o pequeno almoço fica frio. - ordenou Ykarus que já pegava na sua torrada para lhe dar uma trinca.

- Fogo! vocês hoje estão todos extremamente apressados! - reclamava o shinobi desviando a cadeira respectiva para se sentar à mesa. - Onde andam a Mira e o Kari?

- A tua tia foi às compras, só deve voltar mais tarde, o Kari anda por ai a saciar a sua curiosidade na ilha. - respondeu Akira que estava já acordado à horas suficientes para ter visto os dois madrugadores saírem.

- Então não os vemos até ao anoitecer. - falou o rapaz soltando uma gargalhada.

Terminando o seu pequeno almoço, pegou na sua mochila com as roupas que tinha trazido para Valéria e com toda a sua bagagem para regressar à sua vila. Não ia conseguir despedir-se de todos eles, porém já estava à espera que tal acontecesse, todos eles andavam sempre desencontrados uns dos outros.
Ykarus arrumava também as suas coisas em simultâneo, porém ela não iria para o mesmo sitio que Zehel, ia voltar a sunagakure para deixar Kari na colónia.
Talvez numa outra ocasião os seus caminhos se voltassem a cruzar, talvez numa ocasião não muito distante...

- Despede-te do kari por mim sim? - pedia Zehel roubando um beijo à sunanin.

- Sim não te preocupes, vai descansado. Eu assim que me despachar volto para kiri. - respondia Ykarus afastando uma madeixa castanha que lhe caia sobre a cara.

Abraçando-a com força, despedia-se da rapariga e saía de dentro da moradia dos Zetsubõ. Os raios de sol penetravam nos olhos de claros dele obrigando-o a cobrir os seus olhos com o braço até se habituar à luminosidade.

- Está na hora. - declarou Tsukiko que esperava junto dele.

Logo após as palavras terem abandonado os lábios da loira, o shinobi sentiu-se a ser puxado e uma nuvem de fumo branco envolveu-o.

- Bem vindo de volta! - falou a voz gutural do Contemplador. Ele usara a invocação inversa para o transportar de novo para kirigakure, mesmo para a frente de sua casa. Já tinha saudades daquele lugar, passava tanto tempo longe dali que ele mal tinha tempo para se sentir confortável.
Segurando o puxador da sua porta de casa, colocou a sua chave e rodou-a destrancando a porta.

- Estou em casa! - anunciou com voz alta enquanto entrava e deixava a sua mochila cair ao lado da escada que dava acesso ao piso superior.

Continua na próxima saga.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Filler 51] - O herdeiro regressa a casa.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Kirigakure :: Fillers-
'); }