Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Páscoa 2016] Team "Fifty Shades of Crows"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Shibiusa

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Feminino
Idade : 26
Localização : Jardim à beira-mar plantado
Número de Mensagens : 3515

Registo Ninja
Nome: Ayame Midori
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5470
Total de Habilitações: 228,5

MensagemAssunto: [Páscoa 2016] Team "Fifty Shades of Crows"   Sab 5 Mar 2016 - 1:24

Evento da Páscoa 2016: "O Novo Messias"
Citação :
"Corre o rumor que um homem se auto-declarou a nova reencarnação do Eremita dos Seis Caminhos. O rumor teria sido desvalorizado por completo se não fossem outros dados que surgiram logo depois. Segundo vários habitantes, ele diz nas suas palestras que ressuscitou 3 dias depois de ter sido morto e auto-promove-se como sendo um deus e disposto a partilhar o segredo com aqueles que lhe pagarem.
Por uma questão de segurança, foi submetida uma missão para ser aceite por uma equipa que deseje tirar este rumor a limpo de forma discreta."
O evento de Páscoa consiste na realização desta missão sem rank. Todas as equipas receberão a mesma missão e terão que a desenvolver de forma criativa e dentro das possibilidades da equipa.

Regras:
- No mínimo, a missão terá que ter quatro posts. Recomendam-se as regras habituais das missões (dois posts por pessoa).
- Terão um mês completo para fazer a missão (até 5 de Abril, inclusive).
- Podem acabar as missões que já tenham iniciado (uma vez que dificilmente a avaliação dessa missão cruzaria com a avaliação do evento. O tempo de acabar a missão será sempre menor do que iniciar uma missão). No entanto, não devem inscrever-se numa missão como forma de prevenir cruzamento de avaliações. Podem, no entanto, escrever treinos.

Para outras dúvidas, utilizem o tópico do evento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ichinose Zef

Outras Vilas
Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : Coimbra
Número de Mensagens : 416

Registo Ninja
Nome: Watanabe Shiro
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Páscoa 2016] Team "Fifty Shades of Crows"   Sex 11 Mar 2016 - 22:32

O novo messias
“Tolos são aqueles que seguem, mesmo de olhos abertos”

A chuva caia levemente sobre a cidade de Amegakure enquanto uma ligeira névoa cobria ate os mais altos edifícios. Toda a cidade estava envolta numa penumbra característica. Pretos e cinzas misturavam-se numa sublime combinação artística que contrastava com duas figuras soturnas que deambulavam pelas ruas quase vazias da vila da chuva.
Duas capas negras ensopadas em chuva circulavam pelas ruas sinuosas e estreitas. Fustigadas pela chuva miúda e pela humidade do ar, que buscavam abrigo daquele tempo traiçoeiro.

-Acho que é aqui. –Soltou a sombra mais alta abrindo uma porta de madeira escura, entrando para dentro do edifício, seguida da sua companheira.

O interior estava ameno e silencioso, ocupado por uma quantidade de mesas e bancos de madeira. A decoração era pobre e minimalista, com paredes pintadas de um tom vermelho escuro e um chão frio de tom cinzento. Pequenas lâmpadas iluminavam todo o espaço cobrindo o espaço com uma cor amarelada e fazendo sobressair as sombras dos indivíduos que se encontravam no interior.

Estas duas pessoas procuraram a mesa que se encontrava no fundo da sala encostada a parede. Ambos retiraram as capas negras mostrando as suas verdadeiras identidades. Dois ninjas que possuíam o colete chunnin e o hitaite de Kirigakure. Um deles exibia um traje estranho tendo o seu corpo coberto com ligaduras, cabelo escuro e uma katana que descansava nas suas costas. O outro aparentava ser mais velho e tinha o cabelo puxado para trás, acabando apanhado e apontando para o ar.

-Tenho as ligaduras completamente encharcadas. –Barafustou o ninja tocando no seu corpo.
-Talvez ainda tenhas tempo de as trocar. –Respondeu o outro retirando um cigarro do seu bolso e acendendo-o.

De seguida uma rapariga dirigiu-se à mesa perguntando o que eles queriam tomar.

-Era um chá, um qualquer serve. Só queremos algo quente para nos aquecer. –Disse o ninja mais velho sorrindo.

-Parece que o meu parceiro está atrasado. Odeio que me façam esperar…

-Calma não deve tardar a chegar. –Respondeu o ninja mais velho inalando o fumo do seu cigarro.

Minutos depois a porta do estabelecimento abriu-se entrando um rapaz coberto por uma capa que rapidamente se pôs a olhar em volta. Identificando os dois ninjas sentados numa mesa distante aproximou-se dos mesmos e foi recebido com um copo de chá quente e um sorriso amigável de Izuda.

-Olá. Deves ser o Itari Gasaka, certo? –Disse cordialmente Izuda, apresentando-se de seguida.

-E este é o… -Começara a dizer Izuda quando foi subitamente interrompido pelo ninja das ligaduras.

-Eu sou o Ichinose Zef. –Respondeu o chunnin de Kiri, já cansado de ter esperado tanto tempo.

Itari sentou-se na frente Zef, dirigiu o seu olhar ao chunnin que o recebeu com os seus olhos frios, isto fez com que Itari levasse a sua mão aos óculos ajustando-os e usando este movimento para afastar os seus olhos azuis dos olhos cinzentos de Ichinose.

-Bem? Onde esta o rapaz que era suposto vir contigo? –Inquiriu Zef.

Itari deu um gole no chá, olhou em volta e respondeu a Zef.

-O Nidorai foi na frente, fazer reconhecimento. –Murmurou Itari entre goles, enquanto olhava em volta.

-Bem é melhor começar a fazer o debriefing. Segundo a informação recolhida foram reportados muitos desaparecimentos nas últimas semanas. Depois de uma reunião entre vilas vocês foram escolhidos para investigar estes desaparecimentos. Em todos os casos existe uma semelhança, várias pessoas dadas como desaparecidas foram vistas a chegar a Amegakure. Tornando esta ideia ainda mais credível são os boatos que correm por aqui, uma pessoa, ainda desconhecida tem andado a espalhar o boato que existe um messias que possui poderes iguais ou parecidos com o ermita dos seis caminhos. A vossa missão é encontrar esse tal messias e saber se esta relacionado com os desaparecimentos. –Com isto Izuda levantou-se e desejou boa sorte aos dois ninjas saindo pela porta.

O silêncio caiu de novo na mesa onde os dois ninjas estavam. Por momentos ficaram os dois a olhar um para o outro até Zef se por de pé, cobrir o seu corpo com a sua capa negra.

-Está na hora de ir, temos trabalho a fazer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://gameofthronesrpg.forumportugues.com.pt/
InKatd

Moderador | Konoha
Moderador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 27
Número de Mensagens : 619

Registo Ninja
Nome: Itari Gasaka
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5520
Total de Habilitações: 98,5

MensagemAssunto: Re: [Páscoa 2016] Team "Fifty Shades of Crows"   Qui 24 Mar 2016 - 19:57

Era praticamente impossível não reparar naquele sítio à distância; localizado a um par de quilómetros de distância de Amegakure, sob a sombra de uma frondosa e velha árvore gigantesca. Era aí que Nidorai se encontrava - protegido da chuva pela densa folhagem da árvore, sentado num muro alto, a comer uma maçã enquanto um trio de guaxinins o rondavam de modo matreiro. Ocasionalmente ia sacudindo os cabelos com uma das mãos, tentando afastar as pesadas gotinhas que se haviam acumulado após apanhar com uma bela dosagem de chuva.

Itari havia-lhe indicado esta árvore enorme como o ponto de encontro, onde iriam convergir após o mesmo se encontrar com o outro chuunin que os acompanharia. Nidorai concordara sem reclamar, ainda assim não conseguindo afastar o mau pressentimento que tinha em relação a Itari. Assumia que o rapaz seria de confiança, ainda para mais tendo em conta que já lhe havia sido confiado um grupo de gennins - algo que, segundo Nidorai sabia, não era completamente incomum, apesar de ser uma tarefa mais típica para jounins. Ainda assim, tudo o que vira até agora fora um indivíduo apático, nada conversador, e aparentemente desinteressado até da própria missão que teriam de realizar em conjunto. Adicionando a isto o facto de que havia algo a incomodar a irmã e que esta não lhe contara, algo que o instinto de Nidorai lhe indicava ser relacionado com Itari… O chunnin não conseguia evitar sentir que Itari não só fugia às expectativas, como era também um indivíduo que teria de observar muito atentamente. “Quanto mais não seja porque ele não é um ninja nativo de Konoha. E ninguém me soube dizer o porquê de ele se mudar para cá.”

Ao longe viu, finalmente, duas figuras aproximarem-se: assumiu pela altura que uma delas fosse Itari, e que a outra fosse o chunnin de outra vila que havia sido destacado para esta missão juntamente com eles. Deu uma última dentada na maçã antes de a atirar para o grupo de guaxinins, vendo um deles apoderar-se dela e correr para longe, enquanto os outros dois seguiam no seu encalço. Não conseguiu conter uma leve gargalhada. “Adoro estes sacaninhas”. Com um salto cuidadoso abandonou a segurança do muro, aterrando pesadamente no solo ao lado da raiz da árvore. Já debaixo da árvore e protegidas da chuva as duas figuras baixaram os capuzes. Um deles era, de facto, Itari. O outro foi-lhe apresentado como sendo Zef, um chuunin de Kirigakure. Olhando para ele, Nidorai não podia evitar associar todas aquelas ligaduras ao aspecto típico de uma múmia. “O homem tem problemas, de certeza”.

- Notas-te algo de diferente enquanto aqui estavas? - Questionou Itari, observando Nidorai enquanto este sacudia o cabelo novamente, numa tentativa fútil de o secar.

- Neste local exacto, não. Mas descobri algo interessante. - Nidorai sabia que a situação não era para brincadeiras, mas não pôde evitar um sorriso; quase como uma criança traquina, orgulhosa pela descoberta que fizera. - Fui dar uma volta pela vila enquanto esperava por vocês, e acho que encontrei o local onde os cultistas estão a convergir.

Nidorai não precisou de mais incentivos para lhes contar tudo. A forma como aproveitara para passear por Ame enquanto ainda tinha tempo, e como fora distraído da diferente e fascinante arquitectura da vila ao cruzar-se com um grupo de pessoas aparentemente pacato: todos seguindo num grupo coordenado, todos vestidos de forma igual. Intrigado, e já que tinha tempo, decidiu seguir o grupo; apenas para verificar que este andava de porta em porta, recolhendo mais indivíduos cobridos pelas mesmas vestimentas em cada casa que abordavam. A “perseguição” acabou por guiá-lo até um edifício enorme, pelo aspecto uma fábrica abandonada. Grupo atrás de grupo congregava-se naquele local, através da única entrada visível - uma única porta, todas as janelas barradas por grades metálicas, escurecidas com cartão para que não se conseguisse ver para o interior. Na única entrada encontravam-se 2 guardas, com outros 2 a fazer ronda constante ao edifício e arredores.
-Dois guardas apenas?- a frase vinha do chunnin meio calado, agora residente de konoha. Nidorai continuava a observa-lo enquanto o mesmo olhava para o chão de maneira estranha. Parecia estar a olhar para nada, como se tivesse concentrado a ouvir alguem. - Há mais alguma maneira visivel de entrar?

-Não que eu visse. Apercebi-me apenas pela idade deles e do que teem vestido, parecem estar a nivel de chunnins. Se tivesse de adivinhar, diria musculo contratado.-Concluia Nidorai. Mais uma vez olhava para Itari que parecia completamente focado numa pedra no chão, como se fosse a coisa mais importante na sua vida naquele momento -”Este tipo é o mentor da minha Irmã?”.

-Temos de entrar rapidamente. Atacar em grupo, corpo a corpo e neutralizar os guardas rapidamente antes que tenham tempo de alertar quem se encontra lá dentro. Se arriscar-mos entrar a socapa podemos ter de lidar com seja o que for que está la dentro e com os dois guardas. Não convem sermos “flankeados”. Qual de voces se sente mais confortável corpo a corpo. - O chunnin de kiri virava apenas a cabeça ligeiramente, abstendo-se de resposta. Nidorai, por usa vez, encolhia os ombros enquanto esboçava um pequeno sorriso.
-Eu safo-me. Tens alguma ideia em concreto?
-Entras e afastas um dos guardas do seu colega. Confio que consigas tratar da situação. Eu o zef tentamos neutralizar o outro a distancia. - Itari olhava para zef, o mesmo que apenas acenava em concordancia. - Bem, vamos preparar-nos?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ichinose Zef

Outras Vilas
Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : Coimbra
Número de Mensagens : 416

Registo Ninja
Nome: Watanabe Shiro
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1000
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Páscoa 2016] Team "Fifty Shades of Crows"   Seg 11 Abr 2016 - 19:49

A chuva começara a cair de novo enquanto os três ninjas olhavam para o edifício que se lançava sobre o céu cinzento de amegakure contorcendo-se no ar com toda a sua arquitectura esquisita. O plano já estava delineado e pronto para ser posto em acção. Nidorai tinha a missão de afastar um dos guardas enquanto Itari e Zef iriam tratar do restante que ficaria a porta.

No meio do silêncio Zef apens se apressou a fazer uma serie de selos que fez cair sobre eles uma névoa branca.

-Precisamos de um elemento surpresa, esta capa vai dar-nos isso. –Falou friamente Zef enquanto olhou Nidorai que começara já a correr na direcção de um dos ninjas.

Itari e Ichinose ficaram no mesmo sítio enquanto ouviam ao longe o som abafado de socos e gritos, assim que os dois sentiram apenas a presença de um dos ninjas avançaram sobre o restante. Zef de katana na mão e Gasaka com uma kunai. Ambos sabiam que o ninja restante estaria já alertado para a presença dos ninjas visto que o seu companheiro já tinha sido atacado, no entanto, este não sabia de que lado os restantes atacariam e formando uma espécie de movimento em pinça os dois ninjas atacaram flanqueando o mesmo.

Zef começou por avançar primeiro lançando um golpe descendente sobre o adversário que foi prontamente parado por uma kunai enquanto os olhos de ambos se cruzaram na névoa, enquanto isso Itari avançou pelas costas pronto para realizar um corte horizontal sobre as costas do adversário.

Assim que o golpe conectou o corpo do ninja desfez-se em pleno ar.

-Kage bunshin! –Disse Itari surpreso.

-Hahahaha, achavam mesmo que eu ia cair numa armadilha tão básica como essa! –Vociferou uma voz acima dos dois ninjas.

O chunnin encontrava-se colado à parede de pedra negra do edifício de braços cruzados e com um sorriso rasgado na sua cara.

-Acham mesmo que o nosso mestre ia deixar a entrada do seu santuário desprotegida como ninjas tão fracos! Vocês vieram ao sítio errado! –Barafustou o ninja.

Os dois aliados olharam-se em silêncio enquanto trocavam acenos de cabeça entre si. Itari foi o primeiro a agir juntando as suas mãos e estendendo a sua sombra sobre a fachada do edifício em direcção ao ninja. Enquanto isso Zef deu um passo atrás mantendo os seus olhos no ninja preparando-se para qualquer eventualidade.

Assim que o adversário se apercebeu do que estava a acontecer saltou da parede desviando-se do kage mane, mas Zef já tinha algo preparado para ele, concentrando chakra e usando a chuva que caia Ichinose criou uma serie de projeteis com a ajuda do jutsu hitoame que acertaram o seu adversário, no entanto este desapareceu numa nuvem de fumo enquanto um tronco de árvore caía no chão com um som oco.

-Kawarimi! Cuidado Zef! –Exclamou Itari, mas tarde de mais um soco tinha já acertado no abdómen do ninja de Kiri.

A respiração de Zef evaporou-se no ar deixando-o ofegante. Zef esforçou-se por recuperar o seu fôlego inspirando uma enorme quantidade de ar recuperando o seu estado físico.

-Agora Itari! –Gritou Ichinose.

Ao som de “Kai” uma corda saiu do solo amarrando os pés do ninja adversário enquanto Zef prendia as mãos do mesmo com as suas.

-Deves pensar que és o único com alguns truques nas mangas. Acho que tiveste azar com a equipa de ninjas com quem calhas-te. Vou ter a certeza de desta não escapas. –Falou sombriamente Zef enquanto fazia o seu chakra fluir para as suas mãos colocando o seu adversário sobre o efeito do genjutsu Shikumi.

O corpo do ninja caiu que nem uma boneca no chão, os olhos estavam vazios e a sua boca aberta, soltando um pequeno fio de baba pelo canto. Na sua mente corriam inúmeras imagens em que ele próprio morria múltiplas e diversas vezes de formas diferentes.
-Este esta acabado. –Retorquiu Zef caminhando na direcção de Itari. –Foi uma boa ideia teres escondido a corda.

Itari esboçou um ligeiro sorriso no canto da sua boca enquanto absorvia o elogio de Ichinose.
-E….eu ainda não estou acabado!

Os olhares dos ninjas cruzaram o recinto para encontrar o seu adversário que se tentava por de pé enquanto todo o seu corpo termia. Suor escorria pela sua pele clara assim como o seu cabelo se colava à sua cara devido ao suor.

-V…vo…vocês acham mesmo que eu, um discípulo do grande Ele seria derrotado tão facilmente! A sua luz jorra por todos os nossos corações, ele é a nossa razão de viver, e vocês, os seus inimigos têm de ser eliminados!

Com isto o seu corpo desapareceu num segundo e apareceu no outro na frente de Zef acertando com um soco na cara do ninja atirando-o para longe, de seguida realizou uma serie de selos e atirou uma salva de projecteis de água contra Itari, que apanhado de surpresa não se conseguiu desviar. Com isto saltou para cima de Gasaka acertando com ambos os pés no abdómen deste e começando a desferir vários golpes na cara do ninja.

-Hahahahaha! Vocês morrem aqui, vocês e todos os que não acreditam! –Vociferou maniacamente o ninja.

Itari estava em apuros, apenas com o um braço para se proteger tinha de arranjar maneira de sair daquela posição. Por sua vez, Zef acabara de se recompor para ver o seu companheiro a ser brutalmente agredido.

“Achas que so tu é podes dar numa de maníaco, vamos ver então.”

Enquanto isso a situação de Itari mudou quando o ninja tirou uma kunai da sua bolsa ninja, entrando em pânico o ninja tentou arranjar forma de se defender ate que viu a corda que usara anteriormente no chão. Esticando o seu braço conseguiu alcançar a corda que puxou com toda a sua força, esta por sua vez voou no meio dos dois ninjas e no preciso momento que a kunai ia atingir Itari parou na corda que se tinha tornado dura como pedra.

Os olhos do ninja arregalaram-se, ate se fecharem quando um soco certou na sua cara lançando-o sobre o chão seguido de um pontapé fazendo-o rebolar pelo chão. Enquanto isso Zef ajudou Itari a pôr-se de pé. O adversário também já se encontrava de pé, mas foi rapidamente atingido por uma corda dura como pedra. E usando a sombra da corda Itari foi capaz de por o adversário sobre o efeito do kage mane.

-O que fizeste com o meu corpo! Demônio! Deixa-me em paz! –Gritou em desespero o ninja enquanto via Zef a aproximar-se dele.

-Vamos ver se desta vez te deixas ficar quietinho. –Disse friamente o ninja colocando ambas as mãos na cabeça do adversário.

Libertando uma quantidade maior de chakra, Ichinose voltou a induzir o ninja no Shikumi enquanto Itari usava a sua corda com consistência de pedra para amarrar o ninja.

Com isto os dois ninjas avançaram sobre a porta do edifício onde estava já Nidorai à espera.

-Foram lentos. –Disse em tom de gracejo.

-Então não percamos mais tempo. –Cuspiu Zef friamente enquanto empurrava a porta do edifício.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://gameofthronesrpg.forumportugues.com.pt/
InKatd

Moderador | Konoha
Moderador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 27
Número de Mensagens : 619

Registo Ninja
Nome: Itari Gasaka
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 5520
Total de Habilitações: 98,5

MensagemAssunto: Re: [Páscoa 2016] Team "Fifty Shades of Crows"   Sab 30 Abr 2016 - 21:26

O grupo encontrava-se à porta do armazem, pronto a entrar. Conseguia-se ouvir um barulho de cantos indistinguiveis vindos do interior. “Cambada de fánicos” pensava Kentai, que se encontrava em controlo do corpo. Infelizmente para Kentai, a ideia que ele tinha da missão que estava a executar iria mudar muito drasticamente numa questão de segundos.

Ao pôr a mão na maçaneta da porta, o som dos cantos parava e era substituido por silencio, seguido de um abalo enorme da terra que fazia com que kentai se tivesse de apoiar em Nidorai. Zef espetava a sua katana na terra, usando-a como apoio.

Após o abalo acabar, conseguia-se ouvir um conjunto de estrondos vindos de dentro do armazém. Ao olhar para baixo, Kentai conseguia observar um liquido espesso de cor vermelha a sair por debaixo da porta. Não demorou muito até o mesmo juntar um e um e entrar pelo armazem adentro, esperando já o pior.

O armazém por dentro era uma única sala, completamente liberta de qualquer tipo de mobília ou conteúdo. Um espaço vazio que culminava numas escadas em semi circulo. Começando a olhar para os seus proprios pés quase envolvidos num mar de sangue Kentai via centenas de corpos, todos vestidos com o mesmo tipo de robe, todos sem movimento, sem vida, que aumentavam em quantidade conforme a distância a que Kentai olhava.

Contudo, no meio deste massacre não era isso que roubava a atenção dos 3 chunnins. No fundo da sala encontrava-se algo que o grupo não conseguia sequer processar. Uma criatura que parecia directamente arrancada de um pesadelo, algo completamente diferente de tudo o que Kentai havia visto ou conhecia, encontrava-se lá. Tomando forma de meia esfera, parecia ser apenas parte de algo muito maior. Continha um número de orificios que , apesar de parecerem olhos, não eram nada mais que cavidades negras preenchidas por dentes pontiagudos. Tinha uma abertura maior, que se assimilhava a uma boca, cujo interior era tão vazio, tão escuro, que o grupo questionava-se se teria fim.

A criatura era ainda coberta por uma aura, quase como escudo azul claro, e no chao em volta da mesma encontrava-se um conjunto de runas a brilhar, todas elas ligadas por um cabo a um mini pilar, que continha uma esfera que brilhava.

Haviam passado cerca de 15 segundos e nenhum dos membros do grupo havia sequer conseguido mexer-se. O que se encontrava perante eles era surreal demais. Kentai estava convencido, especialmente pelo que os guardas de fora haviam dito, que ia encontrar um grupo de idiotas a seguirem um charlatão. Alguém que se dizia ser a nova melhor cena e que tudo se resolvia numa luta pequena contra um grupo de pessoas delusionais e pronto, arrumava-se tudo para ir para casa. Infelizmente para Kentai, esta era uma das poucas vezes em que ele estaria errado.  Itari, por sua parte, era incapaz de encontrar na sua memória algo que se parecesse com o que estava a ver e, pela primeira vez em muito tempo, conseguiu sentir pavor vindo da mente de Kentai. Um medo criado pela falta de capacidade de saber lidar com algo que não conhecia. Naquele momento, Itari e Kentai estavam em pé de igualdade.


A criatura em questão parecia não reagir directamente à presença do grupo. Se sequer tinha capacidade de ver o que se passava era desconhecido. Para todos os efeitos, o grupo nem podia assumir que o que viam a sua frente era vivo. Transcendia tudo o que havia sido definido pelo ser humano durante estes anos todos.

Mais uma vez, infelizmente para o grupo, o pior estava para vir. A aura em volta da criatura desaparecia, e pequenos raios de chakra atingiam um grupo de corpos. Os mesmo explodiam e toda a massa, toda a carne e sangue dos mesmo era juntada quase como se fosse plasticina, criando uma criatura quase sem forma, que se apoiava em algo que por alto se podia descrever como duas pernas. Toda a massa da mesma era mantida junta por chakra meio claro, como cola. Uma das criaturas criadas avançava sobre o grupo.

Usando as Tanebi Serika, Nidorai rapidamente reage ao avanço do adversário e acerta um murro no centro de balanço da mesma, levantando-a no ar. Zef, por instinto usa as ligaduras no seus braços e usa Kiriorosu Houta para cortar a criatura que se encontra no ar em varios bocados. Os mesmos caem no chao em frente do grupo, mas continuam ligados por aquele chakra azul claro,começando-se a juntar mais um vez.

-”Eu…” Dizia Kentai. Nidorai e Zef olhavam para quem eles pensavam ser Itari à espera de uma ordem, de um plano, de um pedido, de ALGO. -”Eu preciso de tempo.”

-”Tempo? No meio disto tudo ele precisa de tempo?”- Pensava Nidorai. Zef não reagia ao pedido do colega, focando a sua atenção na criatura fulcral do problema, Zef via mais uma vez aquela aura azul clara a formar-se a volta do mesmo.  Decide então correr em direcção ao mesmo, deixando para tras Nidorai e Itari, tal como as outras monstrosidades que se formavam aos poucos dos corpos dos cultistas.

-“Suiton: Takitsubo no Jutsu” Enchia o chao em volta dele de agua, empurrado a maioria dos corpos a sua volta para as extremidades do armazem. De seguida, concentrando-se,  e de olhos fechados começava a executar selos a uma velocidade elevada até que as palavras sairam da sua boca. - “  Suiton: Suiryūdan no Jutsu”. Um dragão de àgua enorme formava-se por cima de zef, e embatia directamente contra a aura que encobria a criatura misteriosa. Infelizmente para zef, a agua simplesmente desaparecia, causando impacto nulo na protecção da criatura. Zef, perplexo com o que tinha acontecido, recuava lentamente em direcção aos outros dois membros do grupo.

Mais focado e concentrado que anteriormente, Kentai executa “Rōpu no gurabu” para ter algo para o proteger em caso de uma das criaturas que se formava pela sala fora. “Nidorai, consegues me arranjar 5 minutos? Preciso de recolher informação. Tenho um plano.” Ouvir as palavras “Tenho um plano” aliviava um bocado Nidorai, que tentava chamar a atenção dos aglomerados de carne e chakra que se formavam. Zef, ao olha para tras percebia o que Nidorai estava a fazer e deslocava-se em direcção ao mesmo para o ajudar.

Kentai afasta-se dos dois colegas para tentar perceber exactamente o que se passava. Apesar de não saber exactamente o que aquela criatura era, pelas runas a volta da mesma conseguia deduzir que isto era algum tipo de ritual de invocação, e que *aquilo* era o objectivo. Mas como? E porquê? Uma invocação requer sangue, mas esse costuma ser de um único utilizador, e nunca nestas quantidades… “Isto não pode ser uma invocação normal. Isto é algo diferente.”
Observava atentamente um dos corpos dos cultista à procura de como é que todos morreram ao mesmo tempo. Não demorou muito até encontrar a causa. O corpo em questão tinha uma faca espada no coração, que continha um conjunto de runas no punhal da mesma, a brilhar. Ao arranca-la, as runas deixavam de brilhar e conseguia observar a esfera em cima do pilar do outro lado do armazem a mudar de cor ligeiramente.

-”Isto não é uma invocação.. Isto é um portal.” concluia Kentai. O chakra dos cultistas havia sido arrancado com aquele mecanismo de runas nas facas, e estava a ser transferido para a esfera que por sua parte mantinha o portal aberto. Isso explicava o quão diferente aquela criatura era. Se um portal pode ser aberto com chakra desta maneira, é impossivel tentar deduzir de onde é que aquela criatura vinha. “Se em teoria, der para manter um portal aberto entre dois planetas diferentes, quem sabe se não dá para manter um portal aberto entre timelines. Entre realidades paralelas. Entre *dimensões*.”

Kentai rapidamente abanava a cabeça “Agora não.. Foca-te no que é importante.. Não penses em largura, pensa em profundidade.” Kentai referia-se ao facto que na mente dele a informação era guardava geralemente em sistema de árvores, e que se devia focar apenas filho a filho, procurando a melhor informaçao relevante de cada filho para tentar chegar a uma solução. Se tivesse tempo, considerava todas as hipoteses e procurria em largura, vendo todos os casos de um nivel e apenas depois chegando ao melhor. Neste caso, ele queria uma solução, o mais rapido possivel, e não propriamente a melhor.


Um grupo de monstrosidades formava-se à volta da esfera. Esse simples acto que seja o que for com que o grupo estava a lidar, era consciente, e conseguia pensar. “Isto muda tudo”. -pensava Kentai, esboçando um sorriso. “*Aquilo* apercebeu-se que nós sabemos o que fazer.”- o plano passava a ser simples. Tirava-se a esfera do pilar, o pilar deixava de alimentar o portal e pronto, problema resolvido. Simples. Simples *demais*.

Olhando para trás observava Nidorai e Zef cada vez mais ocupados com as monstrosidades de carne que se formavam. Os dois naquele pouco espaço de tempo se tinham habituado ao estilo de combate um do outro. Nidorai tratava do primeiro embate, focando-se em saber com o que sabia lidar, afastava um, às vezes dois do grupo e através da força bruta do seu estilo de combate baseado nas suas luvas, conseguia penetrar as defesas do adversário. Zef, aproveitando isso conseguia desfazer os monstros com as suas ligaduras e katana. O problema é que não havia solução final. Cada monstro que caia levantava-se momentos depois. Juntando-se isso ao facto que se formam mais monstros a cada minuto, e que as reservas de chakra dos dois eram limitadas, era preciso uma solução. Kentai tinha de agir ràpido.

-”Nem preciso de me aproximar.”- pensava kentai. Mandava uma kunai com uma tag personalizada em direcção à esfera. Usava Rōpurinku para criar uma corda entre a kunai que lançou e a tag que tinha na mão, e puxando ligeiramente dava um efeito a kunai fazendo a mesma envolver-se a volta da esfera. De seguida, muito rapidamente usava Rōpu no saihen para encurtar a corda de maneira que a esfera viesse com a mesma, tirando-a assim do pilar, e conseguido-a segurar.

O momento de felicidade de Kentai rapidamente era apagado ao observar que a criatura continuava no sitio, apesar de os cabos que se ligavam ás runas terem perdido o brilho. “Mas.. isto devia desligar o portal.. Isto não faz sentido.” - Kentai nao percebia o que tinha acontecido .”Isto DEVIA funcionar..”. Meio chocado com o desenvolvimento da situação olhava melhor para a criatura e observava que agora o chão entre as runas e à volta das mesma, estava coberto do mesmo chakra azul claro. “Aquilo… está a alimentar o próprio portal? Isso é sequer possivel?”

Kentai recuava lentamente , tropeçando num dos varios corpos que continuavam espalhados pela sala. “O que é esta criatura exactamente?”

Sem tempo para sequer ponderar o quanto é que a situação havia mudado, a criatura deixava cair pela segunda vez a sua aura. Anteriormente havia sido para começar a criar monstros dos corpos dos cultistas, mas desta vez a “boca” da mesma abria-se, largando um som insuportável. Um bola de chakra formava-se em fronte da mesma, equanto Kentai observava sem se conseguir mexer. Não conseguia pensar sequer, devido ao ruído de fundo que era a mente de itari.

Passado pouco tempo, a bola de chakra começava a tomar um formato mais oval e, ao ver o seu colega ali parado sem se conseguir mexer à frente da criatura, Nidorai usava uma das suas últimas tiras explosivas dentro das suas luvas para a zona ao pé de Kentai.

Finalmente, a bola de chakra agora oval era expelida em forma cilindrica, quase como um laser, mas a explosão da tira explosiva empurava Kentai para fora de perigo mesmo a tempo.

O mesmo, que se encontrava em direcção a parede sentia-se a sair fora do corpo enquanto Itari tomava controlo. Apos o embate, Itari perdia consciencia e Kentai voltava a entrar no corpo.

“Saigo no teikō no Jutsu…”- Dizia kentai, agora encostado a parede com possivelmente um par de costelas partidas. Era um jutsu que ambos tinham desenvolvido para emergências, que permita Kentai controlar o corpo inconsciente de Itari durante 3 minutos, mas sentido as repurcussões do mesmo.

Observava o dano causado pelo ataque da criatura. Estava à espera de ver uma cratera cilindrica, destruição por todo o lado e muito possivelmente sinais de uma explosão enorme. Contudo, não foi isso que observou.


O raio havia criado um vazio em tudo o que passava. Parte do chão por onde passara havia simplesmente desaparecido. Muitos dos corpos atingidos estavam cortados com o mesmo formato cilindrico. Olhando mais para o fundo, via a parede do armazem com um buraco cilindrico enorme e, mais importante, as extremidades do buraco não continham qualquer marca de queimadura, ou quebra forçada. Era quase como se fosse um corte cirurgico.

“Isso é o mesmo efeito que a aura dele teve no jutsu do zef…” - pensava kentai. Não sabia se era finalmente ter toda a informação que precisava, ou a pressão do tempo limite ou a gravidade da situação ou até mesmo o facto que sem o barulho de fundo da mente de Itari, que conseguia pensar melhor, mas Kentai pensava ter achado a solução.

O efeito da aura da criatura e o raio da mesma faziam-lhe relembrar um buraco negro. Tudo é consumido, sem excepções, sem efeito. Se um buraco negro pode ser causado pelo colapso gravitacional de algo de massa super elevada, e o chakra é a combinação da energia espiritual com a energia fisica de um utilizador, então e se tudo o que havia presenciado até agora era apenas parte de chakra. Então e se aquela criatura não contesse nenhum tipo de energia espiritual, e fosse pura e simplesmente enegia fisica, ao ponto de conseguir produzir “chakra” tão condensado e massivo que tinha o mesmo efeito que um buraco negro controlado? Isso explicaria o aspecto do chakra ser mais claro que o normal.

Kentai olhava para a faca e a esfera que tinha na mão. Se a criatura é praticamente feita de energia fisica, seria possivel tirar partido da mesma com aquela faca?.

Levanta-se rapidamente agarrando-se a uma das costelas partidas.

“NIDORAI!”- Gritava atirando a faca em direcção ao mesmo. Ao ver o colega agarrar nela, fazia sinal com a cabeça em  direcção a criatura. Zef e nidorai percebiam o que Kentai estava a pedir deles, e não questionaram o porquê. Após terem visto o que podia acontecer se a missão falhasse, não havia tempo para questionar aliados.

Ainda com a aura em baixo, a criatura preparava-se outra bola de energia em frente a sua “boca”. Zef distraia a maioria das monstrosidades que ocupavam agora a sala enquanto Nidorai corria em direcção ao lado esquerdo dela. Pegava na faca e tentava furar a carapaça da criatura, mas esta era extremamente densa. “Só.. mais um bocado.. De força..”- Agarrando na base do punhal da faca, Nidorai fazia explodir as ultimas duas tiras nas suas luvas, usando o impeto da explosão para conseguir finalmente penetrar a carapaça. Mas ficando com ambas as mãos severamente queimadas no processo.

Entretanto, Kentai atirava 4 kunais com tags para o tecto acima da criatura, e outras 4 para as paredes à sua volta. Duas na base, e duas no tecto. Contava o tempo que faltava, não devia ter mais que 2 minutos de consciência a esta altura. No momento em que a faca entrava na carapaça da criatura, a esfera começava a brilhar novamente. A energia da mesma estava agora a ser transferida para a esfera.

Era nesta parte do plano que Kentai se sentia menos confiante. Em teoria, para que aquele raio de energia pudesse ter aquele comportamente, teria de estar  a ser contido por algo. Se não tivesse algo a empurra-la para dentro, aquela quantidade exuberante de energia fisica simplesmente espalhava-se para fora devido a quantidade da mesma. Ou seja, havia algo a mante-la junta, a obriga-la a ser tão densa que se colapsava sobre ela própria. Uma outra camada de energia, que servia quase com uma capsula.
E era exactamente isto que Kentia queria aproveitar.

Se uma bolsa de lápis contem 4 lapis, mas está fechada, então continua a ser exactamente isso. Uma bolsa de lápis. Um objecto.

Pouco menos de um minuto faltava até Kentai perder consciência, mas não iria precisar de tanto. A criatura começava a moldar a bola de energia em formato oval e Kentai, segurando bem na esfera, deixava sair as palavras.

“Rōpurinku “, “Rōpupōtaru.”- A esfera brilhava agora claramente mostrando que o chakra roubado da criatura estava agora a ser usado para alimentar os jutsus que Kentai usou. Um grupo de cordas ligava-se entre as 4 kunais em cima da criatura, formando um rectangulo, e , igualemente em frente de kentai. Os mesmos dois rectangulos eram agora preenchidos com chakra. Em condições normais não seria possivel Kentai criar portais com aquele tamanho, com o intuito de conseguir transportar o laser de energia. Mas como a energia a ser usada vinha directamente da criatura, Kentai acreditava que isto podia funcionar.

Sem mais demoras, a criatura largava o laser de energia, que era transportado através do portal que Kentai criou, acertando na mesma e fazendo com que parte dela desaparecesse. Kentai não conseguiu perceber ao certo se o lazer a fez desaparecer, ou se foi a combinação de uso de chakra com o roubo do mesmo que fez com que ela deixasse de conseguir alimentar o portal, fazendo-a desaparecer daquela realidade.

Tendo passado 3 minutos, Kentai colapsou devido ao jutsu anterior perder efeito. Abriu os olhos poucas horas depois, apercebendo-se que se encontrava agora fora do armazem. Era a zona em volta do armazem, agora coberta por uma tenda preta que dizia “PESSOAL AUTORIZADO APENAS”. Nidorai e Zef encontravam-se perto a falar com dois oficiais de amegakure.

-”Desculpe senhor, já está consciente?- perguntava um oficial de amegakure a Kentai. O mesmo explicava-lhe que devido á clausula que estava no contrato que assinaram ao aceitar a missão, que estavam proibidos de partilhar qualquer tipo de informação do que se tinha passado naquele dia para além do que se encontrasse no relatório final.
Ao ler o relatório final, Kentai conseguia observar que nada do que tinha acontecido com os 3 chunins se encontrava lá registado. Apenas descrevia a chegada a um local onde um grupo de fanáticos haviam cometido suicidio em grupo. Não era de estranhar que amegakure quisesse esconder uma tragédia destas, especialmente algo que involvesse tecnologia nunca antes vista.

Sem nada a apontar, Kentai assinava os papeis e despedia-se de zef. Ia direcção a Konoha juntamente com Nidorai. Este último, dado o estado do corpo de Itari, levava-o às cavalitas.
-“Temos muito que falar ainda.”-dizia Kentai.
-”Eu sei. Noutra altura.”-Concluia Nidorai.


FIM
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kylo Soldier

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 97
Localização : Algum lugar do mundo.
Número de Mensagens : 874

Registo Ninja
Nome: Uchiha Sekai
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Páscoa 2016] Team "Fifty Shades of Crows"   Seg 2 Maio 2016 - 17:03

Reservo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kylo Soldier

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 97
Localização : Algum lugar do mundo.
Número de Mensagens : 874

Registo Ninja
Nome: Uchiha Sekai
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: [Páscoa 2016] Team "Fifty Shades of Crows"   Seg 9 Maio 2016 - 17:38

Avaliação de Ichinose Zef

Ninjutsu: 19,25 + 1,25 = 20,5
Taijutsu: 6,75
Kenjutsu: 17,5 + 0,25 = 17,25
Genjutsu: 10,75 + 0,5 = 11,25
Selos: 14 + 0,75 = 14,75
Trabalho de Equipa: 5,5 + 0,75 = 6,25

Força: 7
Agilidade: 16 + 0,5 = 16,5
Controlo de Chakra: 23 + 1 = 24
Raciocínio: 9,75 + 0,5 = 10,25
Constituição: 15,75 + 0,5 = 16,25

Total da Missão: 5,25 + 0,75 T.E/7

Total de Habilitações: 145,25 + 6= 151,25



Avaliação de Itari Gasaka

Ninjutsu: 14,25 + 1,25 = 15,5
Taijutsu: 2,25 + 0,25 = 2,5
Kenjutsu: 13,5 + 1 = 14,5
Genjutsu: 1,5
Selos: 6,25
Trabalho de Equipe: 7,75 + 0,75 = 8,5

Força: 0,5
Agilidade: 9,25 + 0,25 = 9,25
Controle de Chakra: 10 + 0,75 = 10,75
Raciocinio: 20,5 + 1,5 = 22
Constituição: 6,5 + 0,5 = 7

Total da Missão: 5,5 + 0,75 T.E/7

Total de Habilitações: 93,25 + 6,25= 99,5

Comentários: Certo, primeiro peço desculpas pela demora em postar! A missão foi rápida e acho que poderia ter aproveitado melhor os vossos personagens, foi realmente bem corrida, foi um pouco estranho de tão depressa e tive que revisar algumas partes para ver se eu conseguia entender tudo certo e se nada me escapava!

A ideia do ultimo post foi bem original e interessante! Realmente fugindo de tudo pensado, e ainda bem que conseguiram nos salvar do vosso senho Cuthulu, se não problemas muito grandes iriam ocorrer xd Mas creio que o objetivo do evento fora apresentado de outra forma! Era para verificar o Eremita e não a seita maluca em si! Não vi muitas explicações e investigações sobre o homem e mal foi citado o mesmo, ao menos dizer que ele era o sacrifício maior aquilo que segurava a bola de carne ou algo do tipo, entendo a originalidade e APLAUDO de pé por terem o feito. Com certeza se não fosse um evento onde as possibilidades foram abertas a todos de forma a extrair o criativo eu diria que a missão não fora completamente sucedida, mas como a intenção fora justamente trazer coisas mais abrangentes e novas, libertar suas imaginações para mim está tudo certo, afinal resolveram o problema dos seguidores do maluco!

Em questão de Habs não foram muitas, mas creio que esse não era o principal objetivo de vocês. Meus Parabéns e boa sorte.

Recompensa completa. Não posso editar a ficha neste momento, mas se algum ADM o quiser fazer tudo bem, caso não façam até eu chegar em casa eu mesmo atualizarei!

EDIT: Atualizado!


Última edição por Kylo Soldier em Ter 10 Maio 2016 - 4:44, editado 1 vez(es) (Razão : Sem razão especificada)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ozzymandias

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 61
Localização : Unknown
Número de Mensagens : 4011

Registo Ninja
Nome: Hiroshi Daisuke
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 15190
Total de Habilitações: 1029

MensagemAssunto: Re: [Páscoa 2016] Team "Fifty Shades of Crows"   Qua 13 Jul 2016 - 22:51

Citação :

Avaliação de Itari Gasaka

Ninjutsu: 14,25 + 1,25 = 15,5
Taijutsu: 2,25 + 0,25 = 2,5
Kenjutsu: 13,5 + 1 = 14,5
Genjutsu: 1,5
Selos: 6,25
Trabalho de Equipe: 7,75 + 0,75 = 8,5

Força: 0,5
Agilidade: 9,25 + 0,25 = 9,25
Controle de Chakra: 10 + 0,75 = 10,75
Raciocinio: 20,5 + 1,5 = 22
Constituição: 6,5 + 0,5 = 7

Total da Missão: 5,5 + 0,75 T.E/7

Total de Habilitações: 93,25 + 6,25= 99,5

Houve um erro na soma da agilidade e diferença na contagem das habilitações totais.

Atualizado. Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: [Páscoa 2016] Team "Fifty Shades of Crows"   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Páscoa 2016] Team "Fifty Shades of Crows"
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Mundo Ninja :: Eventos Especiais :: Eventos Terminados-
'); }