Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Primeiro Ato; Adeus "Papai" Pt.3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Kira Lux

Membro | Konoha
Membro | Konoha


Sexo : Masculino
Idade : 14
Localização : Minha casa
Número de Mensagens : 23

Registo Ninja
Nome: Yuuhi Mitsuki
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 000
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Primeiro Ato; Adeus "Papai" Pt.3   Dom 25 Set 2016 - 18:19

Esta é a terceira e última parte do Filler: Primeiro Ato; Adeus "Papai".

Capítulo 3
Eu fiz, para me proteger

Era um dia comum de segunda-feira se não fosse pela minha formatura na Academia Ninja, pois é, finalmente chegou o dia de eu me formar, entrei na Academia bem nova com meus 5 anos e agora, com 11 anos, estou a me formar, o dia foi bastante corrido eu não sabia o que vestir, tinha que arrumar meus cabelos, estar limpa, enfim, eu tinha que estar impecável para aquele dia! Parecia até um casamento ou coisa do tipo, mas eu ainda tenho vaidade, não é maior que a minha fome, mas eu tenho sim, okay? Acordei junto de minha mãe e fui correndo pro banheiro fazer minha típica higiene matinal, em seguida desci as escadas partindo em direção da cozinha onde dei um beijo em minha mãe — Bom dia, Kaa-san! — disse encostando meus lábios na bochecha da bela mulher que sempre esteve ao meu lado, após me sentar na mesa fiquei estática, veio em minha memória a cena de 6 anos atrás, quando meu pai foi embora, cerrei meus punhos mas logo voltei ao mundo real, onde eu estava feliz após 6 anos de tristeza, devorei de tudo que tinha na mesa e logo já fui me encontrar com alguns amigos da Academia para falarmos como íamos vestidos, como estava a ansiedade e o que seria dali pra frente na nossa amizade.

Durante todo esse tempo só tive grande intimidade com uma única pessoa na Academia, um menino chamado Nara Adagio, ele era um grande usuário de Kenjutsu e Ninjutsu e não era tão estrategista como os outros Naras, pois é, eu também fico surpresa até os dias de hoje. Depois desse encontro de amigos eu ele fomos aos Campos de Konoha onde colhemos algumas flores para levar para minha casa, fazia isso todos os meses, adorava as flores que tinham naqueles campos elas tinham um aroma doce e confortável, parecia me dar paz quando eu precisava e por isso sempre levava algumas para por no jardim de minha mãe. Cheguei em casa na melhor hora do dia, a hora do almoço! Já fui me sentando a mesa deixando a cestas com as flores encostada na parede enquanto aguardava as panelas postas a mesa para eu poder me servir, assim que todas chegaram a mesa eu fechei meus olhos e inalei aquele delicioso aroma de comida quente e fresca, me servi rapidamente e já fui devorando tudo, minha mãe olhava para mim dando leves risadas — Já fez bastante tempo que não a vejo se alimentando tanto assim, principalmente com um sorriso no rosto. disse minha mãe enquanto me olhava comer como um animal selvagem que a tempos não comia; após a nossa refeição, eu lavei e sequei todas as louças sozinha enquanto deixei minha mãe ter seu merecido descanso, fui ao jardim colocar aquelas flores e voltei para dentro de casa onde fiquei andando de um lado pro outro tentando decidir o que vestir.

— Manhê, me ajuda a decidir minha roupa, to indecisa. — disse em um tom manhoso enquanto perturbava minha mãe.

— Minha filha, vista-se como sempre, você sempre se vestiu tão bem sem qualquer ajuda minha. — disse ela deitada em sua cama ainda com os olhos fechados.

Bufei indignada com a fala da minha mãe, sai de seu quarto e fui ao meu onde fiquei encarando meu guarda-roupas aberto tentando pensar em uma boa combinação para aquele dia, eu não sabia o que escolher, nunca estive tão indecisa em toda minha vida, deitei em minha cama de qualquer jeito, meus cabelos ficaram espalhados por todo colchão enquanto eu olhava fixamente o teto sem saber o que vestir na minha formatura, passou alguns minutos e minhas pálpebras começariam a ficar pesadas e minha vista se embaçaria, eu acabaria por adormecer deitada de qualquer jeito em minha cama. Horas se passaram até que senti uma mãe delicada tocando em meu ombro enquanto uma voz doce e angelical chamava meu nome.

— Mitsuke... Mitsuke, acorde. — dizia aquela voz serena, até que por fim eu acordei e percebi que era minha mãe — Daqui uma hora é sua formatura, vai assim mesmo? — perguntava ele com um sorriso leve no canto da boca.

— OI!? Daqui uma hora!? Mas eu ainda nem decidi minha roupa! — disse em um rápido solavanco saltando da minha cama enquanto fiquei a revirar todo o meu guarda-roupas em busca de algo para vestir na minha formatura, após uns dez minutos revirando ele por completo pensei em algo que me deixaria bem bela e recatada do lar para minha formatura, deixei preparado em minha cama enquanto parti para um banho morno para poder acordar de fato e espantar a preguiça, o que era bem difícil, eu era a preguiça em pessoa. Terminei meu banho e fui correndo ao meu quarto onde me arrumei, estava vestindo a minha camiseta de redinha que realçava meus seios que eram bastante volumosos apesar  da idade, vesti meu sobre-tudo que ia até o joelho, um tom vermelho escuro que realmente fazia a minha cara, o deixei aberto expondo a camiseta, coloquei um short preto e uma botinha também preta, penteei meu cabelo que havia pintado recentemente — fiz umas mechas em púrpura escuro — o deixando na altura da bunda, coloquei minha Hip-Pouch por debaixo do sobre-tudo e passei meu perfume, sai de casa e me despedi da minha mãe, fui caminhando até a Academia com ambas as mãos dentro dos bolsos do meu sobre-tudo.

Era pouco mais de seis horas da noite e eu havia chegado no salão da formatura, este ano nos resolvemos dar uma festa ao invés da típica cerimônia, ideia minha e dos meus amigos, todos aceitaram a ideia com serena tranquilidade até mesmo os superiores que prezavam o tradicionalismo. Eu cheguei e já tinha algumas pessoas, fiquei na porta esperando alguém em especial, ele mesmo, Nara Adagio, nós desenvolvemos um vínculo imenso ao longo do tempo, não demorou muito e ele chegou, não estava muito bem produzido como eu esperava, uma camiseta preta que cobria seu pescoço, uma calça num azul marinho bem escuro e sua Hip-Pouch, seu tradicional cabelo branco e só isso mesmo, e o típico sapato dele, quando ele havia percebido que era eu que estava na frente dele ficou estático como se algo tivesse acontecido, como se nunca tivesse me visto daquele jeito, e de fato nunca tinha me visto vestindo algo tão extravagante.

— Não precisa ficar ai se afogando em meu corpo, por favor. — disse cruzando os braços os deixando debaixo dos seios o que os realçavam mais ainda, Adagio ficaria boquiaberto, me aproximei dele e levantei minha mão rumando a um tapa até que hesitei quando percebi que ele já havia parado de ficar me admirando.

— Convenhamos, nunca tinha se vestido assim, está muito bela a propósito. — disse ele dando um sorriso leve enquanto me convidava pra entrar pra festa, entrei e lá estavam os meus amigos, os "figurantes" e as pessoas com quem eu não me dava bem, é, todos estavam lá bem vestidos, horas se passaram até que chegou a hora da cerimônia privada para os alunos, palmas se ouviam frequentemente parabenizando os formandos e formandas daquele ano.

Era por volta de dez horas da noite, muitos já estavam indo embora para suas casas, outros ainda estavam lá, alguns ficaram do lado de fora conversando sobre o futuro, fui para o lado de fora onde me sentei e fiquei a pensar na vida, não demorou muito e Adagio veio logo atrás se sentando ao meu lado.

— E então... — deu uma pausa enquanto se sentava — ...o que será daqui pra frente? O que você vai se tornar, nossa amizade. — perguntou ele parecendo estar preocupado com tudo isso.

— Ah Adagio, eu me tornarei uma grande Kunoichi usuária de Genjutsu, e ainda quero aprender Iryo-Nin. E sobre a nossa amizade... continuará como sempre, talvez não nos veremos todos os dias caso a gente não caía na mesma Equipe, mas será a de sempre. — respondi a ele ainda fixada em meus pensamentos.

— Então de fato nunca poderei batalhar contra ti, sabe que meu fraco são Genjutsus. — disse ele dando uma leve risada, eu também daria confirmando o fato dele ser horrível contra Genjutsu, eu vencia ele diversas vezes nos treinos que fazíamos.

Ficamos em silêncio durante alguns minutos, cansado disso, Adagio logo o quebrou — Mitsuke, ér... eu tenho um presente pra você. — disse ele olhando para meu rosto, parecia estar com algo preso em sua garganta.

— O que? — perguntei virando meu rosto ao dele, estávamos bastante próximo. Ele tocou sua mão direita em meu queixo e se aproximou do meu rosto tocando seus lábios aos meus enquanto sua língua quente e úmida explorava minha boca, pensei em hesitar mas algo em mim não deixava, era estranho porém bom, ao terminar o beijo ambos estávamos corados e ficamos em silêncio, sai de lá e me despedi, ele me seguiu, a sua casa era perto da minha, mas não tanto, chegando em um certo local ele faria uma curva enquanto eu continuava seguindo reto.

Me aproximando de uma casa, eu ouvi a voz de um homem bem mais velho que eu, me fiquei parada e com medo, virei-me de costas e vi de longe quem era o infeliz, o homem que um dia foi meu pai, ele estava com um olhar malicioso e se aproximava cada vez mais de mim, eu daria passos para trás até que comecei a correr, era de noite, não tinha ninguém nas ruas para me ajudar, eu corria mas não adiantava, aquela coisa ainda estava atrás de mim, fiquei exausta, nunca fui de correr muito e estava encurralada, ele se aproximava cada vez mais e aquele rosto malicioso parecia crescer, eu me afastava o máximo possível, quando vi, estava presa em um beco sem saída.

— Mitsuke, você está muito gostosa, muito mais que sua mãe, aquela mulher seca e sem graça. Esses seus seios volumosos, deixa eu pegar neles! — disse ele se aproximando cada vez mais de mim.

Abaixei minha cabeça enquanto ouvia seus passos, senti um líquido quente escorrer minhas bochechas, eram minhas lágrimas, fiquei a pensar no que aconteceria comigo ali, estava com muito medo, passei minhas mãos trêmulas em minha Hip-Pouch onde peguei minhas Senbons e as coloquei entre os dedos, aquele homem nojento se surpreenderia com minha reação e logo pegava sua Kunai.

— Não seja tola, sou vezes melhor que você, sua criancinha inútil, só serve para Genjutsu igual a Chiba, e como eu já sei disso, estou praticamente imunizado dos seus Genjutsus básicos. — disse ele com sua Kunai em mãos, cerrava seu punho.

O que aconteceu logo em seguida eu não me lembro, só sei que foi rápido e quando me dei conta o corpo daquele homem estava no chão, caído, com várias Senbons cravadas em todo seu corpo, minhas mãos estavam sujas de sangue, eu fiquei estática e boquiaberta, uma pessoa chegaria correndo, era Adagio, ele vinha até mim e me tiraria daquele lugar, eu mal conseguia andar, estava abraçada com o Nara até que cheguei em casa, entrei e me sentei a mesa onde fiquei trêmula.

— Mitsuke! O que houve!? Por que suas mãos estão sujas de sangue!? — perguntava minha mãe apavorada enquanto me via estática sentada a mesa, com as pernas bambas e sem saber o que falar.

Durante todo esse tempo, cenas do acontecimento vinham a minha cabeça e eu me dava conta de que tinha assassinado aquele homem infeliz, tomei coragem e contei tudo que vi a minha mãe — M... Mãe... Eu matei... aquele homem nojento. — disse enquanto pegava uma única Senbon restante em minha Hip-Pouch, a mostrei a minha mãe e logo contei mais sobre o ocorrido, era por volta de onze horas da noite e Adagio ainda estava lá em casa, minha mãe decidiu que era melhor ele dormir por lá, não estava apto para ele sair a essa hora devido o ocorrido, tomei um banho demorado para me lavar de tudo que havia acontecido, ainda não tinha caído a ficha de que eu havia assassinado o homem que me fez infeliz durante um bom tempo, de certa forma, eu gostava de saber que enfim ele havia morrido e não haveria chances dele voltar para me atormentar, mas havia sido eu que matei, digo, como Kunoichi eu sabia que esse dia chegaria, mas não nessa idade.

Minha cama era grande então Adagio dormiu junto comigo, permanecemos ali abraçados enquanto eu tentava colocar tudo em seus eixos, de tudo que eu havia feito. No dia seguinte foi a típica rotina, tomamos café da manhã, saímos para encontramos-nos com os amigos e contar sobre a festa, mas aconteceu algo de diferente, a Polícia de Konoha me chamou em particular e perguntou sobre o ocorrido, contei tudo que aconteceu, o adultério a minha mãe e a tentativa de abusar de mim, ambos os crimes eram muito maiores que o assassinato, então eu e minha mãe saímos ilesa da situação, fora isso, nada aconteceu de mais no dia seguinte, ainda bem.
Fim!

Espero que tenham gostado desses três Fillers que se interligam, foi uma história que adorei escrever, principalmente esse último, que eu realmente pude escrever o que gosto, a cena do beijo bem detalhada e o caso do pai da minha personagem. Enfim, deixem aqui embaixo o que acharam desse Filler e de toda a História.
Link dos outros Fillers:
Capítulo 1, Adeus "Papai"
Capítulo 2, A verdade seja dita


Última edição por Kira Lux em Dom 25 Set 2016 - 18:20, editado 1 vez(es) (Razão : Sem razão especificada)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Eve

Administrador | Konoha
Administrador | Konoha


Sexo : Feminino
Idade : 24
Localização : Hellcife
Número de Mensagens : 3002

Registo Ninja
Nome: Nara Tora
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 6885
Total de Habilitações: 267,75

MensagemAssunto: Re: Primeiro Ato; Adeus "Papai" Pt.3   Ter 27 Set 2016 - 16:38

Uou. Esse último filler foi bastante intenso. Como disse no anterior, tenho raiva (e depois do que li, nojo extremo) desse tipo de "homem". Pessoalmente não sou muito a favor de vinganças, mas não condeno a Mitsuki. Não sei o que faria no lugar dela...
Quero logo mais fillers! Adorei a fofura entre ela e o Adagio. Depois, quem sabe, podemos até escrever alguns fillers juntos, afinal sou do clã dele, posso dar uns cascudos se ele fizer algo a ela
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kira Lux

Membro | Konoha
Membro | Konoha


Sexo : Masculino
Idade : 14
Localização : Minha casa
Número de Mensagens : 23

Registo Ninja
Nome: Yuuhi Mitsuki
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 000
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: Primeiro Ato; Adeus "Papai" Pt.3   Ter 27 Set 2016 - 17:58

Obrigado pela avaliação, acho que fiquei quase duas horas escrevendo-o diretamente aqui no Fórum, sem quaisquer pausa para formatar o texto ou coisa do tipo, tentei realmente trazer algo bem impactante para a última parte desse Filler.

Com relação ao pai da personagem, também não gosto desse tipo de pessoa, mas foi algo que eu quis trazer para dar sentido a história da minha personagem, sem contar que há casos na vida real em que isso realmente acontece e é bastante triste. Eu não considero o assassinato do pai dela como uma vingança só por que traiu a mãe dela, acho que sim uma forma de defesa visto que ela seria abusada, mas de fato, a vingança também ajudou a despertar a assassina dentro de Mitsuke. = 3

Bom, sobre o Adagio, ainda vai se tornar um Personagem Secundário, só estou tentando reservar um pouco de tempo para poder produzi-lo, de fato eles terão uma relação muito fofa, até além disso (aquela carinha), vou adorar ter sua participação nos Fillers. Ainda estou pensando no tema do próximo Filler, acho que não tenho muito o que contar mais sobre a história da personagem, só durante o tempo que ela esteve fora do caminho de Kunoichi e Fillers contando sua vida mais detalhada na Academia, pensarei melhor ainda...


Última edição por Kira Lux em Ter 27 Set 2016 - 17:59, editado 1 vez(es) (Razão : Sem razão especificada)
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Primeiro Ato; Adeus "Papai" Pt.3
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Fillers-
'); }