Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Portões Galore

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
GhosTTerroR

Administrador | Outras Vilas
Administrador | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 5963

Registo Ninja
Nome: Nara Artemiza
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 100
Total de Habilitações: 40,75

MensagemAssunto: Portões Galore   Sab 22 Jul 2017 - 11:36

Rank da missão: D
Titulo da missão: Portões Galore
Descrição: Um dos novos estudantes da academia parece ter desenvolvido uma obsessão por grafitar portões, e já profanou a maior parte das casas da vila. Devem encontrá-lo, impedi-lo de continuar as suas travessuras, e escoltá-lo enquanto ele limpa toda a sujidade que causou. Usem os meios necessários.
Recompensa: 300 ryos + 1 scroll de novo jutsu + 1 ponto de cumprimento
Número de Ninjas: 2 a 4 ninjas
Pessoas Inscritas:
Omare-Uchiha

Vamos aguardar o fim de semana a ver se alguém mais se inscreve. ..
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
Hanato


avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Número de Mensagens : 46

Registo Ninja
Nome: Hanato Zen
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 350
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Ter 25 Jul 2017 - 23:01

Devo me inscrever por aqui mesmo?

Hanato se inscreve.
Voltar ao Topo Ir em baixo
GhosTTerroR

Administrador | Outras Vilas
Administrador | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 5963

Registo Ninja
Nome: Nara Artemiza
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 100
Total de Habilitações: 40,75

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Qui 27 Jul 2017 - 15:22

Antes de mais peço perdão pela demora, mas desta forma parece que temos 2 participantes.

Podem começar!
1º Omare
2º Hanato

(se pretenderem e combinarem poderão trocar)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
Osmar_Uchiha

Membro | Konoha
Membro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Compton
Número de Mensagens : 363

Registo Ninja
Nome: Osmar Uchiha
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1675
Total de Habilitações: 196,75

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Sab 29 Jul 2017 - 3:03

Introdução

Os feixes de luz do raiar do sol lentamente adentravam o ambiente anteriormente sem nenhuma iluminação, era um quarto simples com vários pergaminhos espalhados pelo assoalho de madeira ainda nova, mas um pouco desgastada em determinadas áreas, os pergaminhos embaralhavam-se em diversas roupas que estavam jogadas e que deveriam estar ao menos amontoadas num canto se o seu inquilino estivesse preocupado com a aparência e apresentação do quarto.


- Osmar, levanta agora! Uma voz feminina era ouvida vinda do andar inferior da casa e em um tom extremamente irritado. – Este garoto só pensa em dormir, deveria estar me ajudando em algo, mas não esta lá esparramado no colchão, se eu subir lá, irei retira-lo da cama á tapas. A voz era de uma mulher caucasiana com um longo cabelo negro que lhe vinha até mais da metade das costas, apesar da idade seu rosto ainda tava muito bem cuidado e os traços do tempo de sua juventude ainda eram muito visíveis, quem a visse pela primeira vez nunca diria que ela tem 45 anos, seus olhos verdes e curvas só contribuíam para aqueles que ao vê-la dava no máximo 28 anos para ela, fato que a deixava extremamente feliz. Vestia uma roupa simples de dona de casa com um avental, tinha aproximadamente 1,66m de altura e olhava para a mesa do café ao qual havia preparado anteriormente, com dois ninjas sentados nela com sorrisos tímidos enquanto bebiam um liquido negro nas xícaras em suas mãos.

- Querida, ele só está recuperando suas energias, o treino de ontem foi bem puxado pra ele, ele ainda não está no meu ritmo ou do Kozuki em questão de sua constituição física. Dizia um homem que deveria medir de 1,85m á 1,90m com a pele morena e cabelo cortado bem baixo semelhante ao corte militar, sua vestimenta era a roupa de jounnin da aldeia da folha, E seus olhos negros assim como o brasão de seu clã nas costas demonstravam sua herança genética.

– Não me importo com isto, se ele sabia que não estava no nível de vocês por que se habilitou a participar do treino? Os olhos da mulher transpareciam suas emoções, em especial a raiva que estava sentindo, enquanto encarava os olhos negros ônix do ninja a sua frente.

- Mãe, deixe que irei acordá-lo. Disse o outro ninja que também estava sentado a mesa colocando lentamente a xícara que estava em sua mão na mesa a sua frente e levantando-se lentamente até seu rosto ficar mais alto do que o de sua mãe em cerca de uns 20 a 30 cm. Diferente de Osmar que puxou a cor de pele do pai, Kozuki havia puxado a cor de pele de sua mãe, que é a cor caucasiana, seu corpo era bem definido e vestia um colete de jounnin também da aldeia da folha, mas com uma pequena tatuagem no braço esquerdo ao qual demonstrava que havia ingressado e participava da ANBU. Seu cabelo era liso e negro assim como seus olhos característica predominante dos uchihas.

Assim que terminou a frase, sua mãe assentiu com a cabeça e ele foi em direção às escadas de madeira, e subiu lentamente os degraus até sair em meio a um corredor e virou para a direita, indo até a última porta do lado esquerdo da parede, e deu três batidas esperando a permissão do outro lado para entrar ou abrir a porta.



Osmar POV

Sou retirado de meu sono por uma luz forte vindo do canto esquerdo do meu quarto, lentamente abro um dos olhos e tento encontrar a fonte da iluminação e vejo que é minha janela, indicando que o sol já havia saído de seu sono e fez questão de vir me retirar do meu, lentamente vou esticando cada músculo do corpo para ver se criava animo para sair da cama, quando ouço um grito vindo do primeiro andar da casa. – Osmar, levanta agora! Nem precisei de segundos para saber quem estava me chamando, e pelo tom do grito ela não acordou de bom humor hoje. Se eu estava procurando um incentivo para sair da cama consegui arrumá-lo, minha mãe me chamando.

Rapidamente dou um pulo da cama para o chão do quarto, quando meu pé escorrega em algum papel jogado e perco o equilíbrio do corpo, rapidamente meu corpo se projetou para baixo e o pior e que se a queda acontecesse, iria cair de cara reta ao chão, penso rápido e coloco meu pulso ao chão impulsionando meu torso superior de volta ao normal. Respiro e expiro fundo, meu corpo ainda estava meio sonolento, pois normalmente poderia ter saído dessa situação sem nem fazer algum tipo de esforço, mais quando me impulsionei para cima senti uma pequena fisgada no músculo da coxa direita e o músculo interno do braço esquerdo.

Quando olho na direção do chão para procurar o culpado de minha quase queda, vejo diversos pergaminhos jogados embolados em meio a roupas, equipamentos ninjas, papéis que anoto certas informações, bem uma verdadeira baderna, se minha mãe entrasse no quarto e o visse assim, provavelmente me daria uma dezena de cascudos e me faria limpar com a língua até o ultimo acaro de poeira que estivesse neste aposento. Sem pensar duas vezes começo a limpar o quarto, pego minhas roupas e coloco no cesto do banheiro e assim que começo a pegar minhas anotações ouço três batidas na porta. – Merda, minha mãe não, o quarto ainda ta uma zona se ela entrar aqui e vir os pergaminhos, equipamentos e papéis jogados no chão, adeus vida social durante uma ou duas semanas. Ouço mais uma vez as três batidas e uma voz desta vez.

– Osmar, acorda a mãe esta te chamando para tomar café e ela não ta de bom humor hoje. Vejo que a voz é do Kozuki, e solto todo o ar que eu tinha nos pulmões em agradecimento. – Já vou descer só vou fazer minha higiene. Digo enquanto abria um sorriso de um canto a outro no rosto. Assim que ouço um simples ok do outro lado da porta, junto os dois dedos das duas mãos em um selo e começo a concentrar e moldar o chakra dentro de meu corpo criando duas cópias minhas com o Kage Bushin no Jutsu. Assim que termino de realizar o jutsu surgem dois clones a minha volta. – Bem cambada vamos arrumar este quarto o mais rápido possível e antes que minha mãe venha aqui. Ambos os clones consentiram e rapidamente começam a pegar o que estava jogado ao chão e eu vou fazer minha higiene para adiantar o serviço. Ao escovar os dentes sinto novamente o incomodo no braço esquerdo, mas relevo e faço toda minha higiene o mais rápido possível. Quando saio do banheiro vejo que os clones já haviam terminado de arrumar o quarto quando ouço um segundo grito desta vez ainda mais alto e forte que o anterior. – Osmar, se você não estiver nesta mesa até eu terminar de contar 10, eu vou arrancar você deste quarto a tapas! 1,2. Assim que ouço o primeiro numero já desfaço meus clones e tento abrir a porta, quando vejo em minha mente que os clones ficaram ressentidos por terem limpado o quarto e nem terem recebido um obrigado de minha parte, mas penso em agradecê-los depois, pois a qualquer segundo minha mãe poderia aparecer aqui e este é um cenário onde a melhor situação para mim começa comigo tendo somente uma morte rápida e sem sofrimento.
Abro a porta e rapidamente vou em direção a escada e a desço velozmente já indo na direção da cozinha, onde vejo minha família reunida na mesa e o olhar de raiva da minha mãe já veio em minha direção.

- Bom dia. Digo no tom mais inocente e calmo possível tentando fingir que a aflição que estava sentindo há segundos atrás nunca aconteceu. Puxo uma das cadeiras (inclusive o mais distante possível de minha mãe) e me sento olhando para o rosto dos três que ali estavam.


- Você não me ouviu te chamar? Minha mãe perguntou olhando fixamente nos meus olhos, apesar de falarem que olhar um sharingan profundamente é uma das coisas mais aterrorizantes que você pode fazer em sua vida, ele não se compara ao olhar de minha mãe com raiva. Até mesmo meu pai que é um jounnin especializado em genjutsus e membro da policia de interrogações e busca de informações de konoha tem medo de encarar o olhar de raiva dela.

- Ouvi sim, é que tive de dar uma pequena arrumada no quarto antes de descer tava uma zona. Falei olhando para o lado e tentando sair do foco do olhar dela.

- Querida, já vou indo tenho muito trabalho hoje. Falou meu pai já se levantando da mesa e pegando o prato para colocar na pia seguido por meu irmão que também estava se levantando e indo em direção a cozinha. – Não me deixem sozinho com ela, ela vai me matar. Pensei olhando para o pão que eu havia começado a cortar para fazer meu café. Eu precisava inventar algo para sair dali, o mais urgente possível, qualquer coisa.

- Pai aquele não é o Falch? Perguntou Kozuki apontando para a janela que havia a cima da pia da cozinha.

- É ele sim, e esta carregando uma mensagem. Disse meu pai rapidamente fez um assobio com os dois dedos: Indicador e polegar na boca e o falcão pousou na janela abaixando o pescoço para que ele pudesse pegar a mensagem que estava em um pequeno compartimento que o falcão carregava nas suas costas. Pegou o papel do compartimento e o abriu começando a ver o que estava escrito nele.

– Nami, o Osmar foi escalado para uma missão as 09h00 pelo Hokage. - Santo deus e senhor amado, obrigado era tudo o que eu queria. Festejava mentalmente enquanto já ia me levantando da mesa.

- Mas ele nem tomou café da manha ainda. Nami respondeu enquanto olhava para mim já me levantando da mesa. – O senhor pode comer alguma coisa antes de sair. Seu olhar ainda demonstrava um pouco de raiva, mas desta vez um pouco menos.

- Mãe estou bem, não precisa se preocupar qualquer coisa como algo no caminho para a missão. Disse já indo em direção a porta e vendo que ela falaria mais alguma coisa a abro e já concentro chakra nos pés saltando num dos fios de energia elétrica, assim que pouso com a planta dos pés no fio, realizo seguidos shunshins em seqüência para me distanciar o mais rápido possível de minha casa, ainda ao fundo ouço um, Volta aqui agora Osmar! Mas já esta bem distante de casa, ainda correndo pelos fios descubro que nem mesmo peguei o pergaminho com meu pai para saber que tipo de missão tenho de realizar, mas sei que vai ser no mínimo divertido. Chegando rapidamente na entrada do clã, e virando a esquerda, e indo em direção da cúpula do hokage.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hanato


avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Número de Mensagens : 46

Registo Ninja
Nome: Hanato Zen
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 350
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Dom 30 Jul 2017 - 15:03

- Maluco! Como é que vou conseguir escrever algo a altura!
- Com quem está falando e por que está olhando pra cima? – quem perguntava era um homem em torno de seus 36 anos. Usava uma camisa roxa e calças pretas. E como acessório para identificar seu elo familiar usava uma faixa amarela na cintura que deixava duas longas pontas penduradas a esquerda do corpo. Seu nome era Kazuaki.

A pergunta era destinada a um jovem, seu filho, que estava um pouco a sua frente. Ainda estava em fase de crescimento, mas se via que logo alcançaria os 1,90 do pai. Também usava camisa roxa, calça roxa e a faixa amarela. Símbolos que representavam a família Hanato.

- Nada não. – responde o garoto de nome Zen.

Ambos estavam em frente ao portão da vila oculta da folha. Era perto das oito da manhã, tinham acampado na noite passado e madrugaram para estarem cedo ali. As mochilas se encontravam no chão, uma pausa para esticarem o corpo antes de entrarem na vila.

- Então, qual é o lance? – pergunta Zen.
- O lance – Kazuaki faz uma pausa. – é que você irá participar de uma missão de rank D com um genin da vila oculta da folha. Enquanto dizia isso para o filho ele pegava um pergaminho que estava no bolso e o desenrola observando melhor o que estava escrito.
- É serio isso? – um olhar carrancudo é direcionado ao pai. – eu nem sou genin ainda. Não oficialmente.
- Esquemas de sua mãe. – Kazuaki começa a procurar outra coisa na mochila. – você entende, ela é embaixadora. Como ela sabia que estaríamos por perto ela achou que seria uma boa idéia uma missão conjunta entre as duas vilas.
- Uma missão conjunta de Rank D... vai ser um impacto e tanto. – questiona Zen.
- Não é essa questão. – Kazuaki começa a ficar irritado, pois não acha o que está procurando. – uma missão entre genins de vilas diferentes mostra que as relações entre vilas podem ser firmadas desde cedo. Genins de vilas diferentes se ajudando para resolver um problema em comum.
Vivemos numa época de paz entre vilas. Esse é o momento para se conhecerem melhor, as fronteiras estão mais abertas. Acordos e alianças são firmados mais rápidos. Tudo em prol de um mundo melhor. Para que quando um real perigo chegar, estejamos preparados para podermos trabalhar em equipes. Com outros ninjas, outras vilas.
- Nossa. Não podia só dizer que a mamãe mandou. – comenta Zen olhando para o pai que ainda estava procurando algo na mochila.
- Achei! – Kazuaki se levanta e entrega um embrulho para Zen. – Sua mãe mandou.
- Mandou o embrulho ou fazer a missão?
- Os dois.

Zen abre o embrulho e revela ser uma bandana ninja da areia. Ele observa com atenção, o símbolo em relevo por cima da placa de metal. A faixa num tom de cor verde escuro. O pano do embrulho é colocado em cima da mochila dele. A bandana foi pega devagar com as duas mãos, ela foi virada, o interior revelava um acolchoado para a testa. Cada mão foi se deslizando para as pontas da faixa.
Levou a bandana até a testa. O tempo parecia desacelerar, as folhas rodopiaram ao seu redor junto com a poeira do chão. Como se fosse areia, areia e folha, como a união entre as duas vilas. Um sentimento de dever surgiu em Zen, estava preparad...
- COLOCA LOGO ISSO NA TESTA!! – grita uma voz feminina.
Zen se assusta e deixa cair a bandana no chão.
- Que diabos está fazendo?? Quase meia hora pra colocar a bandana. Como se nunca tivesse feito isso antes!
- Desculpa. – diz Zen recolhendo a bandana e a amarrando rapidamente na testa.
- A tua missão começa as nove, coloca logo a espada nas costas e verifica tuas kunais. Ajeita a faixa e fixa bem essas sandálias.
- Sim senhora!
- E você! Por que demoraram tanto?
- Mas querida, não foi uma viagem fácil... – Kaz respondia num tom levemente preocupado.

A dona da voz feminina era de Keiko, mãe de Zen e esposa de Kazuaki. Tambem usando os símbolos da família hanato. Camisa roxa, calças pretas e a faixa amarela. Mas usava o colete de jounin da areia. Zen já a alcançava em altura, mas não em imponência.

- Acelerem, temos que chegar ao escritório do Hokage logo. Como esperem que eu mantenha minha imagem de relações exteriores se meu próprio marido e filho não cumprem os horários.

- HAHAHAHAHAHAHA. – Kazuaki dá uma risada e se aproxima da esposa. – Também senti sua falta, minha querida. – e lhe da um beijo na testa. Keiko fica vermelha e logo depois abranda o rosto.
- Pelo clã, venha cá Zen e deixa eu te dar um abraço.

Com os ânimos bem melhores, eles se dirigiram ao portão da vila.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Osmar_Uchiha

Membro | Konoha
Membro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Compton
Número de Mensagens : 363

Registo Ninja
Nome: Osmar Uchiha
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1675
Total de Habilitações: 196,75

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Seg 31 Jul 2017 - 19:43

Paro de realizar os shunshin's assim que adentro a zona central de konoha, apesar da sede do meu clã ser bem próxima da vila ainda ficava a alguns minutos dela, e aproveitei para no caminho colocar meus pensamentos em ordem. Afinal tinha de me preparar não só para a missão, mas também para focar somente nela e em resolvê-la da melhor forma possível.
Mas uma coisa que me chamou a atenção tanto no caminho que fiz, e continuei a notar após chegar à vila eram as presenças de pichações em certas paredes, muros de casas e estabelecimentos, algumas eram até bem criativas contendo piadas e desenhos com alto teor de sátira. Estava observando-as quando noto que todas elas, inclusive as quais eu havia passado antes tinham uma semelhança: Uma assinatura com duas letras no canto inferior esquerdo da “arte”: RM.
Não é algo inteligente assinar suas iniciais em um crime, afinal você esta facilitando que o descubram, então descartei a possibilidade de ser o nome da pessoa, mesmo tendo a ciência de que o ego às vezes fala mais alto e o autor queira ser lembrado por este feito.

Estava tão perdido em meus pensamentos olhando as pichações enquanto caminhava que quando me dei conta já estava na frente do prédio do hokage, adentrei o local logo após pedir permissão e dizer o motivo de minha visita ao guarda que estava na porta. Assim que entrei no local sai em uma ante-sala redonda que deveria ter de 12 á 14m de raio, e em seu interior tinha algumas decorações como os quadros dos antigos hokages desde o Shodaime Hokage fundador da vila até ao Nanadaime Hokage atual líder da aldeia Naruto Uzumaki. Olhei para o relógio que estava na parede á minha esquerda e vi que eram 8:40, apesar de ter me apressado a chegar cedo ainda havia chegado com 20 minutos de antecedência.

Então comecei a imaginar sobre o que poderia ser o conteúdo da missão. Talvez caçar outra vez o gato da mulher do senhor feudal do país que vive a fugir dela (e depois de ver como ela o trata não me surpreenderia se fosse esta missão novamente, Limpar um rio, Ajudar na construção de uma casa, ou Ser Garçom por um dia, bem deu para perceber que são missões extremamente importantes e que ditariam o futuro da aldeia se eu falhasse nelas.

Brincadeiras á parte, sou tirado de meus pensamentos de missões pela entrada de três pessoas na sala onde eu estava, um casal de adultos e provavelmente seu filho já que o mesmo tinha certa semelhança e alguns traços em comum a eles. Outra semelhança notável era a cor de suas roupas no tom de roxo e uma faixa amarela na região da cintura, em suas bandanas vi o símbolo de sua aldeia Suna. Não era totalmente incomum ninjas de outras aldeias virem ate konoha, mas para chegarem ao ponto de entrar no prédio do hokage deve ter acontecido algo de grave.

Assim que notam a minha presença no local, já que estava sentado em um sofá esperando o comissário vir e me indicar minha missão, os três me comprimentam e faço o mesmo acenando minha cabeça em sua direção. – Devem estar realizando algum tipo de viagem ou algo assim. Penso enquanto finjo não ter interesse algum neles olhando para o corredor que leva até o Escritório do Hokage, até que a presença de um homem vindo no corredor me chama a atenção, já o tinha visto algumas vezes, apesar de não ter puxado assunto ou conversa com ele meu pai nutria por ele um grande respeito e sempre me disse que ele era a pessoa mais inteligente que ele conhecia.

- Bem já que todos estão por aqui me sigam. Falou já indicando o caminho para a sala principal do prédio e esperando que todos ali na sala o seguissem. Rapidamente me levanto e vou o seguindo pelos corredores junto da família de Suna, eles ficaram surpresos por algum motivo ao ver o brasão do meu clã nas costas de minha camisa, mas mesmo assim não deixaram isto transparecer de um modo tão evidente, assim que chegamos a sala “marcada” o comissário abriu a porta e foi recepcionado por um ninja loiro com uma capa branca com kanjis vermelhos que significavam sua posição na aldeia. O Sétimo Hokage, Naruto Uzumaki.

- Fiquem a vontade, já indicarei a missão de vocês assim que encontrar o pergaminho... Disse enquanto revirava uma pilha enorme de papeis que estavam em sua mesa, era realmente assustadora aquela quantidade de papel que cobria sua mesa se ele estivesse sentado na cadeira estaria completamente coberto por eles. – Shikamaro, você não viu o pergaminho da missão? Perguntou já revirando outra pilha de papeis a sua frente. Shikamaro somente pegou um papel que estava separado no canto direito da mesa e entregou ao Hokage. – Este aqui. Falou em um tom calmo e com uma pitada de deboche o que me fez abrir um pequeno sorriso no rosto, mesmo sendo o ninja mais forte da aldeia Naruto tinha o mesmo problema que eu, habilidade de perder as coisas e não encontrá-las mesmo estando a sua frente.

- Este mesmo... Bem Hanato Zen e Osmar Uchiha, a missão de vocês é encontrar e descobrir quem está grafitando a vila e impedir que ele volte a fazê-lo, alem de claro escoltá-lo enquanto ele limpa a sujeira toda que causou. Disse em tom calmo. – Vocês podem usar de qualquer artimanha para levá-lo a querer cooperar com vocês. Falou para em seguida se virar para a mãe de Hanato e dizer. – Desculpe recebê-la nesta situação caótica que esta meu escritório Embaixadora Keiko, é que o trabalho está se acumulando há alguns dias. Disse em um tom totalmente sem graça, e assim os adultos começaram a conversar e após pedir licença eu e o gennin de Suna nos retiramos da sala.



Assim que saímos da cúpula fomos rapidamente em direção às pichações para ver se tínhamos alguma informação relevante nelas, concentrando chakra nos pés utilizamos o shunshin para chegarmos numa das ruas mais afetadas pelo “criminoso” que curiosamente era uma das ruas que dava acesso a academia ninja da vila, ao ter noção disto eu e Hanato que por mais que eu tentasse puxar algum assunto tentava se manter o mais calado possível, começamos a olhar para as pichações a procura de pistas, assim como já havia notado antes e fiz questão de relatar e mostrar ao sunanin era a presença da assinatura de RM do pichador. Sua primeira reação assim como a minha era de que poderia ser as iniciais dele, mas após alguns segundos consegui mostrar a ele que esta era uma hipótese quase impossível de se concretizar, e então ele falou algo que me chamou bastante a atenção.

- Não tem como ninjas serem tão burros ao ponto de pichar uma aldeia, colocarem sua assinatura e achar que sairão impunes. Assim que suas palavras foram ditas uma espiral formada por elas se formou na minha cabeça. – Realmente ninjas experientes ou com o mínimo de responsabilidade nunca fariam isto e assinariam, seria praticamente um atestado de culpa, mas e se quem está fazendo isto não for um ninja e sim um estudante da academia tentando chamar a atenção mostrando que é melhor do que os outros alunos, e se esta hipótese for verdade ele deve estar deixando uma pista em cada pichação e para encontrá-lo é só encontrar estas pistas nos grafites. Se fosse em um desenho animado uma lâmpada teria acendido em minha cabeça nesta hora.
Era tão obvio como não havia visto antes, comecei a relembrar os desenhos que havia visto antes e todos tinham algo em comum alem da assinatura, a sala 17 da academia ninja.

Mesmo minha memória não sendo das melhores ainda lembro-me do tempo de academia e de por que ganhei o titulo e fiz parte da Dupla de Penetras da Academia de Konoha. A sala 17 é uma sala proibida para a entrada de alunos e eu junto com Tokou a invadimos e deixamos vários desenhos lá para saberem que ela havia sido “violada”. Os desenhos eram um pássaro, uma tartaruga, dois sapos e uma gaivota, nem me lembro mais o que cada desenho significava, mas sei que era algo relacionado aos alunos de nossa sala.

Assim que todos os desenhos que vi tinham esta seqüência o mais afastado da academia eram dois sapos, em frente a uma loja uma tartaruga, ao lado de uma escada um pássaro e no portão de uma casa uma gaivota, ou seja, todos os desenhos que eu e Tokou fizemos no passado, isto validava minha hipótese, o pichador era um aluno da academia e assim como eu conseguiu entrar na sala 17. Assim que saio de meus pensamentos conto tudo que havia descoberto para Hanato que somente me olha estranho durante toda a explicação sem entender direito o porquê de eu estar contando uma historia tão sem nexo para ele, até que falo para ele que já sabia onde poderíamos encontrar o culpado.

Na Academia Ninja.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Hanato


avatar

Sexo : Masculino
Idade : 29
Número de Mensagens : 46

Registo Ninja
Nome: Hanato Zen
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 350
Total de Habilitações: 34

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Qui 10 Ago 2017 - 3:06

Pelo visto o parceiro de missão de Zen, Osmar Uchiha, havia descoberto uma pista sobre a missão.
O ninja de Suna se mantinha meio quieto, na dele. Não por ser um mal educado, mas por ainda estar meio extasiado. Não havia comentado com os pais, mas a vila era enorme. Muitos prédios e construções, sem falar nos rostos na montanha. Que ele sabia representar os kages da vila.
Por isso ele se movia prestando atenção na vila, tentando se lembrar do caminho, tentando marcar pontos de referencia em sua cabeça. As cores da vila lhe eram novas e coloridas. E essa confusão de cores incomodava um pouco a Zen. Mesmo tendo como guia um ninja de konoha, nunca se sabe o que pode acontecer numa missão.

Moviam-se rápido, o Uchiha sabia os atalhos passando por cima de casa, correndo por becos. E agora que se acostumara um pouco com as cores. Perguntou novamente ao parceiro o que descobriu.
 Por sorte, Osmar tinha algo a ver com a missão. Uma sala proibida na academia.
- Mas por que da sala ser proibida? – pergunta Zen enquanto desciam de um telhado em direção a um beco.
- Não lembro direito. – ao passarem pelo beco, Osmar da uma pequena pausa. Tentando se lembrar para qual lado ir. – Esquerda. Dizem que houve um acidente, resultou numa situação grave. Mas a principio não me lembro de ter algo lá dentro que fosse perigoso.

Continuaram correndo pela rua até chegarem à academia. Osmar olhou com certa nostalgia para o prédio. Zen entendia que aquele lugar trazia muitas lembranças para o ninja de konoha, mas não havia tempo para isso.
- Bom, vamos entrar então. – comenta Zen
- Mas a sala 17 como eu disse é proibida, teríamos que encontrar um jeito de entrar e... – Osmar parou de falar quando percebeu que Zen fazia a mesma cara de antes, de como se não estivesse entendendo o que estava acontecendo. – Sabia que essa expressão me incomoda um pouco...
- E você sabia que não somos mais alunos de academia e sim ninjas. E que estamos no meio de uma missão e acredito que se pedir, terá a autorização para investigar a sala.

Osmar ficou pensativo, será que as lembranças dos tempos de academia confundiram sua mente? Ainda se questionava quando a porta da academia se abriu. Uma mulher saiu pela porta com alguns cartazes debaixo do braço. Os dois ninjas observaram a mulher ir até a parede ao lado da porta e fixar os cartazes. Eram avisos sobre inscrições e instruções do ano letivo da academia.
A mulher usava uma bandana ninja de konoha no antebraço esquerdo. O que significava ser uma possível professora da academia.
- Bom, você freqüentou essa academia não é mesmo. – comenta Zen e Osmar logo entendeu a deixa e caminhou em direção da ninja.
- Bom dia.
- Bom dia – respondeu a ninja. Osmar não a reconhecia, era jovem, perto de vinte anos. Provavelmente acabara de entrar no corpo docente do lugar.
- Estamos em uma investigação sobre grafites que estão sujando a vila e temos suspeitas de que o autor seja um dos alunos da academia. – explica Osmar. E com um leve suspiro a ninja comenta:
- Era o que eu temia. Mas vocês já têm um nome?
- Apenas as iniciais – responde Osmar. – RM.
- RM... – a ninja começou a pensar.
- Com licença. Mas vocês não teriam alguma lista de alunos que aprontam? – pergunta Zen.

A ninja observa o ninja, reparando na bandana de suna.
- Acredito que sim, sou nova aqui. A propósito sou Sara. – Comenta a ninja.
- E eu sou Zen. – responde o ninja de Suna com uma leve curvatura do tronco. – e este é meu parceiro de missão, Osmar.
- Prazer. – responde Osmar.

Eles seguem Sara pela porta até uma sala no começo do primeiro corredor.
- Tenho aqui uns arquivos que pediram para eu revisar e estudar. Acho que li algo sobre “Não deixar um talento ser desperdiçado”.
Zen encosta-se à entrada da sala enquanto Osmar observa as paredes do corredor. Parecia haver alguns desenhos de alunos espalhados pelas paredes.

- Olha só, encontrei. Temos dois nomes com essas iniciais: Rin Motara e Rike Miakoto. – informa Sara.
- Osmar; temos dois nomes. Rin Motara e...
- Rike Miakoto. – complementa Osmar apontando o dedo para um dos desenhos da parede. Dois Sapos, os mesmos pichados nas ruas. Mas ao invés das iniciais, o nome estava escrito por completo.

- Bom, temos o nosso suspeito. – Comenta Zen.
- Senhorita Sara, poderia nos informar em qual sala estuda Rike? – pergunta Osmar.
- Já verifiquei. Nesse horário ele deve estar na sala 10. – responde a ninja.
- Osmar; estou com um pressentimento. A Sara pode me acompanhar até a sala 10 e você segue até a sala 17.
- Sala 17? A sala proibida? Mas por quê? – pergunta preocupada Sara.
- Temos fortes suspeitas que a inspiração dos desenhos pichados tenha vindo dessa sala. E você tem razão Zen, vou para a sala 17.
- Certo. Senhorita Sara. – comenta Zen indicando o caminho com um aceno de cabeça.

Osmar sai pelo corredor enquanto Zen e Sara vão até a sala 10. A dupla recém-formada chega até a porta da sala. A ninja faz o trabalho de perguntar sobre Rike.
- Ele não esta na sala! – exclama Sara.
- Imaginei. Como faço para chegar até a sala 17?
- Segue por esse corredor e vire à direita. A sala estará naquele corredor.
- Obrigado. – agradece Zen enquanto sai em disparada.

Enquanto isso Osmar chega até a porta da sala 17.
- Hmm, deveria ter pegado a chave com a Sara. – lamenta Osmar colocando a mão na maçaneta que, para sua surpresa, abre a porta. “destrancada”, pensou o ninja.
Ele entra com cuidado, a porta range ao abrir. A sala esta escura, apenas a luz do corredor entra. E novamente um sentimento de nostalgia. Ali estavam os desenhos. Presos na parede, iluminados pelo facho de luz da porta meio aberta. Deu um passo a frente, olhou ao redor. Tentou procurar o interruptor de luz, ficou tateando a parede.
Quando escutou um barulho. A porta foi totalmente aberta. Um garoto de quase dez anos aparece na entrada da sala.
Rike Miakoto
- Finalmente me descobriram! Mas vocês não vão me pegar tão facilmente!! – exclama o garoto. Ele segurava uma espécie de objeto redondo na mão. Uma bomba ninja.
- Espere... – tenta gritar Osmar. Mas o garoto joga a bomba no chão, uma fumaça explode.  Uma fumaça misturada com pimenta, lagrimas começam a sair dos olhos do Uchiha. Ele tenta sair da sala, começa a tossir muito.
Está quase se ajoelhando quando sente uma mão no seu braço e o puxa para fora.

- Mas que diabos! Pimenta?! – exclama Zen também tossindo.
- Foi o nosso suspeito. – responde Osmar ainda tossindo. – jogou uma bomba de fumaça misturada com pimenta.
- Engenhoso, mas não temos tempo para isso. No fim parece ser apenas um garoto chamando atenção. Venha, ele pulou pela janela.

Zen pula pela janela aberta, seguido por Osmar. Que ainda tossia.
- Você tem a parada do sharingan certo. Consegue encontrar o garoto?
- Se ele estiver por aqui consigo. Mas acredito que ele já tenha corrido para mais longe. – Estavam num pátio lateral da academia. Havia algumas arvores com alvos presos. Alguns bonecos de treino.
- Ele não é tão rápido assim. Ele se escondeu por aqui.
- Okay. Sharingan!! – Osmar concentrou o chakra nos olhos e conseguiu perceber um pequeno fluxo de chakra. Escondido embaixo de uma pedra falsa. – Ali, naquela pedra.

Zen caminhou para onde Osmar apontava com o dedo.
- Então garoto, já pode sair. – a pedra começou a se mover. Ela foi tombada para o lado revelando o garoto que fugiu da sala.

“Após algumas explicações percebeu-se que o garoto queria mostrar seu valor como ninja. Invadiu a sala da recepcionista e pegou a chave da sala 17. Entrou na mesma e percebeu que queria deixar uma marca. Por isso começou a pichar os desenhos que encontrou na sala acreditando que os desenhos talvez tivessem algo a ver com o motivo da sala ser proibida.
Depois das explicações de Osmar, Rike percebeu que não foi o primeiro a entrar na sala. E ainda por cima usou o símbolo de outra pessoa. Convenceram o garoto a limpar as pichações prometendo também ajudar a limpar. Afinal os desenhos originais pertenciam ao Uchiha.
Pichações apagadas. Missão cumprida.”

........................................

Finalmente consegui ter tempo para o forum. Missão finalizada!
Voltar ao Topo Ir em baixo
GhosTTerroR

Administrador | Outras Vilas
Administrador | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 5963

Registo Ninja
Nome: Nara Artemiza
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 100
Total de Habilitações: 40,75

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Qua 16 Ago 2017 - 23:01

^ vc ficou com tempo e eu sem ele... xP

...eu para já ainda não vou reservar, mas sei que nenhum outro staffers esteve online nos últimos dias...

Eu lamento esse transtorno por não estar a manter esse jogo no seu normal funcionamento. Por agora, só me posso mesmo disponibilizar a contacto por MP (nem sei se o meu mail está disponível para contacto).

Sugiro aos dois entusiastas jogadores o seguinte:
1) escrever textos, treinos e fillers que podem publicar sem estar à espera.
2) escrever treinos (mais de 5) offline, para depois publicarem à medida que os mais antigos forem sendo avaliados.
3) se tiverem uma ideia construída da vossa história, escrevam um fanfic onde podem inclusive publicar no Wattpad, por exemplo. Já lá publiquei algumas histórias (podem consultar no departamento da literatura).
4) se até ao fim do mês continuarem com vontade de jogar no NRPG, e não existir atividade da staff, por favor me enviem MP.

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
GhosTTerroR

Administrador | Outras Vilas
Administrador | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 5963

Registo Ninja
Nome: Nara Artemiza
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 100
Total de Habilitações: 40,75

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Dom 1 Out 2017 - 15:52

Lamento toda a demora... eu vou tentar avaliar esta missão tão breve quanto possível.

Reservo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
GhosTTerroR

Administrador | Outras Vilas
Administrador | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 5963

Registo Ninja
Nome: Nara Artemiza
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 100
Total de Habilitações: 40,75

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Dom 1 Out 2017 - 16:27

Hanato Zen

Ninjutsu: 2,5
Taijutsu: 4,5
Kenjutsu: 5
Genjutsu: 1
Selos: 1,5
Trabalho de Equipa: 2

Força: 2,5
Agilidade: 4 +0,25
Controlo de Chakra: 1,75 +0,25 +0,25
Raciocínio: 3,5 +0,25 +0,25
Constituição: 4

Habs.: 32,5

- - - - -

Uchiha Osmar

Ninjutsu: 29,5 +0,25
Taijutsu: 15,5
Kenjutsu: 18,25
Genjutsu: 8,25
Selos: 19
Trabalho de Equipa: 5,5


Força: 8,75
Agilidade: 27,75 +0,25 +0,25
Controlo de Chakra: 34,5 +0,25 +0,25 +0,25 +0,25
Raciocínio: 11,5 +0,25 +0,25 +0,25
Constituição: 18,75 +0,25

Habs.: 193,75


Em avaliação

Notas:
Intros muito grandes que faz pensar que poderiam ficar mais curtas se tivessem escrito (mais) fillers (no caso do Zen, faltou o filler de introdução). Mas isso não prejudica a avaliação.

Osmar tem uma escrita bem completa, com detalhes que rederam pontos extra (ex.raciocinio). Mas foi no 2o (grande) post de Hanato que a história começou a ter andamento e ação. Para uma Rank D, ficou um pouco extensa, mas ao mesmo tempo uma história bwm completa, bem escrita e estruturada.... até que tudo acaba de repente no último parágrafo sem eu quase entender o porquê ou como isso aconteceu... xd deviam ter argumentado pelo menos uma forma para convencer o garoto ou assim...

Bem, como é a primeira e eu entendo o porquê desse desenrolar e da situação do jogo eu vou aprovar da seguinte forma:

1 scroll de novo jutsu + 100 ryos + 0, 25 TE e pontuações baixinhas...

Falta atualizar. Smile


Última edição por GhosTTerroR em Dom 1 Out 2017 - 22:08, editado 3 vez(es) (Razão : Sem razão especificada)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
GhosTTerroR

Administrador | Outras Vilas
Administrador | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 5963

Registo Ninja
Nome: Nara Artemiza
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 100
Total de Habilitações: 40,75

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Qua 4 Out 2017 - 19:03

Atualizei, mas retirei os 100 ryos e não atribuí ponto de cumprimento. Considerem o scroll um presente de amigo, pois afinal o personagem Uchiha já é um pouquinho avançado e foi mal não o terem usado melhor. Fico a contar convosco a surpreenderem-nos futuramente, pois escrevem muito bem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
GhosTTerroR

Administrador | Outras Vilas
Administrador | Outras Vilas
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 5963

Registo Ninja
Nome: Nara Artemiza
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 100
Total de Habilitações: 40,75

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Qua 4 Out 2017 - 23:48

Retificando, dei a ambos 1 ponto de cumprimento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
Osmar_Uchiha

Membro | Konoha
Membro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 19
Localização : Compton
Número de Mensagens : 363

Registo Ninja
Nome: Osmar Uchiha
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1675
Total de Habilitações: 196,75

MensagemAssunto: Re: Portões Galore   Sex 13 Out 2017 - 1:34

Olá Ghost, realmente a missão ficou bem extensa e acabou de um jeito bem repentino. Mas entendo a base, lembro que havia me inscrito nesta missão para pegar o jeito de missões novamente, e prometo que na proxima missão haverá mais ação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Portões Galore
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Missões :: Rank D-
'); }