Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Treino] Kusari

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Stara

Conselheiro | Konoha
Conselheiro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : Brasil
Número de Mensagens : 340

Registo Ninja
Nome: Hyuuga Kamus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1225
Total de Habilitações: 111

MensagemAssunto: [Treino] Kusari   Qua 22 Nov 2017 - 22:29

Spoiler:
 

Com um sorriso malicioso, a garota soltou diante de si um amontoado metálico de correntes negras que retumbou ao chocar contra o chão. Kamus reagiu àquilo com um esgar de estranheza.

- Rhina, eu já te disse que sadomasoquismo não é comigo - ele disse, abanando as mãos com desprezo fingido no rumo das correntes.

- Ai, cala boca - A garota converteu o riso. - Não era força o que você queria? Pois então tenta manipular isso.

O de cabelos alvos agachou, agarrando um dos ramos da corrente. Quando a levantou para cima, sentiu sua força contraindo levemente ao peso do aço. Isso na corrente toda deveria ser enorme. Pôs-se em pé, agora aplicando ativamente doses de sua força para erguer a corrente pelo ramo que tinha pego. Dali, começou a desfazer o bolo de garranchos.

- Me ajude aqui - pediu ele à amiga, enquanto compenetrava sua atenção em desembaralhar os nós.

Ela se aproximou e, juntos, logo a Kusari estava completamente estendida sobre o chão. Só de olhar, Kamus supôs que devia ter cerca de dois metros. A corrente não era tão grossa, mas tinha um peso que exigiria certo esforço redobrado para o jovem ninja. Além de que para conseguir manipular isso defensiva e ofensivamente vai exigir lá uma dose grande de disciplina corporal e mental. Mas o potencial pode ser mesmo interessante. Enquanto raciocinava desse modo, agarrou os dois pesos de chumbo em formato hexagonal que pontuavam as extremidades da corrente. Os pesos eram grandes, cobriam toda a palma de sua mão e ainda alcançavam a metade dos dedos. Achou aquilo absurdo no primeiro segundo, mas pensando melhor percebeu que o peso excessivo era fundamental para potencializar a velocidade do movimento da corrente. Para desfrutar disso, claro, o usuário precisa ter força suficiente; se não tiver, todos os movimentos da corrente irão se desmantelar no chão antes de completar o trajeto intentado. Testou a sua própria força no peso das esferas hexagonais, brincando de jogá-las para cima e apanhá-las ainda no ar. As articulações dos dedos latejaram um pouco com o choque do peso, mas essa dor ainda era inteiramente suportável. Bom, um controle mínimo eu acho que tenho, pensou.

Agora flexionou os músculos ao longo do seu corpo com mais meticulosidade, as pernas afastando-se para obter um equilíbrio melhor, nos braços todos os tendões tensionados com bastante força. Jogou a extensão da corrente às suas costas, mantendo um peso em cada mão. Num movimento rápido, Kamus esticou seu braço direito para frente, reunindo toda a força que pôde para que o peso fosse lançado com agilidade. A corrente esticou-se até o limite da sua extensão e decaiu no chão, mas certamente nunca funcionaria como ataque com potencial ofensivo durante qualquer batalha. Isso foi ridículo. Oponente nenhum minimamente atento ao seu redor se deixaria acertar por um ataque tão óbvio, e de velocidade e força horrivelmente duvidosa. Preciso pensar e trabalhar na construção de movimentos que me permitam tanto potencializar agilidade e força, quanto controlar os percursos dos "disparos".

Tentou de outro modo. Continuando a segurar uma das extremidades com a mão esquerda, com a direita agarrou no centro do corpo da corrente, a certa de um metro distante da outra extremidade que ainda estava largada ao chão. Flexionou os músculos novamente, concentrando grande força na região do bíceps e tríceps. Levantou a mão direita para cima, à altura do próprio peitoral, e dali iniciou a girar o pulso num gesto cuidadoso e lento, experimentando sem pressa o equilíbrio que a sua força e a destreza do seu movimento provocavam na corrente. Ficou ali por um tempo, medindo agora o equilíbrio do seu próprio corpo em relação ao peso do movimento que se desenvolvia a partir do seu braço. Como ele estava a controlar sua velocidade para manter os giros da corrente bastante vagarosos, os círculos se faziam em baques rítmicos, a gravidade sobrepujando o peso. Potencializando a força e a rapidez aplicada, Kamus incorporou o tríceps inteiro ao giro do pulso, de modo a tornar mais robusto e fluido o movimento da rotação da corrente.

Num deslocamento ágil e repentino, ele lançou o braço para cima, prosseguindo o rodeio da corrente acima da cabeça. Neste instante, percebeu que, por ter deslocado de posição, a gravidade exigiu imediatamente um reforço dos seus músculos, que logo se prontificaram revigorar ainda mais força. Há toda uma dinâmica de peso e gravidade aqui. Como o movimento rotativo que eu faço na lateral do corpo se dá verticalmente, há um dispêndio menor de força, pois parte da rotação atua a favor da própria força da gravidade. Diferente da rotação acima da minha cabeça, que se faz inteiramente num movimento horizontal - nessa posição, o peso da corrente exige que minha força quase seja redobrada, porque todo o corpo da corrente está numa luta "contra" a gravidada para se manter no ar. A partir dessa reflexão, o garoto continuou do mesmo modo por bastante tempo, mudando e testando posições giratórias distintas, às vezes brincando de transitar com destreza e rapidez de um lugar para outro; e sempre degustando, quase que com um certo prazer, o cansaço lento que ia vagarosamente se espalhando por seus músculos à medida que os movimentos exigiam maior aplicação da sua força, do equilíbrio do seu corpo e da sua disposição mental.

Uchiha Irina observava à certa distância, em silêncio. Sempre se entretinha e achava curiosa a paciência de Jó que o amigo demonstrava todas as vezes que se punha a experimentar alguma coisa desconhecia que o intrigava. Quando percebeu que Kamus tinha descobrido ao menos uma forma razoavelmente eficiente de manipular a Kusari, a garota entrou em ação. Arrancou uma kunai da sua bolsa e ainda fez o favor de se anunciar:

- Bom, agora é ver se isso serve né? - ao fim da pergunta, lançou a kunai diretamente contra o amigo.

Kamus se assustou. Era um ingênuo incurável para certas situações. Não importava quantas vezes caísse nas ciladas doidas da amiga, ele raramente se colocava suficientemente atento e precavido diante dela. Mas como no instante em que ela disparou a kunai ele ainda estava mantendo a corrente em rotação, ele deslocou a Kusari para frente de si, mais por reflexo do que por raciocínio. A lâmina chocou contra o giro da corrente, mas como o garoto não estava a aplicar uma dose muito grande de força, a colisão entre as duas armas quebrou a fluidez da rotação, e o cordão de aço caiu flácido ao chão, junto a kunai.

- Só? - questionou a garota com deboche.

Não esperou mais, e lançou outra. Kamus arregalou os olhos e, noutro reflexo, desviou rápido para o lado. Os segundos em que isso transcorreu foram suficientes para ele colocar algumas ideias em mente. Desde o início, quando Rhina me trouxe a Kusari, ela já pretendia testar sua eficácia enquanto defesa de projeteis ninjas comuns, como kunais, shurikens e afins. Por hora, ela só dedicará sua atenção em me deixar restrito à defesa, pensou o Hyuuga com um sorriso sutil, quase imperceptível. Recobrou sua força com potência total, e se fazendo valer da sua memória corporal para reanimar os volteios da corrente, ele interpôs a Kusari giratória entre si e as lâminas da Uchiha. Com a pressão da sua força total incorporada ao movimento, os choques das kunais contra a corrente não atrapalharam em nada a rotação, e alcançava a sensibilidade do usuário apenas de modo muito vago. Suor começou a escorrer em excesso pelas têmporas de Kamus, o corpo transpirando por completo com a agitação incessante da sua força compelindo os músculos. Todas as kunais voavam para as laterais.

Ao perceber que Kamus tinha feito a defesa giratória da corrente funcionar com excelência, Rhina pôs-se logo em movimento para avançar nos experimentos, sacando de uma saraivada de shurikens enquanto as disparava de uma variedade de posições - em saltos, desviando-se lateralmente e às costas do amigo. Desta vez, Kamus estava arisco. Arriscando um movimento desconhecido que veio-lhe à mente num raio de criatividade, ele ergueu o braço direito acima de sua cabeça, do mesmo modo como tinha feito antes, e controlando com cautela a força aplicada para que a velocidade do voo do peso não acertasse seu próprio corpo. Assim que aquela posição funcionou, ele pôs a ideia em ação: soltou a extremidade que tinha mantido presa à mão esquerda durante todo o treino. Vou tentar me fazer valer da extensão inteira da Kusari, seus cerca de dois metros, para criar um protótipo de escudo rotativo que envolva meu corpo inteiro... posso até não dominar o Hakkeshou Kaiten ainda, mas aqui vai a réplica que tenho à mão, finalizou o pensamento com uma risada interna.

Enquanto continuava a girar com força o tríceps direito, acima de sua cabeça, Kamus afrouxou de leve, com delicadeza, o aperto de sua mão direita sobre a corrente, de modo que o peso da extremidade a voar no ar começou a "tracionar" a parte inutilizada da Kusari, que foi deslizando pela mão frouxa do garoto. Neste momento, o peso da Kusari começou gradualmente a fazer mais pressão contra a gravidade, o que tornava o movimento de Kamus muito mais desgastante. Mas ele já estava devidamente precavido para aquela mudança. Preciso ir tornando o meu movimento giratório que impulsiona a rotação da corrente mais amplo e reforçado à medida que a extensão a ser utilizada for aumentando. Caso eu falhe em equilibrar a dose de força e velocidade, o giro vai se tornar excessivamente lento, e então não será suficiente para me defender das shurikens. Quando, por fim, o peso da outra extremidade chegou ao alcance da sua mão direita, ele fechou o punho novamente, a força redobrada.

Em torno do corpo do garoto, que estava estático, um vulto negro translúcido se pôs a zunir com volume. Todas as pequenas lâminas lançadas por Rhina chocavam-se contra alguma coisa imperceptível no ar, e eram cuspidas em ricochete por entre as arvores da clareira onde os amigos estavam treinando. Neste momento, uma exaustão ferrenha começou a intervir na performance de Kamus. Ao perceber isso, o garoto decidiu que testaria fazer um ataque ofensivo com essa sua última reserva de energia física. Passou sua mão esquerda espalmada sobre a testa, limpando a inundação de suor que começava a atrapalhar a nitidez de sua visão. Piscou os olhos e então viu nitidamente o lugar onde Rhina estava.

Avançou sem hesitar: sem maneirar nem por um milímetro a força aplicada no seu braço direito para manipular a rotação da corrente, ele ergueu o braço esquerdo num movimento súbito e veloz, agarrando com uma pegada de força vigorosa no corpo giratório da corrente. No mesmo segundo, percebeu a estupidez daquele ato. A Kusari estava a girar numa velocidade grande demais em relação à pouca destreza e familiaridade do garoto para com aquela arma ninja. Como tinha previsto, o percurso do movimento da corrente se desconfigurou completamente. A intenção inicial era controlar aquilo rápido para tentar direcionar um ataque à Rhina, mas ele já tinha se desiludido daquele ideia. O plano agora era impedir que a goma de aço em formato hexagonal não esmagasse qualquer parte do seu corpo. Esperto, num outro movimento rápido, recolheu sua mão direita e lançou-a acima do mesmo modo como tinha feito anteriormente, a fim de ir recolhendo a corrente em pegadas velozes antes que ela acertasse em alguma parte de si.

Quando repetiu o movimento com a mão esquerda pela segunda vez, um vulto à sua frente, na altura de sua cabeça, vindo rápido demais para reagir, o encheu de pavor. Fechou os olhos, pronto para receber uma bordoada descomunal com uma bola de aço diretamente na sua testa, pronta para lhe rachar o crânio. Foi quando sentiu algo quente às suas costas, e dois braços passaram raspando nas laterais de seu pescoço. As duas mãos se uniram num bloco único para recepcionar com a palma o peso de ferro da extremidade da Kusari. Um milésimo depois, o choque aconteceu: as mãos permaneceram naquela posição, mas foram arrastadas pelo peso do ferro até que se embaterem contra a testa de Kamus. A força do choque foi amortecida, mas ainda era excessiva, e o impacto jogou o corpo do garoto para trás. Caiu no chão, mas sob si estava a amiga, Irina.

Tonto demais para se mexer, deixou-se ficar onde estava, enquanto a jovem Uchiha empurrava-o para o lado com certa delicadeza. Agachou-se no chão ao seu lado, um sorriso matreiro e dolorido no rosto fitando as próprias mãos provavelmente feridas. Estava com o Sharingan ativado.

- Dessa vez você fez merda, viu? - ela disse, mas sem se desfazer do sorriso.


Última edição por Stara em Qui 23 Nov 2017 - 1:59, editado 1 vez(es) (Razão : consertar erritos)
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://sarausilencio.wordpress.com/ conectado
GhosTTerroR

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 6431

Registo Ninja
Nome: Himura Senshou
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 640
Total de Habilitações: 325,25

MensagemAssunto: Re: [Treino] Kusari   Qui 23 Nov 2017 - 18:16

Eu vou arriscar reservar, mas nem tinha visto este. Se faltar mais algum avisa...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
GhosTTerroR

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 6431

Registo Ninja
Nome: Himura Senshou
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 640
Total de Habilitações: 325,25

MensagemAssunto: Re: [Treino] Kusari   Qui 23 Nov 2017 - 20:54

Ninjutsu: 9,75
Taijutsu: 13,25
Kenjutsu: 3,25 +0,25+0,25+0,25+0,25+0,25 = 1,25
Genjutsu: 0,25
Selos: 5,5
Trabalho de Equipa: 2,5

Força: 9,25 +0,25+0,25+0,25+0,25+0,25+0,25 = 1,5
Agilidade: 12,5 +0,25+0,25 = 0,5
Controlo de Chakra: 13
Raciocínio: 6,25 +0,25+0,25+0,25+0,25+0,25+0,25+0,25 = 1,75
Constituição: 10 +0,25+0,25+0,25+0,25 = 1

Foi um treino bem intensivo em apenas algumas habilidades.
Acho que se destacou o raciocínio de Kamus em todos seus pensamentos.
Espero que a avaliação vá de encontro ao que esperava...
...mas se sentir que falhei em alguma coisa, é só avisar.

6/7

Total de Habilitações: 85,5 + 6 = 91,5

Atualizado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
Stara

Conselheiro | Konoha
Conselheiro | Konoha
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 22
Localização : Brasil
Número de Mensagens : 340

Registo Ninja
Nome: Hyuuga Kamus
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1225
Total de Habilitações: 111

MensagemAssunto: Re: [Treino] Kusari   Sab 25 Nov 2017 - 1:16

Só postei este treino mesmo haha, não tenho tempo para tanto mais.

Bom, tentei mesmo demarcar raciocínio ao máximo. Sempre achei ele meio mal pontuado. Enfim, por mim está bom como você fez.
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://sarausilencio.wordpress.com/ conectado
Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: [Treino] Kusari   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Treino] Kusari
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Treinos :: Treinos Arquivados-
'); }