Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 NA[004]Medo de Morte (pt.1)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
GhosTTerroR

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 30
Localização : Porto / Coimbra
Número de Mensagens : 6144

Registo Ninja
Nome: Himura Senshou
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 240
Total de Habilitações: 318,75

MensagemAssunto: NA[004]Medo de Morte (pt.1)   Dom 3 Dez 2017 - 8:28

...


Otogakure

Nara Artemiza regressava a casa ao final do dia...
...Quando se aproximou ouviu gemidos vindos do interior, ou seriam gritos!?
- Mãe!!! - Alertada e preocupada, Artemiza acelarou para dentro. Empurrou porta após porta, todas elas já abertas, ou arrombadas!? Quando chegou ao quarto da sua mãe paralizou perante a visão aterradora da cena a que assistia...

Spoiler:
 

Algum tempo antes...

Nara Marizah terminava algumas tarefas de arrumação em seu quarto quando...
- Huh!? - Sentiu presenças, mas tarde demais!? Com um selo propagou a sua sombra em direção à porta do quarto que entretanto foi arrombada por dois ninjas vestidos de negro. Eles foram surpreendidos na vez de surpreenderem e não reagiram atempadamente à sombra que os imobilizou. Ela não lhes viu as faces, mas também não fez perguntas. Através do selo e manipulação de chakra, fez a sombra circundar os corpos dos assaltantes como serpentes. Uma mão-de-sombra lhes agarrou os pescoços, estrangulando-os!... Porém, dois outros ninjas entraram pela janela, do lado contrário, quebrando-a! Marizah estremeceu com o susto do som do súbito quebrar de vidro. Estava em apuros!
- “Gi”! - Disse um dos dois novos ninjas.
O outro acentiu, como que concordando ou sabendo o que fazer:
- Ninpou... - Dois passos em frente e abriu a mão direita e pelas pontas dos dedos enluvados saíram várias Senbons! Elas atingiram... Um pedaço de mobiliário de madeira! - Kawarimi!?
- “Go”, cuidado! - Alertou um dos que arrombou a porta, agora liberto e recuperando o fôlego, apesar de ainda um pouco tonto devido ao estrangulamento, tal como o seu companheiro do lado.
Nara Artemiza propagou facilmente a sua sombra até à do tal “Go” naquele curto espaço. Dessa vez ela hesitou ainda menos:
- Shin’! - Formando um selo, fez levantar espigões de sombra que trespassaram vários orgão da sua vítima, cada um deles furando a pele e penetrando por entre os tecidos e músculos, rasgando veias e orgãos, até sair novamente pela pele fora... - Não posso arriscar em combater os três, tenho que tentar uma fuga!
- Shibatta! “Go”!!! - Gritou “Gi” ao ver o seu companheiro cair no chão por entre jatos de sangue que lhe espirrinhavam do corpo. Irritado, semicerrou os olhos, com a mão esquerda removeu as ligaduras que envolviam o braço direito, revelando...
- Um braço falso!? - Mas Marizah não se podia dar ao luxo de se deixar surpreender, tinha que fugir!
O pulso do braço de madeira de “Gi” girou rapidamente...360º, 720º, 1080º,... Na palma da mão surgiu um curto tubo com um orifício. Daí saiu um jato de água com uma pressão imensa!!!
Marizah deixara cair uma bomba de fumo! O jato de água atravessou essa fumaça negra e, enquanto “Gi” o tentava mirar um pouco às cegas, a Naranin focou-se no seu:
- Shunshin no Jutsu! - Ia tentar sua fuga pela janela! Os ninjas da porta já estavam prontos a persegui-la, mas não atempadamente. Marizah saltou janela fora!
- Doton! - Uma voz do exterior.
- Nanda...!? Eram cinco!? - Marizah foi surpreendida por pilares que se ergueram do solo lá fora e lhe barraram o caminho! Ela forçou uma cambalhota para a frente; pés nos pilares e impulsionou-se novamente para o interior do quarto... Passou escassos centímetros abaixo do jato de água que atravessava a névoa e que inclusive acabou por cortar os pilares do lado de fora. Ela lançou uma kunai. O ninja usou o seu braço de madeira para a bloquear. Só quando a kunai ficou lá cravada ele reparou...
- Kibaku Fuuda!? - Foi pontapeado e projetado para junto dos dois que estavam junto à porta.
Marizah recuou até à janela e uniu as mãos num selo.
- Kats’!!!
Antes da explusão, “N” e “S” também recuaram para o corredor, “N” erguendo uma parede de terra batendo com as mãos no chão....
《Boom》 Após o selo, a Naranin protejeu-se da explosão apenas se encolhendo e colocando os braços em frente à face! Pedaços de madeira, tecido preto e outras pequenas peças se espalharam pelo quarto! Marizah procurou olhar o adversário: ele estava sem o braço direito, o de madeira - fora destruído. Também estava sem as suas roupas ninja da cintura para cima, ficaram “esfarrapadas” com a explusão. Porém, o seu musculado tronco não aparentava ter sofrido grandes danos...
- Teria ele uma proteção de madeira, tipo colete, por baixo das roupas!? Sim, deve ter sidi isso, tendo em conta todos os pedaços espalhados pelo chão e pela cama...
O shinobi do exterior, designado por “I”, surgiu à janela, por detrás dela, pressionando-a a avançar para o desmembrado, musculado, careca, feio e cicatrizado, que por sua vez se antecipou com um soco estendendo o seu único braço. Marizah fez um suave desvio e apanhou-lhe o braço. Usando o balanço do golpe do adversário, puxou-o e lançou-o pelo ar contra o “I”! Rodopiou quase no mesmo movimento e correu para a porta bloqueada por uma parede de terra. Focou seu chakra no punho e...:
- Okashö!!! - Com o impacto, a parede explodiu completamente, literalmente!
- “N”, ela caiu na armadilha!
- Haha! Verdade “S”! - Gabavam-se os dois ninjas que estavam recolhidos no corredor vendo a Naranin ser projetada até cair no solo, com o braço esturricado e as roupas do dorso parcialmente rebentadas, deixando-lhe nu o seu redondo seio esquerdo. Eles tinham colocado tarjas explosivas por detrás da parede. Agora caminhavam na direção dela.
Marizah estava caída, esforçou-se por abrir pelo menos um olho:
- Quem são vocês!? O que querem!? Quem vos enviou!? - Mas o zumbir nos seus ouvidos que nem a permitia ouvir a sua própria voz, também não a permitiu saber se eles lhe responderam ou não. Ela estava queixosa, ferida, no chão do seu quarto.
O maneta “Gi”, o único que revelara a sua face, desenrolou um scroll, invocando correntes:
- Vais pagar, Cabra!!! - Lançou-as ao pescoço de Marizah! Puxou-a para cima, deixando-a sufucada! Em pouco tempo sua face ficou roxeada, sem ar.
Marizah agarrou as correntes em seu pescoço, aflita. O ar não lhe passava pela traqueia violentamente estrangulada pelas correntes metálicas.
Os quatro rodearam-na... “I” pontapeou-lhe o estômago, fazendo-a cair de costas na cama. Ficou excitado ao ver o seio dela balançar...:
- Acho que, para vingar a morte de “Go”, nos podemos divertir um pouco antes de finalizarmos a tarefa...
“S” aproximou-se da perna direita de Marizah. O seu braço ficou maleável como borracha e serpenteou pela perna dela acima, imobilizando-a. Com a mão, puxou-lhe as roupas cintura abaixo, revelando a sua intimidade. “N” agarrou firmemente a outra perna com toda a força, não arriscando facilitismos. Afastou-a enquanto “Gi”, que se colocara no topo da cama, puxava as correntes presas ao pescoço da Naranin e rasgava com a mão livre as vestes já parcialmente desfeitas. “I” colocou-se entre “N” e “S” baixando as suas calças, revelando a sua ereção. Com uma kunai rasgou ao meio as roupas que Marizah tinha esticadas entre as pernas.
Nara Mariza tinha a visão turva, e estava já sem ar respirável em seus pulmões quando “I” a penetrou. Sem força, ela deixou cair os braços sobre a cama. “Gi” sorriu com o canto da boca e pressionou a testa dela pesadamente com a sua mão. Vendo-a impotente, quase moribunda, aliviou um pouco as correntes. Aí “I” começou com “investidas” mais rápidas e fortes... Quando o ar entrou novamente nos pulmões de Marizah, esta não conseguiu evitar o soltar dos gemidos, soltando assim, através das cordas vocais, toda a sensação de dor e prazer desprezado que aquela violação lhe transmitia...
Foi nessa altura que Nara Artemiza surgiu à entrada do quarto, deparando-se com aquela cena horrível...


Última edição por GhosTTerroR em Dom 3 Dez 2017 - 8:28, editado 1 vez(es) (Razão : Sem razão especificada)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.myspace.com/ghostterror
 
NA[004]Medo de Morte (pt.1)
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Nukenins e Outras Vilas :: Fillers-
'); }