Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Missão [privada] de Rank C - Pergaminhos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Kiba

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Puorto
Número de Mensagens : 3441

Registo Ninja
Nome: Seizon
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 900
Total de Habilitações: 52,5

MensagemAssunto: Missão [privada] de Rank C - Pergaminhos   Sab 17 Jul 2010 - 17:28

Descrição: Foram roubados cinco pergaminhos da loja de pergaminhos. Eram pergaminhos importantes e portanto Loki decidiu mandar alguém para os recuperar. Suspeita-se que foi uma criança que os roubou e levou-os para um templo abandonado, a norte. As indicações estarão num pergaminho entregue pelo Hokage.

Recompensa: 300 ryo + 1 scroll de novo jutsu + 1 ponto de cumprimento

Ninjas inscritos: Uchiha Hayato (principal), Uchiha Akane (secundária)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kiba

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Puorto
Número de Mensagens : 3441

Registo Ninja
Nome: Seizon
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 900
Total de Habilitações: 52,5

MensagemAssunto: Re: Missão [privada] de Rank C - Pergaminhos   Sab 17 Jul 2010 - 17:28

- Loki-sama… arranje-nos uma missão decente! – dizia Akane de braços cruzados, com cara de entediada. Encontravam-se os dois Uchihas inseparáveis a tentar convencer o Hokage a entregar-lhes uma missão mais interessante que aquelas que haviam no cartaz.
- Hokage-sama, não lhe custa nada! E nós somos Uchiha, somos da elite! – disse o rapaz, tentando dar a volta a situação.
- Está bem, está bem… - disse o Hokage com uma mão na cara, como se já não os pudesse ouvir mais – aqui têm as instruções – disse ele dando um pergaminho aos Gennins. Hayato pegou no mesmo e começou a lê-lo.
- Nani? – disse o rapaz um pouco desapontado – ir buscar uns pergaminhos a uns putos?
- Não são uns pergaminhos quaisquer Hayato. São Kinjutsu… e bem fortes. É bom que eles estejam comigo, ou então, aposto que vamos ter problemas.
- É… talvez os bandalhos os consigam fazer – riu-se Akane. Loki fez uma cara séria ao qual Hayato parou com a sua pequena risada provocada por Akane.
- Hay, Hokage-sama… - disseram os dois Gennins saindo pela porta, sem dizer mais nada. Dirigiram-se para o portão de Konoha e segundo as indicações no pergaminho, os pequenos ladrões terão provavelmente fugido para norte, para um templo abandonado.

Avançavam por entre a floresta, pulando quando de vez em quanto havia um riacho. Atravessavam umas rochas que pareciam mais a um muro que protegia o que parecia ser um descampado, onde várias flores “repousavam”. Porém, quando os dois shinobis iam avançando por ele, misturando Shunshins com corrida, dois shinobis apareceram à sua frente. Akane colocou uma mão à frente de Hayato.
- O que é que vocês querem? – disse Akane, sem atacar. Podiam apenas querer informações ou algo do género.
- O que é que queremos?! – disse um deles – Queremos o vosso ryo! Todo! – Hayato teve uma reacção imediata e retirou duma kunai de três pontas, colocando-se em posição de defesa – Ohoh, bibi-kun, que se passa?
- Calem-se e deixem-nos ir embora, ou então… - disse Akane pegando numa kunai também. Os homens apenas haviam reparado no símbolo do clã dos Gennins naquele momento, o que era estranho uma vez que os dois ostentavam o mesmo na roupa.
- Humph… dois Uchihas, han? – disse um deles avançando sobre Akane. O outro avançou sobre Hayato, empunhando uma katana.
- Cuidado Hayato, eles provavelmente são ex-Chuunins – disse Akane, que se encontrava na mesma situação do rapaz.

Hayato defendeu-se da katana do ninja com a sua kunai, mas prontamente foi derrubado devido à força excessiva do seu oponente. Conseguiu-se desviar da katana, mas levou com um pontapé em cheio nas costelas, o que o fez ir a voar alguns metros. Quando se levantou, já o homem estava à sua frente e lhe deu um soco no rosto, fazendo-lhe um golpe na bochecha. Hayato resistiu e não ligou e afastou-se um pouco. Concentrou chakra nos pulmões, executou os selos e, com um Shunshin perfeito para a retaguarda do inimigo disse:
- Katon – Goukakyuu no Jutsu! – Lançando uma bola de fogo de dimensões abastadas, que acertou em cheio no ex-Chuunin. Porém, quando a nuvem de fumo resultante do jutsu cessou, apenas um pequeno sapato restava.
- Ninguém engana assim o Ulc! – disse o homem atrás de Hayato, aplicando-lhe um potente pontapé nas costelas, fazendo-o uivar de dor. Apesar disso, Hayato não se moveu e aguentou, assim como aguentou mais dois socos de Ulc, que deu em cheio nas costas do rapaz. Novamente este concentrou chakra, fez uma pequena sequência de selos e desapareceu, fazendo aparecer à volta do seu inimigo algumas folhas que rodopiavam à sua volta. Ulc via o seu amigo a morrer, com imensas kunais cravadas no corpo. Estava um pouco desesperado, uma vez que podia ser real, mas concentrou chakra e pediu ao seu Deus para que aquilo tudo fosse um Genjutsu, e com um seco – Kai! – quebrou a técnica de Hayato. Enraivecido pelo Gennin lhe ter feito aquilo, Ulc dirigiu-se ao mesmo e acertou-lhe uma joelhada em cheio no queixo, fazendo-o subir alguns metros. Com um salto, o homem deu um pontapé acrobático em Hayato, que o projectou a uma grande velocidade para o chão, criando uma cratera.
- “Eu ainda não percebo como é que estou vivo” – pensava Hayato levando um novo soco que Ulc lhe dera, aproveitando a descida – “Tenho levado tanta porrada… deve ser a vontade de viver, de ser grande que me mantém vivo!” – Hayato levantou-se e espetou uma kunai na perna do inimigo. Com um Shunshin colocou-se atrás do homem e pregou-lhe uma rasteira, fazendo-o cair. Deu um pequeno salto, concentrou chakra na peito e fez os selos, lançando de seguida várias bolas de fogo para cima do mesmo, deixando-o um pouco ferido. Com um impulso de chakra, Hayato desceu e encostou a kunai de três pontas ao pescoço do homem, ameaçando-o – ou saem imediatamente daqui, ou o próximo Hokage vai fazer algo quanto a isso. Akane estava na mesma situação, mas prendendo o seu adversário com linhas shinobi.

Deixaram os dois shinobis ir-se embora e seguiram o seu caminho, afinal, a missão era recuperar os scrolls para Loki. Prosseguiram em direcção ao templo, avançando pontualmente com Shunshins. Pararam quando entraram novamente na floresta, para comer e tentaram fazer alguns curativos. Quando estava tudo preparado, avançaram novamente. Estava a ficar escuro e uma gruta apelativa chamava os Gennins para uma pausa de algumas horas.
- Hayato-kun, vai arranjar alguma madeira e faz uma fogueira que eu vou pescar para termos alguma coisa que jantar – disse Akane arranjando um pau e amarrando fio shinobi ao mesmo, fazendo uma cana improvisada. Hayato foi para onde as árvores eram mais espessas, seria madeira mais propícia para cozinhar. Com uma kunai tentou fazer algumas brechas numa das árvores, mas sem sucesso.

- “Kuso… o que é que eu vou fazer?” – o rapaz pensou durante breves momentos até que chegou à conclusão que só mesmo Ono o conseguiria ajudar naquela situação. Mas não o queria incomodar àquela hora e portanto recorreu ao plano B. Afastou-se um pouco da árvore e concentrou chakra nos pulmões, fazendo de seguida uma série de selos – Katon – Goukakyuu no Jutsu! – Hayato expeliu a bola de fogo que de imediato embateu na arvore, enfraquecendo-a. Depois, tentou novamente abrir umas brechas na mesma, desta vez, com sucesso. Colocou lá dentro algumas Kibaku Fuuda e concentrando chakra, fez um selo que desencadeou a explosão. Vários blocos de madeira caíram no chão, já prontos para fazer a fogueira. Foi para a gruta e já lá se encontrava Akane com os peixes.
- Despacha-te com isso pá… - disse Akane. Hayato juntou a madeira, fez uns selos, concentrou chakra e lançou uma pequena bola de fogo, fazendo finalmente a fogueira.

Jantaram e dormiram, acordando bem cedo para continuar a missão. Puseram-se a andar, seguindo as indicações que estavam no pergaminho. Em alguns minutos chegaram ao templo, ou pelo menos, parecia. O vermelho tingia as paredes e os pilares partidos que jaziam no chão, porém, duas estátuas cinzentas pareciam guardar a porta.
- Uhuh, assustador… - disse Hayato soltando uma pequena gargalhada.
- Somos, não somos? – disse uma das estátua. Os dois Gennins ficaram aterrorizados e logo pegaram nas suas kunais. Uma das estátuas dirigiu-se a Hayato e pontapeou-o, afastando-o para longe. Este segurou-se com uma mão numa árvore qualquer e preparou-se pois a estátua já avançava sobre ele, dando-lhe dois potentes socos no estômago – anda lá rapaz, dá alguma luta.

- Para estátuas têm muito paleio – disse o Gennin – não me acredito muito que o sejam, aliás – o rapaz falava enquanto levava uns quantos socos no peito, e era lançado para longe. A estátua moveu-se rapidamente para a beira do rapaz e acertou-lhe com o joelho na zona abdominal, fazendo-o cuspir algum sangue. Nisto, o Gennin pegou em alguma agua de uma fonte próxima e esfregou-lhe na cara, fazendo uma tinta prateada escorrer da face do homem – Ahah, apanhei-te – riu-se o Gennin. Por tal, levou um novo soco carregado de chakra – onde – disse cuspindo ainda mais sangue – estão os putos? Os pergaminhos!?
- Os pergaminhos estão aqui! – disse um rapaz saindo do templo, com cinco pergaminhos nos braços. Estava a sorrir e sentou-se num pequeno degrau que havia na entrada daquele edifício, vendo a luta dos quatro – vai Iraki, vai Iraki.
- Humph… - riu-se o homem que dava um potente pontapé em Hayato, fazendo-o voar mais alguns metros. O Gennin parecia um brinquedo nas mãos daquele homem. Porém, levantou-se, concentrou algum chakra e fez o homem ver aquela criança na agonia, enquanto folhas rodopiavam à sua volta – Kai! – disse ele quebrando o Genjutsu – assim não vais a- o homem foi interrompido quando, depois de concentrar chakra e executar os selos necessários, Hayato lançar uma bola de fogo para cima dele. Este deixou-se levar com ela, mas foi substituído por um tronco que rapidamente ficou chamuscado. Olhou para trás e levou um potente soco, ficando inconsciente.

- Hayato-kun! – ao ver aquilo, uma transformação se deu na rapariga. Akane ostentava agora uns olhos vermelhos que condiziam com os seus cabelos, porém um tanto mais claros. Uma pequena vírgula se segurava numa linha. O inimigo da rapariga tentou ataca-la, porém esta desviou-se agilmente e deu um potente soco no homem, deixando-o imediatamente inconsciente. Uma aura azul circundava Akane, e esta partia para Ikari, que tinha colocado o seu melhor amigo num mísero estado.
- Akane…-chan. Nós não combinamos que os nossos inimigos… iam ser os nossos até ao fim? – disse o rapaz levantando-se lentamente. Começou a executar uma sequência de selos e, após passar para a retaguarda do homem com um Shunshin, lançou-lhe uma bola de fogo para cima, deixando-o inconsciente também.
- Tu-tu, tu estás bem? – disse a rapariga com aqueles olhos vermelhos, olhando para o rapaz.
- H-hai… e como é, o Sharingan? – disse o rapaz, colocando-se de joelhos. Pouco aguentava devido ao ultimo golpe de Ikari.
- É… diferente. Vês tudo tão diferente, Hayato – disse a rapariga com uma lágrima a escorrer-lhe pela face – vamos pegar nos pergaminhos e sair daqui! – quando olhou para a entrada do templo, apenas os mesmos jaziam encostados ao pilar, com uma pequena folha do lado, que dizia “os meus irmãos vão ser vingados”. Akane rasgou o papel e o pegou nos scrolls, colocando-os numa pequena bolsa que estava ao lado da bolsa ninja. Segurou num braço de Hayato e foram andando para Konoha. Demoraram quase cinco horas devido às grandes lesões de Hayato.

- Loki-sama! – gritava Akane ao entrar pela mansão do Hokage – Hokage-sama, traga alguém.
- Quero uma equipa médica aqui imediatamente! – disse o Hokage tentando fazer alguma coisa com o rapaz. Rapidamente chegou uma equipa que o levou para o hospital – Akane, ele fica bom em algumas horas. Depois ele que descanse e que tome algumas ervas medicinais – disse o Hokage para a rapariga ruiva – E toma a recompensa, depois dá-lhe a parte dele – disse ele entregando a recompensa.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Sennin

Administrador | Suna
Administrador | Suna
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 24
Localização : Your mom's rear
Número de Mensagens : 7042

Registo Ninja
Nome: Kaito
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 500
Total de Habilitações: 24

MensagemAssunto: Re: Missão [privada] de Rank C - Pergaminhos   Sab 17 Jul 2010 - 17:29

Reservado

Uchiha Hayato

HC
Força: 2,75
Agilidade: 6 + 0,75 = 6,75
Controlo de Chakra: 8,5 + 1 = 9,5
Raciocínio: 0,75 + 0,25 = 1
Constituição: 5,25 + 1 = 6,25

HN
Ninjutsu: 6,5 + 0,75 = 7,25
Taijutsu: 2,75 + 0,25 = 3
Kenjutsu: 1,75 + 0,25 = 2
Genjutsu: 5,5 + 0,25 = 5,75
Selos: 3,25 + 0,75 = 4
Trabalho de Equipa: 0,5 + 0,25 = 0,75

Total: 5,5 / 7 Pontos

Nada a dizer, mais uma boa missão ^^ Recompensa completa e parabéns à Akane pelas novas lentes vermelhas Cool


Actualizado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado





MensagemAssunto: Re: Missão [privada] de Rank C - Pergaminhos   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Missão [privada] de Rank C - Pergaminhos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }