Naruto Portugal RPG
Sê bem-vindo ao Naruto Portugal RPG! Para teres acesso completo ao conteúdo do fórum, deves fazer Login ou Registar-te.



E o ciclo da vida repete-se! As pacíficas vilas voltam a unir-se para combater um mal em comum. Vem conhecer o melhor e mais antigo role play de Naruto, totalmente em português.
 
InícioPortalCalendárioFAQBuscarRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [Missão Privada de rank B] - Escoltar o Senhor Feudal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Annatar

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Porto
Número de Mensagens : 1602

Registo Ninja
Nome: Selim Puraido
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1505
Total de Habilitações: 262

MensagemAssunto: [Missão Privada de rank B] - Escoltar o Senhor Feudal   Qua 30 Mar 2011 - 19:41

Descrição: Foram secretamente escolhidos para escoltar o Lorde Feudal do País do Fogo. É uma missão ultra-secreta e por isso o foi passado a uma equipa de ninjas de rank não muito elevado, para não dar nas vistas. Tentem ser o mais discreto possível.

Recompensa:
600 ryo + 1 Scroll de Novo Jutsu + 1 Ponto de Cumprimento

Número de Ninjas: 3 a 4 Chunnins
Ninjas: Hayato (High Gennin, princ.), Akane (Chuunin, sec.), Harumi (Chuunin, sec.) (adicional: grupo ANBU)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kiba

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Puorto
Número de Mensagens : 3441

Registo Ninja
Nome: Seizon
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 900
Total de Habilitações: 52,5

MensagemAssunto: Re: [Missão Privada de rank B] - Escoltar o Senhor Feudal   Qua 30 Mar 2011 - 20:16

Anteriormente:

- Antes de tudo… eu sei que já sabem o meu nome mas, eu sou a Harumi – não reagi tão bem como ela esperava. Desviei o olhar para o mapa e calei-me. Akane fez-lhe uma ligeiríssima vénia e olhou para o mapa também – bem… a nossa missão… é escoltar o Lorde Feudal do País do Fogo para um Templo que está sob vigilância de uma das mais antigas ordens ninja.
- O Lorde Feudal? – interroguei – Porquê, ele não está em segurança?
- Pelos vistos, não parece aos Kages suficiente… - disse Akane. Harumi pegou num pequeno lápis que tinha num dos bolsos e fez um pequeno ponto no mapa.


Actualmente:

Ainda estávamos no palacete quando a missão foi oficialmente começada. O Lorde, antes de sairmos, acenou a cabeça para um ninja mascarado, o que para nós não teve qualquer significado mas que, com certeza, teve algum para eles.
Avançamos mudos pela floresta densa do País do Fogo durante, mais ou menos, meia hora até o Lorde decidir cortar aquele silêncio assustador.
- Então… tenho dois Uchihas para me proteger han? – disse o Lorde olhando para mim. Eu sorri e apontei para o símbolo que estava bordado na minha camisola. Harumi olhou para mim com algum desprezo. Não percebi porquê para mim e não para Akane, mas também não me importava, desde que fizéssemos o que tínhamos de fazer.
- É verdade… é uma pena os meus pais já cá não estarem para não me verem em tão grande missão – disse Akane olhando para baixo, taciturna.
- E tu… Harumi – disse o Lorde surpreendendo a rapariga de olhos brancos – porquê que estás aqui?
- Porque o meu Kage me ordenou, e só por isso – fechei o punho e, por acaso, consegui-me conter.
- Ahah… muito bem. Mas porquê? O que é que te faz apta para proteger um Lorde Feudal?

- Nunca falhei uma missão… e não pretendo falhar esta – a conversa estava muito interessante, pelo menos até aparecer um bicho grande parecido com uma centopeia que, por qualquer razão, se dirigiu imediatamente a mim. Deve ser por ser bonito. O meu Doujutsu sentiu o perigo e activou-se automaticamente, e eu também agi do mesmo modo. Concentrei algum chakra à volta do corpo e uma bola de raios apareceu à minha volta para me proteger. Ficou imóvel durante um momento, mas as raparigas não fizeram nada, estava ambas a proteger o Lorde, de um lado e de outro. Retirei a ninjaken da bainha e olhei o bicharoco naqueles olhos vermelhos parecidos com rubi, espelhando-lhe assim a realidade. Impressionava-me, de certo modo, como Genjutsus também afectavam estas criaturas esquisitas. Desfiz-me em corvos (shunshin) e "voei" até mais perto do bicho, de espada em punho. Envolvi a lâmina em chakra de vento, aumentando assim o seu poder de corte e abri a centopeia em dois. Olhei para os três com os olhos vermelhos e as íris com três pequenas "vírgulas".

- Acho melhor andar sempre com isto, caso haja mais alguma situação parecida... - disse eu soltando uma leve gargalhada. Akane transformou também os seus olhos escuros em escarlates. Harumi parecia cada vez mais irritada connosco.
- "Argh, estes gajos são mesmo armantes... eu já lhes mostro" - pensava discretamente. Continuamos o nosso percurso, atentos e vigilantes até chegar a um espaço amplo, onde era perfeito para nos abrigarmos duma precipitação fraca que havia começado a cair sobre nós. Akane fez uma cúpula de terra e aí nos abrigamos até à chuva parar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kiba

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Puorto
Número de Mensagens : 3441

Registo Ninja
Nome: Seizon
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 900
Total de Habilitações: 52,5

MensagemAssunto: Re: [Missão Privada de rank B] - Escoltar o Senhor Feudal   Seg 11 Abr 2011 - 19:31

A chuva parou e Akane deu uma vista de olhos nas redondezas para ver se não havia qualquer perigo. Decidimos avançar em direcção ao templo.
- Daimyo-sama... o que acha de tudo isto, desta guerra? - inquiriu Akane, mostrando bastante respeito. Harumi suspirou de uma forma irónica, o que me fez, para mal dos meus pecados, cerrar novamente os punhos e posteriormente acalmar-me.
- Acho que é uma estupidez... acho que o mundo se devia unir, em vez de se separar cada vez mais... talvez um mal maior fosse necessário para isso - disse o Daimyo tentando recordar o tempo em que se podia andar para cá e para lá sem se preocupar com nada.

Ouvimos um barulho esquisito, parecia um tronco a quebrar. Eu saquei imediatamente duma kunai de três pontas e activei o meu doujutsu. As duas kunoichi também ficaram alerta, todos os três a circundar o lorde feudal. Três vultos apareceram diante de nós, com hitaites que apenas tínhamos visto num encontro rápido, com Harumi.
- Cuidado! - berrou Harumi, colocando-se numa posição ainda mais defensiva - são da Kyodo.
Mais três vultos apareceram atrás de nós, homens com armaduras cinzentas e com máscaras de animais.
- "Era o que mais nos faltava..." - pensei.
- Vocês, tratem deles - disse um dos homens mascarados. Nós os três ficamos um bocado surpreendidos, mas assim, ainda melhor. Os ANBU ficaram nas nossas posições e eu desapareci em corvos (sunshin) para a frente de um dos outros shinobi. Akane e Harumi fizeram o mesmo, de formas diferentes, para os outros dois.

- Estas crianças de hoje em dia... já pensam que são shinobi - disse o rapaz que estava à minha frente. Não era muito alto, mas notava-se que era mais velho que eu. Tinha um palito na boca e um chapéu tipicamente chinês.
- Vamos ver, quem é o shinobi - disse eu soltando uma pequena gargalhada. O rapaz olhou-me nos olhos, revelando assim a sua parte superior da face que estava escondida atrás do chapéu até agora. Pareceu um bocado surpreendido quando me olhou na cara - o que foi?
- Três tomoes? - disse ele com um sorriso - eu sempre disse que achava o sharingan uma treta...
Desapareci e apareci à frente dele, com o punho carregado de chakra e acertei-lhe em cheio na barriga. Ou assim pensei eu durante uns segundos, até um tronco ficar no seu lugar. Ele estava atrás de mim, pronto para me dar um pontapé, mas aquilo que ele considerava uma "treta" conseguiu prever esse movimento e eu afastei-me rapidamente. Fiz uns quantos selos, concentrei chakra e olhei-o nos olhos. Várias raízes brotaram do chão e começaram-se a enrolar nos pés do rapaz, passando posteriormente para o resto do corpo, deixando apenas para fora da árvore criada o pescoço e a cabeça.

- "Mokuton!?" - pensou o rapaz - "impossível, portanto..." - mesmo de antes de eu brotar daquela árvore para dar uma lição àquela criatura, esta quebrou o genjutsu. Afastei-me imediatamente dele, mas ele foi rápido a fazer os uns quantos selos e formou um dragão de terra que se dirigiu a mim. Rapidamente concentrei chakra à minha volta e criei uma bola de raios à minha volta que fez com que o dragão, ao entrar em contacto com ela, se desfizesse.
- "Isso, continua a atacar para eu ver o que devo usar contra ti. Afinal de contas, Raiton é a fraqueza de Doton" - pensava eu e bem. Fez mais uns quantos selos e espinhos começaram a sair da terra perfurando todo o meu corpo, ou assim ele pensou. Desfiz-me em corvos (genjutsu) e afastei-me um pouco. Juntei as mãos em forma de "t", concentrei chakra e criei dois clones, sacando depois do meu leque.
- Humph, deves pensar.. - ele formou uma lança de terra e lançou-a a nós Hayatos, que nos desviamos agilmente. Os clones fizeram uns quantos selos e lançaram um Goukakyuu e um Mizurappa e eu concentrei chakra no leque e lancei uma potente onda de vento que, pelo caminho, se misturou com a água e fogo formando uma potente onda de energia. Quando entrou em contacto com o shinobi, deu-se uma enorme explosão e uma cortina de fogo cobriu aquele nosso campo de batalha.
- Parece que te apanhei! - disse com um sorriso. O fumo desvanecia lentamente e tudo o que eu pude observar quando olhei para a anterior posição do ninja, era um monte de lama. Nem eu nem o Sharingan fomos capazes de prever o movimento dele, que estava atrás de mim e me deu um forte pontapé lateral que me lançou até eu embater numa árvore. Aproximou-se de mim com a mesma rapidez e espetou-me um cabeçada... mas não iria acabar aí, pensava ele. Concentrei um pouco de chakra e projectei a minha intenção assassina para ele, prendendo os seus movimentos quando este viu a sua própria morte.

- Não penses que sou assim tão fácil - avisou-me. Uma linha fina de sangue escorria da sua boca. Eu afastei-me uns largos metros enquanto fazia alguns selos e concentrava mais chakra. Já tinha pouco, não podia continuar sempre nisto. O rapaz começou a enxergar uma bola de fogo que galopava na sua direcção, vinda do céu. Começou a fugir, e, no tempo em que ele demorou a perceber que tudo aquilo era fruto da sua mente, já eu havia concentrado chakra na minha mão, dando-lhe uma forma esférica. Estava perante o rapaz, olhei-o nos olhos mostrando o meu Doujutsu, e quando ele reparou, cansado, espetei-lhe com o Rasengan no estômago, deixando-o ir de encontro ao horizonte, rodopiando.

- "Estou estafado... tenho que pedir uma daquelas coisas à Akane" - disse eu, cambaleando um pouco enquanto ia em direcção à rapariga - "Este gajo deu trabalho" Akane!
- Hayato, conseguiste!
- Dá-me uma daquelas tuas pílulas horrorosas - pedi eu - a Harumi?
- Toma - levou a mão à bolsa e atirou-me duas pílulas castanhas que engoli imediatamente. Senti-me logo mais enérgico - está ali, vamos ter com ela.
Chegamos rapidamente, e parecia que a batalha não estava bem a favor dela. O homem era robusto e tinha uns adereços muito... próprios. Atirou o seu grande machado em direcção a Harumi, que estava ferida, no chão... não me parecia que fosse capaz de se defender.
- Doton: Ganchūrō no Jutsu! - disse Akane fazendo com que vários pilares se erguessem à volta da rapariga de Suna. O machado espetou-se num deles, e antes que o homem se apercebesse já eu e a rapariga de cabelos vermelhos estávamos frente a ele, com os punhos carregados de chakra prontos para lhe aplicar dois Okashos simultaneamente. O homem voou e embateu numa árvore, inconsciente.

- Arigato... - disse Harumi para Akane, após ter saído daquela prisão de pilares de pedra. Fomos posteriormente para a beira do Lorde Feudal novamente, onde os ANBUs ainda estavam.
- Estou impressionado... Uchihas - disse o velho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luffy

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Planeta Agostini
Número de Mensagens : 2510

Registo Ninja
Nome: Karui
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 29,25

MensagemAssunto: Re: [Missão Privada de rank B] - Escoltar o Senhor Feudal   Sab 23 Abr 2011 - 23:04

A missão acabou?
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.youtube.com/user/rfsnts
Kiba

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Puorto
Número de Mensagens : 3441

Registo Ninja
Nome: Seizon
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 900
Total de Habilitações: 52,5

MensagemAssunto: Re: [Missão Privada de rank B] - Escoltar o Senhor Feudal   Seg 25 Abr 2011 - 17:20

Vais-te acalmar se fazes o favor? Tenho 15 dias para a fazer, não tenho? Antes de dia 26, posto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luffy

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Planeta Agostini
Número de Mensagens : 2510

Registo Ninja
Nome: Karui
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 0
Total de Habilitações: 29,25

MensagemAssunto: Re: [Missão Privada de rank B] - Escoltar o Senhor Feudal   Seg 25 Abr 2011 - 18:22

Não percebes-te a pergunta xd. Eu quis perguntar foi se já tinhas acabado? Não te estou a apressar nem nada. Mete FIM quando acabares Sff.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.youtube.com/user/rfsnts
Kiba

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Puorto
Número de Mensagens : 3441

Registo Ninja
Nome: Seizon
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 900
Total de Habilitações: 52,5

MensagemAssunto: Re: [Missão Privada de rank B] - Escoltar o Senhor Feudal   Seg 25 Abr 2011 - 18:46

olha Luffy, já cá ando há uns anitos para saber isso, sim?

edit: queres conversa, pm
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kiba

Membro | Kiri
Membro | Kiri
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Puorto
Número de Mensagens : 3441

Registo Ninja
Nome: Seizon
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 900
Total de Habilitações: 52,5

MensagemAssunto: Re: [Missão Privada de rank B] - Escoltar o Senhor Feudal   Seg 25 Abr 2011 - 22:01

Akane tratava duns ligeiros ferimentos de Harumi enquanto caminhávamos em direcção ao templo. Víamos apenas dois homens carecas com uma roupa que os declarava claramente como monges. Ambos se ajoelharam ao verem o Lorde.
- Daimyo-sama! - disseram os dois. Ele fez um sinal para ambos se levantarem e estes assim o fizeram - vocês devem ser as escoltas do lorde. Vão ter que provar que são bons o suficiente para o ser. Antes de chegar ao templo, propriamente dito, vão ter que passar por cinco provas.
- Como? - disse Akane, boquiaberta - não nos avisaram de nada disso! - exclamou.
- Não há problema... nós conseguimos - disse Harumi. Eu sorri e acenei afirmativamente, o lorde nada disse. Eles abriram as duas grandes portas contidas no chão, que davam acesso a uma espécie de cave enorme, com um grande tanque e um pequeno expositor que parecia ter uma unidade de medida.

E agora? - questionou Akane. Olhei em redor, e no inicio da sala tinha um grande kanji que significava "água". Olhei para o tanque e estava vazio.
- Acho que devemos encher o tanque... - disse Harumi - o problema é que eu não posso fazer nada quanto a isso - enchi os pulmões de chakra, executei uma pequena série de selos e lancei uma torrente de água que ia enchendo o tanque. No pequeno medidor, uma barra verde ia aparecendo.
- Cuidado, não deves poder passar daquele traço - disse Akane. Eu olhava para a barra e quando aquilo se aproximou do traço, instintivamente eu cortei o fluxo de chakra. Ficou extremamente próximo do traço, mas ainda não estava lá.
- Já não posso fazer mais nada... - disse - se o fizer, passo o traço e sabemos lá o que nos pode vir a acontecer.
- Espera ai... - Akane fez um selo e alguma agulhas de agua apareceram no ar. Uma direccionou-se para o tanque e lá entrou, aumentando mais um pouco a barra. Após mais três agulhas no tanque, uma grande porta, aparentemente feita do mesmo material que a parede, se abriu. Entramos por lá a dentro e olhamos para mais um kanji, desta vez aparentava ser o fogo que teríamos que usar. Estavam três tochas à nossa frente, e a reacção de Akane foi, instantaneamente, lançar três pequenas bolas de fogo para as acender. Um som que parecia de alguma coisa ser activada ecoou na sala e depois, perante nós, um enorme buraco se abriu de onde saltou uma espécie de golem vermelho.
- Boa... - disse eu. Vi uma rajada de fogo vir na minha direcção e, instintivamente, o meu Doujutsu se activou. Desviei-me agilmente e peguei na minha ninjaken. Avancei sobre a criatura num veloz salto e cortei-lhe um braço, afastando-me de seguida. Uma massa cinzenta saiu do membro cortado e um novo golem apareceu, tal como aconteceu quando o braço do outro se regenerou. Olhei para a minha espada e estava um pouco chamuscada.
- Tua ainda és pior, ó nabo! - disse Akane para mim, soltando uma pequena gargalhada. Eu sorri, enquanto concentrava algum chakra nos pulmões e fazia a mesma sequência que à bocado. Lancei uma onda de água para cima de um deles, fazendo-o derreter. Entretanto, Harumi já tinha esmagado outro quando fez dois pedaços de terra embaterem um no outro, com o pequeno no meio. As tochas voltaram a apagar-se.
- E agora? - perguntou Harumi. Olhei em redor, tal como tinha feito para ver o kanji e observei três pequenas bolas atrás das tochas. Pareciam ter a forma de bolas de fogo.
- Olhem lá aquilo - disse eu para elas.
- Que bonito... - disse Harumi num tom irónico. E fiz uns selos e lancei três bolas de fogo que foram de encontro às da parede. Estas começaram a rodopiar desenfreadamente até que uns números, de uma cor bastante viva apareceram na parede. 231 era o que estava agora escrito na parede. Olhei para as tochas e voltei a acendê-las, mas desta vez primeiro a segunda, depois a terceira e por ultimo a primeira. Mais uma porta se abriu perante nós, separando aquelas bolas de fogo.
- Ai que este menininho é tão esperto - disse Akane com tom de gozo. Deitei-lhe a língua de fora e continuamos para a câmara de Raiton. Harumi meteu-se à nossa frente.
- Esta deixem para mim! - disse ela. Olhamos para a parede e tinha, em letras bem grandes "7.000V". A rapariga fechou os olhos e envolveu o seu corpo em chakra, notoriamente raiton pelas faíscas que dela saíam. De repente, soltou um berro (eu assustei-me) e lançou, desde a mão até à parede um grande tigre eléctrico que fez toda a parede ganhar uma cor mais azulada. As paredes abriram-se entre faíscas e pequenos sons eléctricos, dando assim acesso à sala onde teríamos de usar as nossas técnicas de Doton para passar. Harumi chegou-se à frente uma vez, porém, Akane também quis ajudar. Senti-me um bocado inútil, mas enfim. Havia uma pequena chave pendurada no tecto e uma pequena porta à nossa frente, lógico o que teriam de fazer. Ainda pensaram antes no Kinobiri, mas a parede parecia ter um repelente de chakra.
- Doton: Doryūha! - disse Akane, formando uma onda de terra, na qual se colocou no topo e, avançando para a chave, a agarrou. Entramos pela porta adentro e vimos uns pequenos orifícios na parede à nossa frente. Saquei de um pergaminho e de lá tirei o meu leque. Avançamos para os pequenos buracos, para o nosso mal, visto que, quando o fizemos, Akane pisou uma pedra que não devia, desencadeando uma enorme chuva de kunais, shurikens e todo o tipo de objectos cortantes e pontiagudos que se possam imaginar. Deixei o chakra correr pelo braço e pela arma e fiz uma onda de vento atravessar aquela zona, lançando as armas para trás. Olhei em redor, e vi um pequeno tubo que daria a um cubo com uma bola. Enchi os pulmões de chakra e ar e enviei uma onda de vento pelo tudo, fazendo a bola embater num pequeno botão que tinha na base do cubo. A próxima porta abriu-se e entramos para uma nova sala, quatro ou cinco vezes maiores que as outras. Porém, tinha apenas no fundo uma pequena porta que tinha, no centrou, a forma de uma espiral.
- Ahn? - disse Harumi. Eu olhei em volta e vi uns quantos esqueletos... teoricamente, equipas. Tinham vindo com esperança de chegar ao templo. Mas por alguma razão não tinham consigo passar por esta porta.
- Hayato! - berrou Akane. Parecia ter tido uma epifania - aquela técnica do Yondaime que o Angelus te ensinou!

Eu sorri e concentrei chakra na mão, moldando-o em forma de espiral. Avancei para a porta e espetei com a bola de chakra condensado na espiral, fazendo esta rodar e posteriormente, abrindo a porta.
- Parabéns - disse o mesmo monge que nos tinha aberto a primeira porta, com o Lorde Feudal ao lado.
- Mas... o Lorde... - disse eu apontando para trás.
- Ahah! Pois é Hayato, ainda tens muito para aprender connosco. Vamos, tenho ali a vossa recompensa.

THE END

espero que se veja bem
Voltar ao Topo Ir em baixo
Annatar

Membro | Nukenin
Membro | Nukenin
avatar

Sexo : Masculino
Idade : 23
Localização : Porto
Número de Mensagens : 1602

Registo Ninja
Nome: Selim Puraido
Ryo (dinheiro) Ryo (dinheiro): 1505
Total de Habilitações: 262

MensagemAssunto: Re: [Missão Privada de rank B] - Escoltar o Senhor Feudal   Ter 26 Abr 2011 - 22:18

Uchiha Hayato

H.N

Ninjutsu: 37+1,5=38,5
Taijutsu:9,5+0,5 =10
Kenjutsu: 13,75+0,5 =14,25
Genjutsu: 21+1=22
Selos: 18+0,5=18,5
Trabalho de Equipa: 3.25

H.C.

Força: 9
Agilidade: 22+0,5=22,25
Controlo de Chakra: 46,75+1,5=48,25
Raciocínio: 6,25+0,5=6,75
Constituição: 19,25+0,25=19,5

6,75/7

Boa missão... Nada a mais a comentar, ou nada relacionado com a missão em particular. Foi coerente e puseste uns desafios bastante originais. Gostei, honestamente já não me lembrava de ler uma tão agradável. Até à forma de pôr as expressões idiomáticas me agradou deveras! Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Missão Privada de rank B] - Escoltar o Senhor Feudal
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
A tua mensagem foi automaticamente gravada. Poderás recuperá-la caso aconteça algum problema
Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Naruto Portugal RPG :: Konohagakure :: Missões :: Missões Arquivadas-
'); }